Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 11 de dezembro de 2018.

O amor em segredo de justiça



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Ontem (12), cedo, metade da manhã do Dia dos Namorados, vazou – com coloração gaúcha - nas redes sociais a petição em versos que um jovem advogado teria, em envelope grampeado na parte interna da capa de um processo, dirigido à nova juíza da comarca – ambos solteiros.

Aparentemente apaixonado pela magistrada – depois de insinuantes trocas de olhares em audiências - o advogado teria criado a seguinte petição:

“Eu, bacharel em direito
Conforme a lei em vigor,
Venho com todo o respeito
Requerer o seu amor.

Meu coração tem urgência
E não podendo esperar,
Peço que Vossa Excelência
Me conceda a liminar.

Caso eu a tenha ofendido
Com a inépcia do pedido,
Rogo pelo amor de Deus:
Se me faltou algum tato,
Prenda-me por desacato,
Mas prenda nos braços seus”.

 Prontamente, a magistrada teria despachado à mão, numa folha sem timbre, aposta dentro de um envelope de insinuante cor rosada, mandado entregar no escritório do advogado:

Em toda a minha carreira,
Como juíza de direito,
Nunca vi tanta besteira,
Nem tamanho desrespeito.

Minha conduta moral
É lei que não se revoga
Nem com sustentação oral
Debaixo da minha toga.

Por isso, ilustre advogado,
Seu pedido tresloucado
Indefiro nesta liça.

Depois, com a noite em curso,
Fora do expediente,
Eu aguardo o seu recurso.
E que se faça presente,
Mas em segredo de justiça”.

Até o fechamento desta página - às 8h30 de 13 de junho, manhã posterior ao Dia dos Namorados - a expectativa na comarca era a de que o advogado teria recebido a juíza, em seu apartamento, às 8 da noite de ontem. Durante a tarde ele estivera no melhor supermercado da cidade, em busca de itens para um presumível jantar aprimorado: champanhe, salmão, trufas, licor e outros quitutes.


Comentários

Wenceslau Teixeira Madeira - Advogado 16.06.17 | 17:13:25

Ao grande e espetacular Espaço Vital, parabéns!  Admirei a poesia do causídico e da juíza. Excelent. A justiça é excelente quando rápida e bem humorada! Ah, se as petições, despachos, sentenças e acórdãos fossem, em prosas e versos, assim elaboradas, eriam todos apreciados e acolhidos com atenção ! No final, veríamos, com alegria, as partes dando as mãos !

Nelson Oscar De Souza - Desembargador Aposentado 13.06.17 | 18:55:28

Aos bacharéis, toda a minha alegria ! E a plena florescência do Amor. E versos perfeitamente corretos ! Não abandonem também está bela vocação.

Bernadete Kurtz - Advogada 13.06.17 | 15:05:51

Se forem verdadeiros os fatos, levanto as mãos para o céu! É de amor que precisamos nestes tempos tristes de intolerãncia!

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

A fama do João Grande

 

A fama do João Grande

Era uma ação penal contra um homem que estaria ofendendo e ameaçando a ex-esposa. As desavenças ocorriam porque ela postava, nas redes sociais, que o ex-marido vivia sempre na casa do João Grande, famoso na cidade gaúcha por ser bem-dotado.

Charge de Gerson Kauer

O gaúcho caloteiro

 

O gaúcho caloteiro

A difícil intimação de um fazendeiro, já conhecido no meio forense, como o Senhor Caloteiro. O êxito da diligência só acontece porque, no esconderijo, o devedor é acometido de coceira causada por urtiga.

Charge de Gerson Kauer

   A experiência dos velhinhos

 

A experiência dos velhinhos

Segundo a cartilha do banco, os saques mínimos no atendimento presencial seriam de R$ 200. Saiba como a idosa senhora - mãe de um advogado e avó de um estagiário do tribunal - convenceu o caixa de que ela tinha direito líquido e certo a sacar apenas R$ 50.

Charge de Gerson Kauer

Quando o suposto amor vira negócio

 

Quando o suposto amor vira negócio

O cliente, à hora da saída do motel, acelera o carro, derruba a cancela e se vai em desabalada fuga. Saiba porque, em Juízo, o tresloucado gesto do homem comove o juiz e obtém simpatia do dono do estabelecimento de hospedagem.

Gerson Kauer

Perfume de segunda categoria

 

Perfume de segunda categoria

Após presidir a audiência de ação penal relativa a roubo à mão armada ocorrido em uma loja de perfumes, o elegante juiz é surpreendido com a pergunta desferida pela vítima: “Doutor, o senhor tem compromisso para hoje à noite?

Gerson Kauer

Casa de marimbondos

 

Casa de marimbondos

Após a vã tentativa de avaliar uma velha colheitadeira penhorada, o oficial de justiça certifica em minúcias: “Não pude me aproximar da máquina, pois na parte interna do teto da cabine tem uma casa de marimbondos do tamanho de uma caçamba de pampa, tendo este servidor medo de levar múltiplas ferroadas”.