Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Antes que o governo Temer acabe, o gaúcho Carlos Marun vai fazer uma “inspeção” no Líbano



Chargista Nani – NaniHumor.com

Imagem da Matéria

 Antes que acabe (1)

Com o perdão do circunlóquio, há vários meses o governo Temer está começando a acabar. Mas antes do “The End” definitivo, o porto-alegrense Carlos Marun, 58 de idade – notório líder da “tropa de choque” de Eduardo Cunha e Michel Temer (os três do MDB) – ainda vai tirar sua casquinha.

Marun está indo, na próxima semana, ao Líbano, em missão oficial, para - acreditem - inspecionar a força-tarefa marítima brasileira que, em missão de paz, está estacionada em Beirute.

A 20 dias do final do atual governo ainda dá tempo de desfrutar de primeira classe nos melhores aviões e receber interessantes diárias em dólares.

Mãe União promete ser generosa até o dia 31.

 Antes que acabe (2)

Na mesma linha da nota aí de cima, o Ministério dos Direitos Humanos do governo Temer está com os dias contados. Mas a ouvidora nacional de Direitos Humanos, Larissa Oliveira Rêgo, e a coordenadora-geral de Gestão do Disque Direitos Humanos, Laura Guedes de Souza, estão noutra.

Desde sábado (1º) realizam uma prosaica “visita técnica de prospecção” a órgãos europeus que executam serviços correlatos aos que exercem em Brasília.

Até o dia 9, a dupla estará em Lisboa e Viena. Naturalmente, com ônus aos cofres públicos.

E não se fala em economia da nação.

 Da filhinha para o papai

A deputada federal Clarissa Garotinho (PROS/RJ) apresentou um projeto de lei estabelecendo que aqueles que tiverem condenação criminal transitada em julgado - em que as penas forem substituídas por medidas restritivas de direitos, como a prestação de serviços comunitários - não perderão seus direitos políticos.

Mera, mas sutil, coincidência: o projeto foi apresentado logo que papai Anthony Garotinho, ex-governador carioca, começou a prestar serviços comunitários no Instituto de Psiquiatria da UFRJ, após ser condenado por calúnia contra o juiz federal Marcelo Leonardo Tavares.(Proc. nº 0502038-31.2015.4.02.5101).

 Ressaca do mensalão

A defesa do publicitário Marcos Valério, apontado como operador do mensalão (aquele primeiro, do qual Lula “não sabia”) deu nova cartada no STF.

Um extrato da execução da pena, emitido pela Vara de Execuções Criminais de Contagem (MG), busca dar suporte à tese de que “o único envolvido no esquema ainda preso já deveria ter ido para o regime semiaberto”.

Em novembro, advogados do empresário fizeram pleito parecido – e não acolhido pelo ministro Luís Roberto Barroso - relator do caso.

 Vox populi

Magno Malta vai passar o Natal naquela Belém (não é a capital do Pará) onde nasceu Jesus. Na Palestina, Magno tentará assumir uma vaga de figurante no presépio original”.

O zagueiro Bressan, que está indo jogar futebol em Miami, recusou-se a receber da torcida gremista uma homenagem. Seria uma estátua a ser erigida junto aos escombros do Estádio Olímpico. Para a execução, Bressan teria que engolir três quilos de cimento”. (Das redes sociais)

 Justiça celestial

Morreu anteontem (5) o ex-executivo da Petrobras Paulo Roberto Buarque Carneiro, que era réu num esquema de propinas envolvendo a holandesa SBM e a estatal brasileira.

Buarque foi condenado pela Justiça Federal, em primeiro grau, a 24 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, além de multa de 506 salários mínimos e a devolução de US$ 8.498.603,73.


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

A revelação do salário do “Juiz da Comarca”

A ´Imprensa Vermelha Isenta´ revelou que Diego Tardelli chegou ao Grêmio ganhando R$ 750 mil por mês. Blogueiro gaúcho fez o contraponto azul: D´Alessandro recebe o equivalente a 300 mil dólares mensais.

O maior cargo público no Brasil tem 43 palavras para denominá-lo

  Começa assim: “coordenador da Coordenação-Geral de Registro Empresarial...” Conheça a íntegra.

 Deputados seguem voando: foram à Europa para “aprender” (?) sobre ozonioterapia.

 Brasileiros milionários compraram 97 dos automóveis mais caros do mundo.

  Os R$ 70 milhões do patrimônio de Antonio Palocci.

O temor irônico de advogados: terem que usar gel no cabelo...

 TRF-4 não dispensa advogados de usarem paletó e gravata, porque – segundo o presidente da Corte, desembargador Thompson Flores Lenz (foto) - a vestimenta “deve ser adequada e compatível com o decoro, o respeito e a imagem do Poder Judiciário”.

  Toffoli pode estar “roubando” o espaço que era exclusivo de Gilmar Mendes...

  Um parafuso no meio da Pizza Hut...

 STJ condena Miguel Falabella e Claudia Raia a pagarem indenização de R$ 2 milhões.

 Fiscalização das barragens tem 170 fiscais, no Brasil todo. No Congresso são 29.700 assessores.

 Temor sobre a pretendida barragem às margens do rio Camaquã: governador Eduardo Leite não fala sobre “conflito socioambiental de atenção mundial”.

 Um imaginário encontro entre Lula e a juíza Gabriela

Os dois votos anulados: um era do velho Renan; o outro, do novo Renan

• Novo presidente do Senado, Daniel Alcolumbre: o judeu “pão-duro”.

 Renan teve experiência parecida com a de Fabrício Queiroz, assessor de Flávio Bolsonaro: comprava carros no setor de indústrias de Brasília para vender em Maceió.

• Toffoli pauta para 13 de março o julgamento, pelo Plenário do Supremo, de proposta pelo PSL que pretende alterar artigos do Estatuto da Criança e do Adolescente.

 Novo presidente nacional da OAB é contra a prisão após o julgamento da segunda instância. E vai à tribuna do STF sustentar.

 Para pais da classe média, a intenção é possibilitar que seus filhos e filhas estudem fora do Brasil.

Diferenças e semelhanças entre os nojentos Abdelmassih e João de Deus

• Por enquanto, o ex-médico leva vantagem sobre o ex-medium. Graças a uma decisão do notório Ricardo Lewandowski, a pena de 278 anos de prisão, do primeiro, está sendo cumprida em casa.

 O que Machado de Assis escreveu sobre o diabo em 1906: “Se tu podes vender a tua casa, o teu boi, o teu sapato, coisas que estão fora de ti, como é que não podes vender a tua opinião, o teu voto, a tua palavra, a tua fé, coisas que são mais do que tuas?

 Tartaruga trintenária: a solução no STJ de uma das mais de 50 ações sobre o naufrágio do “Bateau Mouche”.

• Ri Happy: brinquedos para crianças, mas desconsideração aos avós.