Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 19 de outubro de 2018.
http://espacovital.com.br/images/jus_azul_foto1.jpg

A IVI é o PRAVDA gaúcho



Arte de Camila Adamoli

Imagem da Matéria

Todos sabemos que o PRAVDA era o veículo oficial do regime soviético. O mundo era o que o PRAVDA relatava. O resto era mentira e ilusão. Tudo como no conto ´Ideias de Canário´, de Machado de Assis (cultura também é bom no futebol!). Se um atleta da URSS chegava em segundo, a manchete era: corredor russo deixou 15 adversários para trás. Mas não falava de quem ganhou, mormente se fosse norte-americano.

O PRAVDA era a IVI esculpida em carrara.

Pois lendo os veículos de comunicação de Porto Alegre - TODOS controlados pela IVI – Imprensa Vermelha Isenta - não detectei uma linha sobre a arbitragem do último Gre-Nal. Nós, gremistas, estranhamos - porque, por exemplo, houve faltas que mereciam cartão e não foram aplicados pelo árbitro FIFA.

Zeca é um bom (ou mau) exemplo de quem bate o tempo todo e vai minando o adversário, sob o olhar complacente do apitador.

Mas a C.I.A., que reúne os Comentaristas Isentos de Arbitragem (em russo: Комментаторы Освобожденный Арбитражные), uma sucursal do PRAVDA (quer dizer, IVI), nada falou. Achou que a arbitragem do pernambucano Péricles Bassols foi magnífica. Linda. Supimpa. Pois é.

A CBF, no entanto, não pensa como a C.I.A. e colocou o assoprador de apito de castigo, apitando jogo de segunda divisão. Tudo por causa de seu “excelente” desempenho no Gre-Nal. Eis o selo C.I.A. de arbitragem.

A IVI é antiga. Poucos se dão conta. É o discurso dominante. Castoriadis, pensador francês, dizia que se um etnólogo passar 20 anos com os índios bororós, já não será um etnólogo, porque assimilará o imaginário dos bororós. Por aqui, tudo ficou ´bororisado´.

Até mesmo gremistas não se dão conta da transformação dos etnólogos em bororós. Acostumaram.

Parte da torcida do Grêmio foi sendo emprenhada de ouvido. O PRAVDA fazia o mesmo. Criava realidades. Pode-se dizer também que há um discurso da servidão voluntária (Etiène de La Boité) funcionando nas hostes gremistas. A IVI parece que está ganhando o jogo. Superdimensiona tudo o que o Inter faz. Troca o nome de campeonato. Esconde fatos. Minimiza-os. Maximiza-os.

De outro, quando gremistas querem atiçar a direção do Grêmio, instando-a a reagir, vem o fenômeno do ´chapabranquismo´, uma praga que infesta o futebol, composto por torcedores que vivem em uma bolha, sem mundo exterior.

Voltando à IVI e à construção de narrativas, já começaram os despistes, insinuações e quejandos sobre o jogo com o Tucumã. O mesmo que fizeram com o Lanus.

É adversário do Grêmio? É pé de chinelo!

É do Inter? Super time.

Chapecoense é timão. Tucumã? Ah, ganhar é obrigação. Hum, hum.

Querem dados empíricos? PRAVDAZH, órgão oficial da IVI, deu, ontem (17), três páginas para o Inter pré-jogo com a Chape. E para o Grêmio, duas. Simples assim. Isso tudo é autoexplicativo. Sem falar no tratamento que deram à classificação contra o Estudiantes.

Ah, isso de IVI não existe, viu? É que nem chifre, uma coisa que lhe colocam na cabeça e você não sabe.

Capa do PRAVDA-Ipiranga de hoje (18): meia página para a derrota do Inter pra Chape (cujo pré-jogo recebeu três páginas) e... um pequeno aviso mixuruca de que o Grêmio jogará pela Libertadores. Binguíssimo!

A PROPÓSITO, nós, gremistas, não devemos comprar produtos e serviços dos anunciantes ivistas. Questão de honra gremista. Eu já faço isso.


Comentários

Roberto Moreira Nunes - Advogado 19.09.18 | 10:10:52

Mais um belíssimo artigo, parabéns! Lembro da IVI pregando respeito ao "perigoso" Cianorte/PR e, ao mesmo tempo, dando o Independiente pela Recopa como "barbada"...sem falar no "pior Real Madrid da década". Beira a insanidade a supervalorização das coisas vermelhas e o desdém a tudo que diz respeito ao imortal. Mas pouco importa, como diz o trapo da geral: "Jamais nos matarão". Em tempo: também não consumo produtos da IVI e de qualquer empresa que patrocine os seus amargos personagens.

Enio Fernandez Jr - Professor 18.09.18 | 15:49:01

Mas que mi mi mi, professor Lënio. Seu time tá fazendo água faz horas, com um treinador que é um falastrão e ainda não caíram na realidade. Só falta dizer que o "ativismo" dos árbitros em "decidir conforme as respectivas consciências" está prejudicando a azulagem. Independente disso, sempre seu leitor. 

Carlos Augusto Galbarino Amaral - Professor 18.09.18 | 13:22:37

Excelente a comparação com o Pravda, Lênio. E o final do seu texto deveria ser seguido por todos os gremistas: parar de consumir produtos da tal de IMPRENSA VERMELHA ISENTA e de seus anunciantes. Eu mesmo quando cancelei o ClicREDbs enviei e-mail pra Marta GleiCh, explicando o motivo. Tudo pro lado vermelho são alvíssaras; pro lado azul só coisa negativa... Encheu o saco, temos que boicotar a IVI e os produtos dos seus anunciantes.

Pablo Bonilla Chaves - Advogado 18.09.18 | 11:27:33
Excelente texto, professor! O senhor, mais uma vez, demonstra ser um arguto observador da realidade!
Banner publicitário

Mais artigos do autor

A IVI e as irregularidades nas eleições

“Calma! Como sabemos, a CIA – COMENTARISTAS ISENTOS DE ARBITRAGEM é uma sucursal da IVI-PRAVDA. No decorrer da coluna conto o segredo. Envolve alto cachê. Portanto, mãos à obra.  Preparem-se para a leitura e descubram!”

O Pravda agora é pitonisa! E o sacrifício do Guerrinha!

“São tantos assuntos e tantas emoções. A ZH, o PRAVDA do esporte gaúcho e órgão oficial da IVI, agora já não se contenta em abafar o passado e obliterar o presente... E tem também o seu jeitinho de analisar os erros de arbitragem que já contabilizam 14 pontos pro Inter.”

Reação ao bullying praticado pela IVI!

“Talvez por sermos maioria no Estado, devêssemos boicotar os produtos anunciados pelos membros da Imprensa Vermelha Isenta”. (...) E também “algumas considerações sobre o vício redibitório do André”.