Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 16 de novembro de 2018.

O que é a plataforma que sinalizou três alertas vermelhos no RS



O Atlas Global de Justiça Ambiental (EJAtlas - http://www.ejatlas.org ) é uma plataforma online interativa de mapeamento de conflitos ambientais no mundo e tem como objetivo tornar mais acessível a informação e dar mais visibilidade a estes conflitos. O mapa compõe o projeto EJOLT – Environmental Justice Organizations, Liabilities and Trade, no qual participam mais de 100 especialistas e pesquisadores de 23 universidades e organizações não-governamentais de 18 países.

O projeto é centralizado no Instituto de Ciência e Tecnologia Ambiental da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), na Espanha.

A plataforma possibilita a pesquisa de conflitos ambientais por país, por tipo de material (minerais, hidrocarbonetos, água ou resíduos nucleares), por companhias envolvidas e por países. No Ejatlas há 2.477 conflitos socioambientais reportados no mundo e no Brasil há até o momento 104 quizilas registradas.

A Ejatlas tem o apoio de movimentos sociais, organizações civis e especialistas que contribuem para preencher o mapeamento com mais casos de conflitos e informações sobre os registrados. Dentre esse conjunto de colaboradores, o Grupo de Pesquisa de Dinâmicas Políticas, Estado e Movimentos Sociais (DIPEM) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) auxilia nessa tarefa de preenchimento da plataforma.

Desse modo, o conflito socioambiental acerca da possibilidade de instalação do Projeto Caçapava do Sul, da Nexa Resources (Votorantim) no interior de Caçapava do Sul (RS) tem mobilizado diversos municípios que integram a Bacia Hidrográfica do Camaquã, principal rio do Bioma Pampa, incluindo Rio Grande, por ser onde poderá escoar a produção para exportação.

As atividades de mineração incluem a extração de cobre, zinco e prata e a extração de chumbo para a exportação. Esse projeto poderá impactar diretamente o local do empreendimento (Passo do Cação) e também um conjunto de pessoas que desenvolvem atividades socioeconômicas e projetos de vida que tem como característica a convivência com o bioma Pampa. Sobretudo, também poderá impactar os 28 municípios que compõem a bacia hidrográfica do Rio Camaquã ao longo dos seus 430 km.


Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Equipe de transição de Bolsonaro tem um advogado gaúcho

É Adão Paiani, que tem escritório em Porto Alegre e Taguatinga (DF). O gabinete do futuro Presidente da República, que trabalhará em dez grupos temáticos, conta com sete militares, seis economistas e nenhuma mulher.

Abuso comercial no leasing

Nulidade da cláusula de contrato que autoriza a cobrança das parcelas a vencer, na hipótese de rescisão antecipada do contrato por perda do bem sem culpa do arrendatário