Um processo que teve início, meio e fim em 30 dias úteis


Florianópolis, 17 de outubro de 2019.

Senhor Editor do Espaço Vital, bom dia!

Ref.: O ideal de justiça.

Sou leitor e fã do seu trabalho.

No intuito de contribuir com a disseminação de iniciativas que deram certo perante a nossa assoberbada Justiça, compartilho a experiência que vivi perante o sistema eproc, agora implantado no âmbito do TJ de Santa Catarina.

Advoguei no processo n° 5001107-08.2019.8.24.0091 que tramita perante o 2° Juizado Especial Cível da Capital e fiquei impressionado com a celeridade da prestação jurisdicional.

A inicial foi distribuída no dia 4 de setembro deste ano; a contestação aportou aos autos no dia 27 do mesmo mês; a réplica no dia 8 de outubro; e, por fim, a sentença no dia 15 deste mês.

O processo teve início, meio e fim em exatos 42 dias corridos, ou 30 dias úteis! Este é o ideal de justiça que esperamos e devemos ter como meta.

Um processo célere como este faz lembrar o saudoso Rui Barbosa que naquela época apregoava: "Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada."

O Poder Judiciário Catarinense está de parabéns!

Atenciosamente,

Fabio Elias Teixeira, advogado (OAB/SC nº 34437-B).
fabio@rqdsa.adv.br