Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 18 de junho de 2019.

SBT e Ratinho indenizarão dois padres com R$ 872 mil

Montagem EV sobre foto Divulgação/SBT)

Imagem da Matéria

 Desfecho, afinal, de um caso que começou em abril de 1999. Na ocasião um noivo desistiu de seu casamento em pequena cidade do Paraná e o caso se transformou num rastilho teatral.

 Programa de tevê anunciou que o homem desistente teria preferido ficar com o padre.

 A demora crônica da Justiça brasileira.

 Um dos clérigos autor da ação por dano moral faleceu em 2018.

 Ação popular de quatro advogados pede, à Justiça Federal de São Paulo, o afastamento de Sérgio Moro.

O Telegram, por meio do qual Moro e Delta se comunicavam, tem capital russo e sede em Dubai

Imagem da Matéria

 Constatações em série: Sérgio Moro continua o ministro mais popular do governo.

 Ex-ministro do STF Carlos Velloso avalia que os vazamentos de conversas “não devem virar trunfos para os acusados pela Lava-Jato”.

• Uma dica antiga de Tancredo Neves: “Só fale por telefone aquilo que você pode falar em público”.

 São turvas as relações atuais entre a OAB-RS e a OAB nacional.

 Advogados simpáticos ao PT já preparam articulações para tentar ganhar as eleições na Ordem gaúcha em 2020.

 O pito que, em público, João Dória passou num coronel da PM paulista.

O banquete da impunidade na República

 Leitores comentam situações políticas; a juizite; a ovada em Bolsonaro; o vazamento de Moro e Deltan; a não prestação de contas pela OAB; e a eleição indireta para a direção da Ordem nacional (“Assim como era no tempo da ditadura”). E o juiz que “pensava ser deus”...

  Manifestações dos advogados José Mario De Boni, Dorly José Giongo, Róberson Azambuja, Vera Conceição Ilha Dietrich, Claudio Garcia, Roberto Dias Torres, Roberto Schultz, Alceu Georgi, Antonio Carlos Estrella Júnior, Rogers Welter Trott e do contador Mauro Santolin.