Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de dezembro de 2018.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_11.jpg

Trabalho demais e... trabalho de menos



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

  Vespeiro de processos

A “rádio-corredor” da OAB-RS transmitiu ontem (23) à tarde a informação sobre a tramitação de um expediente no TJRS que trata da distorção – e possíveis correções - de distribuição de recursos a serem julgados por câmaras cíveis do TJRS. Em síntese, o volume de trabalho seria menor – nesta ordem – em quatro câmaras: 23ª, 24ª, 13ª e 14ª Câmaras Cíveis.

Um documento interno propõe ao Órgão Especial a alteração nos critérios de distribuição, ao apontar casos de desembargadores que recebem, em média, 125 processos mensais para julgamento. Simultaneamente, a outros magistrados são atribuídos 240 recursos mensais – chegando, em alguns casos, a até 400.

Simultaneamente, a “rádio-corredor” do TJRS admitiu, também ontem, que em câmaras cíveis para as quais a distribuição é menor, alguns assessores estão fazendo “rodízio de comparecimento”, por falta de terem o que fazer.

Um advogado militante – que comparece ao TJRS a trabalho em média três vezes por semana – confirmou ao Espaço Vital que “há uma ilha de desembargadores e assessores que menos produzem, enquanto a grande maioria está sobrecarregada de processos – tudo em função de distorções no sistema de distribuição”.

Do mesmo advogado, um arremate: “Mesmo sabendo disso, ninguém quer mexer de verdade, porque é um vespeiro – quem reage pode, de repente, estar sendo atacado por ferroadas”.

 Inflação de 1 milhão

Até o fim deste ano, a inflação na Venezuela deve chegar a 1.000.000% - segundo previsão do Fundo Monetário Internacional.

O estudo compara a situação do país venezuelano à da Alemanha em 1923 e à do Zimbábue, no fim dos anos 2000.

 Capacitação médica

Assim como há o Exame de Ordem, em relação aos bacharéis em Direito, Michel Temer pode criar por decreto o exame obrigatório para habilitar formandos em Medicina ao exercício profissional. Proposto pelo Conselho Regional de Medicina de São Paulo, o projeto, que sugere provas para alunos do 4º e 6º anos, está se arrastando na Câmara dos Deputados desde o início de 2017.

A lentidão abriu espaço para a simpatia presidencial de fim de mandato.

Ainda mais depois do surgimento, na semana passada, de todas as verdades sobre o infame “Doutor Bumbum”.

 

 Brasil brasileiro

Tim Maia (1942/1998) dizia que “o Brasil é o único país do mundo onde prostituta tem orgasmo, cafetão sente ciúmes e traficante é viciado”.

Vinte anos depois da morte do artista, vale um acréscimo: “O Brasil é o único país do mundo que tem também tem agência reguladora – no caso a ANS – que trabalha contra os usuários de planos de saúde, a quem deveria proteger”.

A propósito, Rodrigo Aguiar, diretor de desenvolvimento setorial da ANS, saiu-se com uma pérola, ao comentar a decisão da ministra Cármen Lúcia de deferir medida cautelar na ação ajuizada pela OAB nacional. Disse o falastrão: “A gente não é um órgão de defesa do consumidor”.

Afinal, a ANS defende o quê?

Entrementes, levantamento publicado pelo jornal O Globo, no domingo, mostrou que em oito das onze agências reguladoras federais, dos 40 cargos executivos, 32 são ocupados por pessoas indicadas por políticos. Três vagas abertas serão preenchidas pelo mesmo critério. Assim, serão no total apenas cinco técnicos em ação.

O campeão das indicações é o presidente do Senado, Eunício Oliveira, que emplacou seis – incluindo um genro, na ANAC.

Também na Agência Nacional de Aviação Civil - aquela que abençoou a cobrança da tarifa de despacho das malas, a pretexto de redução dos preços das passagens – uma curiosidade.

