Ir para o conteúdo principal

Edição Extra, interrompendo, em 11.1.2020, as férias da Equipe Espaço Vital

Fratura peniana



A 13ª Câmara Cível do TJ do Rio negou a indenização pedida por um homem vítima de fratura peniana numa relação extraconjugal.

O cidadão procurou o hospital - que é réu na ação cível - e pediu sigilo na cirurgia, pois é casado e... pastor evangélico.
 
Mas a pulada de cerca veio à tona numa carta anônima enviada à sua igreja. Segundo o pastor, o linguarudo foi um funcionário do hospital.

A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Liminar manda excluir vídeo sobre as eleições no Inter

Justiça estadual defere medida pedida pela Chapa nº 3 (“Reage Inter”) a propósito de vídeo que conteria perigo de dano, “pois o conteúdo exposto está à disposição de milhares de usuários, com informações que afetam à honra e imagem dos autores da ação”.