Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 20 de agosto de 2019.

A política também tem essas coisas



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Por Carlos Alberto Bencke, advogado (OAB-RS nº 7.968)

O José Teutônico era um bem-comportado menino na melhor escola privada que frequentou. Cresceu e não era assim uma beleza de arrancar gritinhos nas gurias da cidade. Mas também não era de se jogar fora.

Um dia tornou-se político famoso. Seu gabinete estava recheado de assessores jovens, bonitos, bem vestidos, perfumados, alegres – às vezes até demais.

Teutônico frequentemente saía à tarde e só voltava no final do expediente, com o rosto pálido, cheiro de bebida alcoólica, mas bem-disposto. Mudava o tratamento: se antes era exigente, agitado e durão, passava a ser indulgente, calmo e carinhoso com todos.

Após separar-se da mulher socialite, as saídas de José Teutônico passaram a ser à noite. Falava-se sobre orgias, durante as quais o personagem até apaixonara-se por um belo rapaz que, durante o dia, tratava-o como “Maninho” e à noite chamava-o carinhosamente de “Maninha”.

Teutônico gostava. E fez o (a) parceiro (a) virar assessor.

Até que houve uma ruptura traumática. Inconformado com o rompimento, o assessor espalhou que, na intimidade, fizera isto e aquilo com o chefe, atendendo este e aquele pedidos. Mas que Teutônico estava se esquivando de pagar a pensão alimentícia de que moralmente era devedor. Foi um escândalo!

A “rádio corredor” da OAB – no clima de pós 2º turno e próximas mudanças legislativas brasilienses – informou ontem que tudo foi resolvido e que a ajuda financeira está sendo paga.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Charge de Gerson Kauer

Páginas da vida com segredo de justiça

 

Páginas da vida com segredo de justiça

O réu de uma ação penal por assalto é universitário, com matrícula trancada por falta de dinheiro para as mensalidades. Chegara a trabalhar como auxiliar contábil. Mas desempregou-se em decorrência do fechamento de uma indústria. A “primeira vez” dele como assaltante terminou sendo a redenção para que, dando a volta por cima, voltasse à faculdade e concluísse o curso de Direito.

Charge de Gerson Kauer

Para medir o tamanho ´daquilo´...

 

Para medir o tamanho ´daquilo´...

Treze de agosto de 2018, hoje está fazendo um ano. A frustração do consumidor que - após encomendar na internet, e pagar por um aparelho que o tornaria “um amante imbatível” - recebeu uma enorme e maldosa lupa. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke. 

Charge de Gerson Kauer

“Quero comer filé”

 

“Quero comer filé”

Na audiência de uma ação de divórcio, a surpreendente mudança de decisão do homem: “Estou velho, não vou conseguir mais uma companheira como ela. Prefiro comer filé com os outros do que carne de pescoço sozinho”. O texto é do advogado Carlos Alberto Bencke.

Charge de Gerson Kauer

A sátira embutida

 

A sátira embutida

Na oitava folha da apelação de 12 laudas, o advogado - inconformado com a superficialidade da prestação jurisdicional – digitou um recado: “Como somos tratados como pamonhas, é pertinente informar que uma gostosa receita da famosa iguaria oriunda do milho verde está disponível na internet”.

Charge de Gerson Kauer

Vá ler o CPC, doutora!

 

Vá ler o CPC, doutora!

“Após extravasamento verbal, o juiz jogou à mesa um exemplar do ´CPC Comentado´, com uma sugestão em altos decibéis: ´Leia o Código, Doutora´. Em gesto igual, devolvi-lhe o livro e retruquei no mesmo alto tom de voz: “Leia você o CPC e a CLT, pois quando você entrou na faculdade, eu já andava por aqui, há anos”. O texto é da advogada Bernadete Kurtz (OAB-RS nº 6.937).