Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de junho de 2019.

Escola de strippers é fechada por causa dos gritos femininos



Chris Urso/The Tampa Tribune

Imagem da Matéria

Uma escola de formação de strippers que funcionava em uma mansão de US$ 2 milhões (cerca de R$ 6,1 milhões) em Lutz, no Estado da Flórida (EUA), foi fechada por decisão judicial, após uma notificação de vizinhos à polícia por excesso de barulho.

A polícia fez uma medição da poluição sonora e, em três oportunidades diferentes, gravou as pessoas que chegavam para aprender como despir-se em shows e como eram os gritos que aborreciam a vizinhança endinheirada.

O juiz acolheu a tese de “mau uso da propriedade”.

O dono da mansão e o gerente da escola foram acusados de violar o código local sobre ruídos.

A mansão pertence a uma empresa cujo titular é o milionário canadense Gordon Lownds. Na segunda-feira, ele confirmou que cessou toda a atividade comercial na casa de mais de mil metros quadrados, fechando a escola de formação de strippers.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Cleanto Farina Weidlich - Advogado 27.04.15 | 11:09:52

... errata, ... ou melhor, 'motivo de alta cobiça', ... Cordiais saudações!

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Terminou mesmo em pizza...

Cliente teve uma surpresa ao comprar uma caixa de frango empanado. Ele encontrou US$ 1.300, (cerca de R$ 5.200), no embrulho onde deveria estar apenas o alimento.