De 2009 até 2042: a possível longa trajetória de Toffoli no STF - Espaço Vital
Radiocorredor

De 2009 até 2042: a possível longa trajetória de Toffoli no STF

Charge de GERSON KAUER
De 2009 até 2042: a possível longa trajetória de Toffoli no STF


O futuro decano do STF

Além de ser sido o mais jovem ministro a ter assumido, em 13 de setembro de 2018, a Presidência do STF, aos 50 de idade (nasceu em 15.11.1967), José Antonio Dias Toffoli também será - se quiser - o magistrado com mais tempo como integrante da corte. O campeão atual é Hermínio do Espirito Santo, ministro com 10.951 dias, seguido por André Cavalcanti d’Albuquerque, que atuou por 10.835 dias - ambos no início do século passado.

Se não quiser se aposentar antes, Toffoli poderá sair na véspera do dia em que completará 75 de idade, em 15 de novembro de 2042, após 12.073 dias no cargo, e será o recordista absoluto no Supremo. Quando foi nomeado por Lula (em 23.10.2009), a previsão era a de que ele seria o terceiro ministro mais longevo, com 10.249 dias. A PEC da Bengala, todavia, deu cinco anos a mais a todos os ministros.

Por isso, Toffoli poderá ficar até 14 de novembro de 2042 - serão doravante, a partir de hoje (sexta-feira 22.12.23) ainda mais quase 19 anos no poder. No total, 33 anos, um mês e 22 dias de permanência na Suprema Corte.

Como decorrência das diferenças das épocas em que foram empossados (2009 e 2017), apesar de ser um ano mais jovem do que Toffoli, o ministro Alexandre de Moraes (*13.12.1968) passará sete anos a menos no STF do que o atual presidente da corte.


Mais artigos do autor

Leia também