O presidente da ANAC é José Ricardo Botelho Queiroz, policial federal de carreira e que já fez parte da equipe de segurança de Dilma Rousseff.

Este é o Brasil que vai.


Comentários

Anderson Ferraz - Analista Juridico 26.07.18 | 10:20:56
Sobre o exame para a Capacitação médica, demorou em muito colocar em pratica, pois as ocorrencias de medicos despreparados para tal função são frequentes. Um absurdo ainda não ter colocado em pratica este exame.
Banner publicitário

Mais artigos do autor

A disputa, por três filhas, sobre a destinação do cadáver do pai falecido há seis anos

  Em vida, o falecido teria manifestado, verbalmente, sua disposição de que, após a morte, seu corpo fosse submetido a um processo de congelamento (criogenia – foto acima), nos EUA, para que com a evolução da Ciência, fosse possível descobrir a causa de sua doença.

  A mina da Votorantim próxima ao rio Camaquã e o atropelamento múltiplo de ciclistas: dois “riscos vermelhos” do RS estão no Atlas Global de Justiça Ambiental.

 Unesco certifica a decisão do STF de equiparar a união estável entre pessoas do mesmo sexo à entre casais heterossexuais como “patrimônio documental da humanidade

Delatores premiados devem R$ 422 milhões às contas da Lava Jato

 A PGR lança uma ferramenta para tentar cobrar de notórios caloteiros que se livraram da cadeia.

• Nenhuma advogada conseguiu se eleger presidente de seccional da OAB. Eram oito candidatas, mas nenhuma teve sucesso.

 TJRS decide que a paternidade socioafetiva - declarada ou não em registro público - não impede o reconhecimento de filiação baseado na origem biológica.

 As atuais diferenças entre Lula e José Dirceu (este, ainda, um homem de supremo poder).

Futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos diz que homens e mulheres “não são iguais”

 Damares Alves (foto), anunciada como titular da pasta que será criada em janeiro, é advogada e pastora evangélica. Ela contou ter sofrido violência sexual aos 6 anos. É mãe adotiva de uma filha indígena.

 Um sutil puxão de orelhas dado pelo ministro Paulo de Tarso Sanseverino em dois advogados gaúchos.

 Políticos, esses grandes devedores da Fazenda Nacional...

 Férias pagas parcialmente antes do início do descanso motivam pagamento em dobro. Decisão é do TST.

Julgamento disciplinar de magistrados por suposto envolvimento em política partidária

  CNJ decide, no dia 11, os pedidos de providências contra o gaúcho Luiz Alberto de Vargas (TRT-RS) e outros nove magistrados.

  Vitória da situação advocatícia no RS consagrou uma frase: “A OAB não é partido político”.

  Supremos jeitinhos jurídicos para amenizar a corrupção: “É caixa 2”.

Moro prepara pacote de medidas de combate ao crime organizado

 Entre os pontos que serão analisados pelo Legislativo está a proibição da progressão de regime a presos que mantêm vínculos com organizações criminosas.

 Com o efeito cascata em todo o país, o aumento para o STF traz um impacto financeiro de 1 bilhão e 400 milhões de reais, ao ano.

 O supremo séquito e os balangandans: Toffoli levou seis assessores a encontro dos juízes federais em Buenos Aires.

A juíza federal Gabriela Hardt não toca flauta!

  Vídeo apresentando a magistrada federal da Lava Jato como música amadora é fake!

  Imagens e áudio – de boa qualidade - exibidos em grupos de WhatsApp confundem a magistrada com a flautista Gabriela Machado, do grupo Choronas, de Santos (SP).

  Socicredi não pode usar a marca Sicredi. Decisão é do TJRS.

 Atraso habitual de ônibus do empregador é computado como hora extra em favor de empregado.

  Caso grave de Mal de Parkinson: STJ condena Bradesco a fornecer home care, mesmo sem previsão no contrato.