InteligĂȘncia artificial x Covid-19


Por Eduardo Barbosa, advogado (nº 35.070) e conselheiro seccional da OAB-RS
Eduardo@eduardobarbosa.adv.com.br

O mundo está perplexo com a dificuldade em vencer a Covid-19. Decorridos cerca de cinco meses de enfrentamento - Comunidade Cientifica x Covid 19 - eu pergunto: como está o placar?

Admito ter medo de responder!

Estamos em meados de maio, hoje é dia 19; o número de casos de coronavírus, superou a marca de 4 milhões, segundo a Universidade de Johns Hopkins, dos Estados Unidos. O número de mortes, aproxima-se de 280 mil pessoas no mundo.

Sempre imaginei que o desenvolvimento tecnológico, o avanço da medicina, a área de TI, os robôs e os algoritmos, nos levassem a um mundo em que o ser humano ficasse acima de dificuldades do dia a dia, e também a humanidade seria blindada de várias vicissitudes e mazelas.

Aliás, a preocupação de todos era com as demissões em massa e a extinção de profissões, como motorista de taxi, operador de telemarketing, caixa, vendedor de varejo, e assim vai.

Estou expressando a minha total decepção com a Inteligência Artificial para vencer o coronavirus! Onde está a tecnologia tão difundida e alardeada, como o futuro do planeta, que iria nos tornar seres autossuficientes e teríamos os robôs que fariam tudo por nós?

Os carros seriam conduzidos pela inteligência artificial... Os computadores de alta tecnologia fariam todo tipo de operações matemática, física e química!

Eu pergunto: por que a Inteligência Virtual não salva a humanidade?

Não há como essa inteligência descobrir o medicamento correto para atacar a Covid-19? A inteligência artificial não consegue descobrir a vacina para imunizar a humanidade?

Então, caros leitores, essa inteligência artificial, tão aclamada e reverenciada por tantos, não chega aos pés de médicos, enfermeiros e todos que estão na linha de frente salvando vidas!