Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 16 de julho de 2019.

Recepcionado o primeiro requerimento eletrônico com reconhecimento digital de assinatura



Na última sexta-feira, a escrevente autorizada Solange Maria Souza Coutinho, do Ofício do Registro Civil das Pessoas Naturais e Jurídicas, Títulos e Documentos de Guaíba (RS), recepcionou o primeiro requerimento eletrônico com “reconhecimento de firma digital”, enviado pelo 1º Tabelionato de Notas de Porto Alegre através de correio eletrônico.

O ato representou um avanço para as relações eletrônicas entre tabelionatos e ofícios de registro, e um marco facilitador para os usuários. Estes não precisam mais se deslocar para tabelionato de notas e solicitar o reconhecimento de firmas da forma tradicional em determinados documentos.

O requerimento eletrônico foi assinado digitalmente por um cliente (Mario Augusto Dias) residente em Porto Alegre, no portal Cartório Digital Tabelionato.com (desenvolvido pela autoridade certificadora Safeweb, credenciada na ICP-Brasil) e pelo tabelião substituto Ayrton Bernardes Carvalho Filho.

O cliente Dias utiliza certificado digital desde 2005, mas diz que “nunca havia assinado um documento que fosse para ser entregue em cartório”. Avaliou ainda que, “além de poupar muito tempo e dinheiro, os valores que foram pagos pelo serviço ao tabelionato e ao portal não são altos, se comparados ao da gasolina e do estacionamento que teria que pagar na cidade vizinha de Guaíba”, enfatiza.

A Sky Informática de Montenegro acompanhou, desde o início, o projeto Cartório Digital e já está em processo adiantado de integração de seus sistemas com a nova ferramenta de certificação digital. Paulo Kindel, diretor da empresa, prevê que “os tabeliães do interior do Estado que tiverem uma visão mais empresarial poderão se beneficiar muito dessa tecnologia, pois poderão reconhecer firmas digitais de pessoas que moram em grandes centros e que tenham dificuldades com mobilidade urbana”.

Por exemplo: uma pessoa que está em São Paulo, de posse de um certificado digital ICP-Brasil, poderá assinar um documento eletrônico e enviar para o tabelião de Montenegro reconhecer digitalmente sua assinatura.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Santa Terezinha Dias De Aquino - Oficial Registradora 27.06.16 | 09:08:25

Estávamos necessitando dessa ferramenta para melhor atender o usuário. É o tabelião atacando litígios digitalmente e consequentemente oferecendo segurança com agilidade.

Daiane Ibanez - Estudante De Direito 25.06.16 | 09:29:32

Segurança jurídica e Responsabilidade Civil - Marcelo Rache! Simples assim. O reconhecimento de firmas é o "seguro" mais barato do Brasil.

Marcelo Rasche - Médico 24.06.16 | 14:09:28

Mano do céu! Se o documento já está assinado por uma chave ICP-Brasil, por que precisa de um tabelião para reconhecer a assinatura digital? Alguma entidade iluminada me explique, por favor, a necessidade disso!

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Camera Press

Estudo de Harvard associa YouTube a impulso à pedofilia

 

Estudo de Harvard associa YouTube a impulso à pedofilia

Uma pesquisa recém concluída diz que um algoritmo da plataforma da empresa subsidiária do Google recomendou um vídeo inocente de menina brasileira, de dez anos de idade, a usuários de conteúdo sexual. “Fiquei assustada com os milhares de visualizações” – diz a mãe da criança. As informações são do jornal New York Times.

CNJ sofre ataque de hacker

A invasão foi feita por uma pessoa que se intitula “Aline 1”.  Dados (nomes completos, números de contas bancárias, telefones, CPFs e senhas) de milhares de pessoas foram vazados.

Multa de R$ 2.4 milhões ao Facebook

Informações de, no mínimo, 1 milhão de britânicos foram vazadas. A empresa falhou em lidar com a questão, mesmo após ter sido alertada.