Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 22 de março de 2019.
https://espacovital.com.br/images/jus_azul_caricatura_2.jpg

Números e números! E o cursinho Walita da CBF!



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

O Grêmio está afogado em números. Ou deveria consultar os números. Por exemplo, os números mostram o desastre das inúmeras escalações de Bressan: cometeu 34 pênaltis, três deles em Gre-Nais - um pênalti mais bizarro que o outro. Acumulou três falhas em Libertadores que eliminou o Grêmio em três edições.

Vejam como os números não mentem. Quer dizer: não mentem, mas sempre tem gente que não acredita em fatos. Só em versões.

E para terminar o ´nhenhenhém´ da poupação de jogadores, os números do Palmeiras são arrasadores. Envergonham o Grêmio.

Querem ver?

William Bigode jogou 68 jogos em 2018, Dudu 66 e Bruno Henrique 66. No Brasileirão o Palmeiras também deu de dez. Foi o que menos poupou. E vejam as lendas que se criam, insufladas pela IVI: “O Palmeiras tem três times”...

Ups. Não é verdade. Elenco enxuto de 25 jogadores. O resto é lenda e invenção. Para justificar uma certa preguiça. E folgas.

Será que dá para apreender algo com isso? Grêmio e gremistas, não ouçam a IVI! Ela é colorada. A IVI quer que Marcelo Oliveira permaneça, porque Pedro Ernesto diz que ele é líder.

Paz de vestiário? A história desmente a IVI. Pela IVI, Douglas tem de renovar...

Que campanha malévola da IVI, não? Só a direção do Grêmio é que parece não se dar conta de que a IVI não deve ser afagada. Deve ser enfrentada. Jogar duro com a IVI!

Agora vem a história que virou manchete no Brasil: o famoso cursinho que o Renato deveria fazer. Era o que faltava. O cartório da CBF continua a infernizar os clubes.

Um parênteses: a CBF é um grande cartório “hereditário” -, cujo ex-presidente foi banido do futebol e cujas pessoas ligadas a ele ganharam enorme licitação em dezembro deste ano...na CBF! Bingo!

A CBF tem transparência zero. A CBF, no episódio Grêmio x River, nada fez. Noveletto também nada fez, colorado que é. Na verdade, Noveletto fez coisas interessantes para dirigentes de clubes, não faz muito tempo. Altas discussões no Caribe.

Renato, de férias, deve usar 12 dias delas para fazer o quê, mesmo? Um cursinho caça-níquel da CBF, em que Reco Reco, Bolão, Azeitona e quejandos ministrarão conferências para técnicos experientes...

Estão de brincadeira. Fico imaginando as aulas e os técnicos mexendo no WhatsApp, no Instagram, e no Facebook...

Existisse direito desportivo de verdade no Brasil e o porteiro do STJD daria liminar para dar razão a Renato e aos técnicos que pensam como ele. Aliás, por que o técnico do Avenida de Santa Cruz do Sul não foi convidado? E do São José? O curso é só para técnicos de grandes clubes? Hum, hum.

O Brasil é cartorial. Patrimonialista. Único lugar em que a autoridade civil e desportiva toma posse. Sim, toma posse. Porque o cargo é propriedade sua. Há quantos anos esse grupo domina a CBF? Palestras de autoajuda, palestras de esquema tático. Hum, hum. Doze dias? No meio das férias? Treinador não tem direito a férias?

Já é um absurdo pedir cursinhos de técnico, como se fosse possível aprender futebol em sala de aula. Esse poder superregulatório da CBF, uma agência heterodoxa que tem poder imperial e é uma ilha de autoritarismo blindada à justiça comum. Já não bastou o fiasco da Copa do Mundo, em que o Brasil foi transformado em um apêndice da FIFA? Fizeram até leis de exceção para atender à gloriosa FIFA. Agora falta quererem punir Renato. Desde já me coloco à disposição para, ´pro bono´, defender o técnico tricolor.

Imaginemos o seguinte: o MEC faz um cursinho Pro Direito. Em vez de oferecer o curso, cobra R$ 19 mil de cada professor doutor. Para ministrar o cursinho, convida um oficial de justiça, dois estagiários e um recém graduado (ou algo assim). Tudo para ensinar o que qualquer rábula sabe. E isso tudo nas férias.

Alguém acha que, com meu curriculum, eu iria? Como se diz no jargão popular e futebolístico, nem f!

Ora, a CBF e seus cursinhos Walita...


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Fundada a AVI – Arbitragem Vermelha Isenta ...

O mais novo integrante do grupo de assopradores pró Inter é Daniel Nobre Bins. Ele se junta a Anderson Daronco, Leandro Vuaden, Vinicius Amaral e outros de menor expressão (por enquanto...)

Por que não há mais cobradores de faltas?

“Conclamo os leitores a olharem atentamente a foto e a recordarem os tempos gremistas de Tadeu Ricci, Nelinho, Anderson Lima e outros. E tem também uma pérola de David Coimbra, postada em 2015: ´Esse Romildo Bolzan não entende de futebol!´”...

A relação entre sexo e pênaltis

A foto chamativa que aproxima Diori Vasconcelos, Anderson Daronco, o zagueiro Moledo, Bill Clinton, Monica Lewinski, etc. E o pênalti (não marcado) que favoreceu o Inter e prejudicou o Veranópolis.