Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 17 de maio de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Vende-se, “cash”, uma excelente adega por R$ 10 milhões



 Era segredo...

Uma das melhores adegas do País está à venda, de porteira fechada, em São Paulo. O dono quer R$ 10 milhões, mas só aceita pagamento em espécie. O dinheiro servirá para custear, entre outras despesas, advogados caríssimos, que só aceitam pagamento “cash”.

A história foi contada pelo jornalista Ricardo Boechat, na revista IstoÉ que circulou no fim-de-semana.

Aqui, o Espaço Vital acrescenta que detalhes gaúchos (viníferos, financeiros e advocatícios) também fazem parte do balcão.

Tim tim!

  Mãe União paga

Entre maio de 2016 – quanto Temer tomou posse – e 31 de outubro passado, os cartões corporativos usados para atender gastos do Alvorada e do Jaburu chegaram a R$ 2.373.000,00.

A aritmética é exata: são R$ 79,1 mil mensais. Ou R$ 2.636 por dia.

E não se fala na mala desabalada de Rocha Loures.

  Dinheiro lubrificado

Mesmo com o grande lucro (R$ 23,7 bilhões) acumulado nos nove primeiros meses do ano, a Petrobras ainda sofre retração financeira causada pelas mordidas que sofreu de corruptos, da retração financeira etc. Ainda assim, a estatal continuará com o patrocínio à equipe McLaren no ano que vem, no circo da Fórmula 1.

Indiferente ao modesto 6º lugar na temporada deste ano, a cúpula da casa explica que “o patrocínio possibilita o desenvolvimento tecnológico de produtos”.

E olhem que não é primeiro de abril.

  Empoderamento feminino

A OAB do Rio que tem, atualmente, dentre as 27 seccionais, o maior número nacional (72.607) de inscrições do gênero feminino, contra as masculinas (72.465), tem uma proposta bem equilibrada de um dos seus candidatos à eleição de 21 de novembro.

Se o pretendente Luciano Bandeira for eleito, a revista da entidade deixará de se chamar Tribuna do Advogado e passará a ser Tribuna da Advocacia.

A vantagem das estagiárias cariocas é ainda mais expressiva: 3.305 x 2.332.

  Remoção do entulho

A ministra Grace Mendonça, da Advocacia Geral da União, concluirá – duas semanas antes que Temer passe o bastão a Bolsonaro - um dossiê que visa enxugar o excesso regulatório do País. São mais de cinco mil atos editados pelas agências reguladoras, arvoradas de “poderes legisladores”.

A remoção dos entulhos normativos atende a antiga reivindicação do setor produtivo, que vê na burocracia empecilhos para o investimento estrangeiro no Brasil.

O assunto foi tratado na semana passada com os presidentes das agências e um (lento) grupo de trabalho formado para destrinchar o cipoal jurídico-consumerista.

Mas ninguém sabe por que a AGU empurrou o saneamento para o apagar das luzes de tão impopular governo.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Um novo round no enfrentamento entre OAB-RS e o juiz Guilherme da Rocha Zambrano

• Sentença proferida pela juíza federal Paula Beck Bohn condena a Ordem gaúcha a pagar R$ 10 mil ao magistrado.

 Decisão anterior do juiz federal Francisco Donizete Gomes atribuiu segredo de justiça ao feito.

 Editora Abril condenada por veiculação de anúncio sobre “sexo selvagem”.

 Certezas e dúvidas de Dilma Rousseff sobre jogos da Libertadores da América.

 Gata pode ficar em apartamento residencial, se não incomodar os vizinhos do prédio.

As contagens de Sérgio Moro: o tempo até chegar ao STF e a expansão dos seus cabelos brancos

 O ex-juiz federal está a 17 meses e meio de distância temporal da Suprema Corte. Enquanto isso, seus cabelos brancos já estão chegando.

 As quatro justificativas para que a lagosta passe a ser o novo símbolo do STF.

 Michel Temer compara a sua cela paulistana com o cárcere de Lula, em Curitiba.

 O primeiro emprego formal para o jovem brasileiro só chega, em média, aos 28 anos e seis meses de idade.

• Romero Jucá não para: ele se prepara para prestar consultoria à Confederação Nacional de Comércio.

• Ameaças de morte na Faculdade de Direito de Brasília.

 Azul faz nova oferta pela Avianca (que tem R$ 3 bilhões de dívidas).

Os 25 livros lidos por Lula que podem ajudar na progressão da pena

   São: “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa; “A Virtude da Raiva”, de Arun Gandhi; “O Alufá Rufino”, de João José Rei.

E mais outros 22.

   Mas a “rádio-corredor” da OAB do Paraná sugere que o ex-presidente seja submetido a uma prova objetiva com 100 perguntas, nos mesmos moldes do Exame de Ordem.

A surpresa no cardápio da gastronomia oficial do STF

As críticas das redes populares sobre as mesas fartas de comes e bebes pretendidas pela presidência do Supremo.

 Decisão judicial apelidada de “moqueca jurídica salgada” suspende a “farra das lagostas”.

• A maldição da camiseta 22 no Grêmio.

 De novo, a American Airlines espezinha clientes brasileiros.

 Nos Correios, um chefe para cada dois servidores.

Sucatas aéreas nos céus brasileiros – como já disse o ex-prefeito José Fortunati

 Antes do voo direto do Rio para os EUA, um ´chá-de-banco´ que durou compulsórias 14 horas. Com um prêmio de consolação: um voucher de 12 dólares para que os passageiros que perderam as conexões pudessem pagar o jantar e o café da manhã...

  A grande empresa estadunidense que tem a maior frota do mundo (1.579 aeronaves), trata passageiros brasileiros como se fossem índios tupiniquins.

  Entrementes, o STF abre a licitação para a farra das lagostas.