Ir para o conteúdo principal

Edição de terça, 17 de maio de 2022.
(Próxima edição: sexta dia 20 de maio.)

O prende-e-solta, o crime ignóbil e a indenização pífia

Foto: BM de Caxias do Sul

Imagem da Matéria

  • Um assalto à mão armada no campus da Universidade de Caxias do Sul, duas horas de pavor e o dano moral, quatro anos depois, segue assolando a vítima. E a reparação moral de R$ 60 mil.
  • O “menor potencial ofensivo” que sempre protegeu o criminoso contumaz.
  • A 10ª Câmara Cível do TJRS julga hoje as apelações da jovem mulher, de seus pais e de seus irmãos.
  • Julgamento, na mesma sessão, da apelação em ação movida por desembargador contra deputado: indenização de R$ 50 mil.
  • O isolamento judicial e a distância entre a magistratura e a cidadania.
  • Sorrisos se abrindo para muitos operadores jurídicos: Senado vota esta semana a “PEC dos quinquênios”.

Contenda judicial entre duas empresas gaúchas

Google Imagens

Imagem da Matéria

  • A 5ª Câmara Cível do TJRS condena a Soprano (de Farroupilha) a indenizar a Termolar (de Porto Alegre) por concorrência desleal num caso envolvendo patentes de garrafas térmicas.
  • A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara aprova projeto de lei de... Flordelis, a ex-deputada presa.
  • Juiz suspende a exigência de exames de papanicolau e mamografia para mulheres acima dos 40 anos candidatas a cargos públicos em concursos no Estado de São Paulo.
  • Ministro da Infraestrutura diz que... precatórios valem!
  • É encargo do autor da execução de sentença - e não à parte executada - provar que um imóvel não é bem de família.
  • Ninguém lembrou de Sandra Bréa – se viva, ela teria completado 70 anos na quarta passada (11).
Banner novo Judice