Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de dezembro de 2018.

Juizite paulista



Charge de revv.info

Imagem da Matéria

Brasília, 21 de agosto de 2018.

Ao Espaço Vital

Ref.: Desabafo - Absurdo que ocorre no TJ de São Paulo

Esta semana, na terça (21), fui acompanhar um julgamento, cuja sessão iniciaria às 9h30. Cheguei ao TJ-SP uma hora antes, para pedir preferência à sustentação oral.

Ocorre que os advogados, antes das 9h, não podem adentrar ao prédio da corte. Então, forma-se enorme fila na calçada.

Assim, faça chuva, frio ou sol os advogados devem permanecer na rua, desajeitadamente enfileirados, aguardando que a Casa de Suas Excelências abra suas portas.

Tratamento absurdo dispensado aos advogados! Poderiam, ao menos, deixar que os causídicos ficassem no saguão do prédio.

Alô OAB nacional, alô OAB paulista, alô CNJ! Mexam-se!.

Atenciosamente,

Alex Jung, advogado (OAB-RS nº 48.97).
alexjung@bb.com.br


Comentários

Elison De Souza Vieira - Advogado 27.08.18 | 18:16:45

Que lástima! Que pena! Foi preciso um advogado do Rio Grande do Sul enxergar o que está furando nossos olhos. E as catracas? Na minha cidade se vou ao fórum 5 vezes ao dia, tenho que tirar tudo, inclusive a cinta das calças. Sinal dos tempos, não é OAB/SP!?

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

A advocacia do dia a dia faliu

“Nesta época do império da estagiariocracia e da lerdeza processual, os advogados militantes se deparam com ordens sem qualquer sentido, isto sem falar na falta de bom senso e na incoerência”. Carta do advogado Newton Domingues Kalil (OAB-RS nº 7.061)

Arte de Camila Adamoli

   Para quem gosta de tartarugas

 

Para quem gosta de tartarugas

“Pelo menos um mês para juntar uma simples petição - e depois, só Deus sabe quanto tempo, para publicar o despacho”. E o desabafo de um advogado porto-alegrense: “o que será de nós, que dependemos destes criatórios de tartarugas para ganhar o pão de cada dia?”.