Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 21 de dezembro de 2018.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

A busca de Lula por uma liminar em habeas corpus



Em busca de uma liminar

A defesa de Lula vai apresentar duas medidas para enfrentar a sua condenação pelo TRF da 4ª Região: embargos de declaração (prazo de dois dias, após a publicação do acórdão) e pedido de habeas corpus ao STJ (ainda sem data para a impetração). A dupla estratégia está ligada à esperança de obter uma liminar no HC para suspender os efeitos eleitorais da condenação penal.

Conforme a Lei da Ficha Limpa, os condenados criminalmente na segunda instância não podem ser candidatos. Mas é o Tribunal Superior Eleitoral quem faz a declaração de inelegibilidade -  e isso ocorre apenas no momento do registro da candidatura.

A estratégia jurídica é dupla: recorrer do mérito da condenação - mantendo-a, assim, “sub judice”; e acreditar numa liminar que suspenda a aplicação da Lei da Ficha Limpa ao caso.

Com os dois movimentos no tabuleiro jurídico, o ex-presidente e o PT esperam garantir-se nas eleições  de 7 e 28 de outubro, mesmo que os votos nele fiquem represados no sistema do TSE até que a situação eleitoral seja definida.

 Muitos dólares

A “rádio-corredor” da OAB de Brasília transmitiu ontem duas revelações contundentes contra o PT.

Primeira: a negociação da delação de Antonio Palocci está próxima de se tornar real.

Segunda: de acordo com Palocci, a quantidade de dólares que veio do Exterior para a eleição de 2002 foi de apreciáveis US$ 40 milhões.

No mais – pela dinheirama envolvida - algo capaz de deixar Geddel e o PMDB enciumados...

Três gols...

A criatividade brasileira ricocheteou de imediato, ontem, logo após o encerramento do julgamento.

As redes sociais repercutiram que os três desembargadores que condenaram Lula terão direito a pedir música no Fantástico.

Joesley 1 x Temer 0

Sentença proferida na 10ª Vara Cível de Brasília negou o pedido de reparação moral do presidente Michel Temer contra o empresário Joesley Batista, de quem pretendia receber R$ 600 mil, por afirmações publicadas em junho de 2017 na revista Época.  Na petição inicial, Temer verbera uma entrevista em que Joesley “desfiou mentiras e inverdades, maculando a honra com afirmações difamatórias, caluniosas e injuriantes (...), como atribuir a chefia de uma organização criminosa que praticava atos de corrupção e de obstrução à Justiça”.

Joesley contestou, alegando que a queixa-crime sobre os mesmos fatos, apresentada por Temer, foi extinta no Juízo penal.

Afirmou que “a manifestação corresponde aos fatos narrados em depoimento para formalização da colaboração premiada, depois homologada (18/05/2017) pelo ministro Edson Fachin, oportunidade em que houve a revogação do sigilo”.

Detalhe interessante para os advogados: a verba sucumbencial que será encargo de Temer foi fixada em R$ 60 mil. Cabe recurso de apelação. (Proc. nº 0713079-40.2017.8.07.0001).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Maioria do TRF-2 considera inconstitucional a sucumbência para a AGU

• Nove votos já afirmaram que advogados públicos não podem receber honorários de sucumbência, caso a administração saia vencedora de uma disputa judicial.

 Bye, bye Brasil: 29% dos brasileiros gostariam de deixar nosso país.

 Curso de Direito continuará tendo cinco anos.

 STJ decide a restrição do foro privilegiado também para procuradores da República.

A disputa, por três filhas, sobre a destinação do cadáver do pai falecido há seis anos

  Em vida, o falecido teria manifestado, verbalmente, sua disposição de que, após a morte, seu corpo fosse submetido a um processo de congelamento (criogenia – foto acima), nos EUA, para que com a evolução da Ciência, fosse possível descobrir a causa de sua doença.

  A mina da Votorantim próxima ao rio Camaquã e o atropelamento múltiplo de ciclistas: dois “riscos vermelhos” do RS estão no Atlas Global de Justiça Ambiental.

 Unesco certifica a decisão do STF de equiparar a união estável entre pessoas do mesmo sexo à entre casais heterossexuais como “patrimônio documental da humanidade

Delatores premiados devem R$ 422 milhões às contas da Lava Jato

 A PGR lança uma ferramenta para tentar cobrar de notórios caloteiros que se livraram da cadeia.

• Nenhuma advogada conseguiu se eleger presidente de seccional da OAB. Eram oito candidatas, mas nenhuma teve sucesso.

 TJRS decide que a paternidade socioafetiva - declarada ou não em registro público - não impede o reconhecimento de filiação baseado na origem biológica.

 As atuais diferenças entre Lula e José Dirceu (este, ainda, um homem de supremo poder).

Futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos diz que homens e mulheres “não são iguais”

 Damares Alves (foto), anunciada como titular da pasta que será criada em janeiro, é advogada e pastora evangélica. Ela contou ter sofrido violência sexual aos 6 anos. É mãe adotiva de uma filha indígena.

 Um sutil puxão de orelhas dado pelo ministro Paulo de Tarso Sanseverino em dois advogados gaúchos.

 Políticos, esses grandes devedores da Fazenda Nacional...

 Férias pagas parcialmente antes do início do descanso motivam pagamento em dobro. Decisão é do TST.

Julgamento disciplinar de magistrados por suposto envolvimento em política partidária

  CNJ decide, no dia 11, os pedidos de providências contra o gaúcho Luiz Alberto de Vargas (TRT-RS) e outros nove magistrados.

  Vitória da situação advocatícia no RS consagrou uma frase: “A OAB não é partido político”.

  Supremos jeitinhos jurídicos para amenizar a corrupção: “É caixa 2”.

Moro prepara pacote de medidas de combate ao crime organizado

 Entre os pontos que serão analisados pelo Legislativo está a proibição da progressão de regime a presos que mantêm vínculos com organizações criminosas.

 Com o efeito cascata em todo o país, o aumento para o STF traz um impacto financeiro de 1 bilhão e 400 milhões de reais, ao ano.

 O supremo séquito e os balangandans: Toffoli levou seis assessores a encontro dos juízes federais em Buenos Aires.