Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 19 de junho de 2018.

Potins desta terça-feira



• Juízo? Quem?!

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) que, mês a mês, vai escapando de se tornar ré no STF, fez na semana passada uma messiânica conclamação. Em Contagem (MG), foi a lançadora da campanha de Lula à Presidência.

Microfones à disposição, ela não perdeu a oportunidade para a sua contumácia verbal: “O Judiciário tem de ter juízo e se sensibilizar com o caos social e liberar Lula para a disputa eleitoral”.

O arremate foi na mesma linha: “O Congresso precisa se pronunciar de forma firme para levar a Justiça a soltar Lula”.

•  Outubro junino

Era abril, quando o fraco Michel Temer perguntou a um bem chegado ministro advogado “como seria o nervosismo do mercado com as eleições”. A resposta foi a de que, “perto do pleito o dólar chegará a R$ 4”.

Estamos em junho – faltam pouco menos de quatro meses para as eleições – e a moeda dos EUA já bateu lá.

 Comparando

Era junho de 2002, Lula disparava nas pesquisas. A cotação do dólar mantinha-se estável.

O disparo foi só em outubro, no período entre o 1º e o 2º turnos, quando chegou a R$ 

 Por causa da letra ´e´

A Justiça brasileira é sobrecarregada à toa, às vezes, por coisas mundanas que deveriam ser decididas na primeira e/ ou segunda instâncias.

Por não ser assim, hoje – ou em uma das próximas terças-feiras – o STJ julgará o recurso especial de uma moça de nome Tatiane, que quer se chamar Tatiana, com três ´a´.

 Memórias do cárcere

Está agendado para dezembro o lançamento do primeiro de dois volumes das memórias de Lula, publicação da Companhia das Letras, mas ainda sem título definido. O texto será de Fernando Morais.

Ele está retocando o texto, mas já deixou um capítulo em aberto para abarcar, justamente, o primeiro e o segundo turnos das eleições de outubro.

 Discretamente

Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União, contou com a simpatia a ajuda de Dias Toffoli, semana passada. Foi quando o STF determinou a busca de apreensão de computadores e documentos na residência do (ex?) político gaúcho, nascido em Santo Ângelo, com passagens pelo PDS, PPR e PP.

Para que tudo fosse discreto, Toffoli explicitou que a operação da Polícia Federal fosse feita com a utilização de veículos e agentes descaracterizados. E assim foi.

Mas vazou. Nardes está sendo investigado não só por acontecimentos ligados à Lava Jato. São três casos

• Saúde milionária

Se Temer aprovar, a Agência Nacional da Saúde vai anunciar, nos próximos dias, o reajuste oficial de 10% para os planos de saúde.

As poderosas operadoras já contabilizam 107,9% nos últimos sete anos - vantagem que nenhum dos empresários do setor reclama, mas que não os impede de pedir mais. A “rádio-corredor” da OAB-DF não deixou por menos na alfinetada: “Temer quer, mesmo, matar os velhos”.

Ué, e ele? Ora, o marido de Marcela tem plano de saúde oficial.

 Descendo a ladeira

Levantamento oficial da Fundação Getúlio Vargas compara que, em 2008, 31% dos brasileiros consideravam “honestas” as eleições do nosso país.

Números de maio – tabulados na primeira semana de junho – pintaram um quadro sombrio do Brasil: apenas 14% mantêm a crença na honestidade. No mundo todo, a média de confiança é de 53%, aí incluída a África.


Comentários

Hélio De Jesus Da Silva - Advogado 12.06.18 | 10:15:25
Com certeza, com o STF que temos essa tal de Gleisi será absolvida.
Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Potins desta terça-feira

 O futuro presidente Toffoli já começa a pensar no aumento para o Judiciário.

• Rodrigo Janot vem ao RS para falar sobre eleições e corrupção.

 Foi em Santiago (RS), a audiência criminal em que o réu não aceitava uma mulher juíza!

 O ano de 2014 que ainda não acabou em Porto Alegre.

 Desaprovação ao governo brasileiro só não é pior do que a de Bósnia-Herzegovina.

 O jeitinho para evitar o avanço no combate da corrupção no Brasil.

• Discriminação nos EUA contra mulheres grávidas empregadas.

 Colega de Rosa Weber no STF avalia que ela é a “ministra pêndulo”.

• Os 60 dias pedidos pela PGR que vão ajudar Michel Temer.

Potins desta terça-feira

 Maior jornal da Inglaterra diz que “Sérgio Moro é “o homem que encerrou cinco séculos de impunidade no Brasil”.

 Governo acaba de criar mais um elefante branco: o SUSP, irmão do SUS.

•  STF vota na quinta-feira (24) proposta de nova súmula vinculante.

 Quando a “utilidade política” prevalece sobre a utilidade pública...

 Embaixadas para Temer, Moreira e Padilha – se Alkmin for Presidente da República. Mas ele nega.

• População com 60 de idade, ou mais, estará superando os moços de 16 a 24 anos, nas eleições de outubro.

 Impasse no TST para tentar orientar decisões uniformes em ações trabalhistas.

 Prorrogação do benefício de salário-maternidade, em decorrência de parto prematuro.

Novo slogan de Temer vira piada nas redes sociais

• A importância da vírgula: o presidente diz que “o Brasil voltou, 20 anos em dois”.

• Mas há quem ironize: “o Brasil voltou 20 anos em dois”.

 Uma busca e apreensão – por engano – na casa do secretário adjunto do CF-OAB.

 A prescrição que agrada banqueiros.

 Gilmar Mendes prevê uma avalanche processual nos foros e tribunais, Brasil afora.

 Quanto é dois mais dois?

• Uma análise de Joaquim Barbosa sobre o sistema político brasileiro.

Potins desta sexta-feira

• Presença estranha deixa magistradas assustadas em importante reunião na Universidade de Harvard.

•  Governo brasileiro exclui entidades da lista de convidados para a reunião anual da Organização Internacional do Trabalho.

•  Temer torce pela vitória de Henrique Meirelles: quer ser ministro da Justiça a partir de 2 de janeiro.

•  Empresas envolvidas em desastres ambientais só pagaram 3,4% das multas ambientais, que totalizam R$ 785 milhões.

•  Quem são os políticos, empresários e magistrados alfinetados nos voos comerciais brasileiros.

• O largo par de headphones que faz Luiz Fux não ser incomodado quando voa de Brasília ao Rio, e vice-versa.

Potins desta terça-feira

• Nova súmula do STJ publicada: prazo para seguro de vida cobrir suicídio

 Decisão da 2ª Seção do tribunal também cancelou a Súmula nº 61

 O aumento do tesão financeiro dos donos de motéis.

 Filha de Eduardo Cunha concorrerá a deputada federal como herdeira política do pai.

 A queda da arrecadação das maiores centrais sindicais do país.

 Impasse entre herdeiros da travesti Rogéria, falecida em 2017.

Potins desta terça-feira

 Advogado revela novo ponto de domínio dos flanelinhas em Porto Alegre.

• Eleições para a OAB-RS serão na última semana de novembro, no Gigantinho.

 Novas banheiras de hidromassagem para deputados federais.

 Fale com “Mister Bud”: ele anuncia os benefícios e malefícios da maconha.

• Mais da metade dos 640 mil orelhões espalhados pelo Brasil não são utilizados um minuto sequer.

• Qual o ministro preferido de Temer? Dou-lhe um, dou-lhe dois, dou-lhe três...

 Cinco procedimentos no CNJ contra desembargadora que ofendeu a falecida vereadora Marielle e pessoas com síndrome de Down.