Depois de movimentos... sem movimentos, afinal a sentença


Ø Sobre “O fenômeno de “movimentar sem movimentação”

Parabéns ao autor da carta, pela coragem”

(ass.) Adival Antonio dos Santos Rossato, advogado.

Interessante carta que retrata esse fenômeno flagrado no Foro Regional do Alto Petrópolis, mas que se repete por dezenas de varas, Rio Grande afora. A coincidência é que, no mesmo dia em que foi publicado o reclamo do colega Rodger de Almeida, a sentença foi proferida e publicada. Até parece enredo de novela”.

(ass.) Carlos Castagno, advogado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ø Sobre “Depois da pandemia, os ricos ficarão mais ricos. Os poderosos, mais fortes”.

 “Lendo este artigo e refletindo sobre o assunto, parece que a frase do príncipe de Falconeri jamais deixou de ser atual: ´Tudo deve mudar para que tudo fique como está´".

(ass.) Eliakim Seffrin do Carmo, advogado.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ø Sobre “Processo eletrônico e o que está por vir”

“Sem dúvida o Eproc é o melhor sistema de processo eletrônico. Entre os usuários tanto do Eproc, como do do PJe, eu duvido que a grande maioria prefira o PJe - que seria um verdadeiro retrocesso se este fosse o sistema imposto”.

(ass). Juliano Luís Rodrigues, advogado e conselheiro da OAB - Subseção Caxias do Sul.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ø Sobre “Remeter R$ 8,5 milhões anuais para o CF-OAB, ou dar mais atenção aos jovens advogados gaúchos?”

 

 “A jovem advocacia, colegas com menos de cinco anos de inscrição, beneficiada com anuidade reduzida, é a que menos tem razão de reclamar da nossa Ordem. A OAB somos todos nós e antes de perguntar o que a entidade está fazendo, é necessário que o advogado (a) pergunte a si próprio o que está fazendo por sua entidade? Os cargos são voluntários e os dirigentes fazem milagres, mesmo com a alta inadimplência das anuidades. Infelizmente a classe desconhece o trabalho de excelência da OAB em prol advocacia".

(ass.) Marco Aurélio Coimbra, advogado.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ø Sobre “As qualidades do texto moderno”

“Aprecio muito as observações do professor Paulo Ledur. Sou extremamente exigente com a redação e a perfeita vestimenta do raciocínio, de forma que alcance o efeito desejado. Conclamo o articulista a que continue sempre a postos no Escreva Direito, colhendo exemplos de processos.”

(ass). Regina Moraes Regius, advogada.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nota da redação do Espaço Vital

Não estão sendo publicados os comentários enviados pelos leitores “Marino” (...) e “Jesus” (...). Os dados identificativos que eles forneceram não permitiram que fosse conferida a autenticidade da autoria.