Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 22 de março de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Lasier Martins confundiu o público com o privado



Tribuna da Internet

Imagem da Matéria

 Escorregão ético

Ao admitir que viajou ao Rio de Janeiro, no feriadão de 15 de novembro, com passagens compradas pelo Senado para participar da formatura de uma de suas filhas, o senador gaúcho Lasier Martins (PSD) falou a verdade. Mas deu um baita escorregão ético ao tentar justificar que “o setor responsável pela cota parlamentar autorizou, pois de acordo com o regimento, as passagens podem ser para qualquer parte do território nacional”.

Ficou feio! Na prática, Lasier misturou o interesse público com o privado. Melhor fará se devolver o dinheiro e pedir desculpas.

Bom pai, entusiasmado com a formatura da filha, o senador naturalmente tinha dinheiro seu para pagar a passagem e as diárias no Hotel Windsor. Optou pelo insustentável!

Na vã tentativa de explicar, o senador também ponderou “ser mais barato ir de Brasília ao Rio, do que da Capital Federal a Porto Alegre”.

Ainda que o pouco claro, ensaboado e escorregadio Regimento do Senado não especifique o destino das viagens, a cota para passagens aéreas pressupõe idas às bases de cada parlamentar e deslocamentos em função do trabalho.

O público e o privado não podem ser misturados, sob o risco de distorções.

 A propósito

Os dicionários brasileiros definem o que é imoralidade.

É a condição do que é imoral; o que contém despudor; ato praticado com indecência”.

 Ofensa na expressão “charlatão

O candidato derrotado à Presidência Fernando Haddad (PT) terá que pagar R$ 79 mil ao empresário e bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da TV Record, por chamá-lo de "fundamentalista charlatão" e afirmar que o religioso tem "fome de dinheiro". Além da indenização, a sentença determina ainda que Haddad se abstenha de praticar qualquer ato ofensivo ou inverídico sobre Edir Macedo, sob pena de multa R$ 10 mil por cada episódio.

Sentença proferida pelo juiz Marco Antonio Botto Muscari, da 6ª Vara Cível de São Paulo, também determinou que Haddad publique uma retratação em até 30 dias após o trânsito em julgado da decisão.

Não há trânsito em julgado. (Proc. nº 1018357-75.2018.8.26.0003).

 Não empreste o nome!

Sete por cento dos inadimplentes no comércio brasileiro são pessoas que emprestaram o nome para que algum(a) amigo(a) — de ficha suja no SPC — pudesse comprar fiado.

É o que revela uma pesquisa do CDLRio. Outra coisa: dos inadimplentes, 40% devem só até R$ 500.

 Trem da alegria

Os políticos, sempre eles...

Além do projeto que diminui o espaço de servidores e aumenta o de comissionados dos deputados, a Mesa Diretora da Câmara Federal pode votar a transformação em servidores efetivos de todos os funcionários que estavam em cargo de confiança em 5 de outubro de 1988, quando foi promulgada a Constituição, e ainda permanecem na Casa.

O deputado Giacobo, primeiro-secretário, pediu a Rodrigo Maia que a Câmara faça um estudo técnico dos casos e que, depois, a Mesa Diretora vote a mudança.

Tem trenzinho apitando na curva...

 Despedida

Onze anos depois de chegar à OAB-RS (dezembro de 2007) como estagiária de jornalismo, Liziane Lima – atualmente chefe da Comunicação Social da entidade – deixa ares gaúchos e vai para expectativas catarinenses.

A mudança tem um objetivo primordial: Liziane acompanhará o marido, que assume um promissor desafio na área financeira em um grupo empresarial, em Florianópolis (SC). O desligamento dela será na próxima sexta-feira (21).

A competente Liziane chegou à Ordem, em dezembro de 2007, sob o crivo do editor do Espaço Vital, Marco Antonio Birnfeld, que foi o criador e organizador do setor, nos primeiros meses da primeira gestão (2007/2009) de Claudio Lamachia. Já formada em Jornalismo, ela assumiu a chefia da comunicação da OAB gaúcha em julho de 2016.

Avante, Liziane!


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Quem se habilita a adivinhar?

· Redes sociais lançam o “Bolão da Mala”...

· Skype, já! Juiz inova no contato com advogados.

· Adjetivos qualificativos na moda: “ministro sócio de políticos”; “gangsters”; “gentalha”... Quem dá mais?.

· Se Temer pedir um habeas corpus, quem será o relator?

· Horas antes de ser preso, Moreira Franco estava hospedado na casa de Rodrigo Maia.

· Acredite se quiser! Assembleia Legislativa do Rio dá posse a cinco deputados presos.

Marido canalha: o dentista que, sabendo ser portador de HIV, contaminou a própria esposa

· No primeiro caso dramático desse tipo de drama de família que chega ao STJ, indenização confirmada de R$ 120 mil.

· Cárcere e poder: Rodrigo Maia, presidente da Câmara, é casado com a filha de Clara, mulher de Moreira Franco, preso ontem.

· Refeições de Temer: depois do restaurante caro, as “quentinhas” da Polícia Federal.

· Presidente da Câmara destrata Sérgio Moro: “funcionário do presidente Bolsonaro”.

· Os dois celulares que o coronel Lima tentou esconder.

Sérgio Moro e Polícia Federal miram no Facebook e no Whatsapp

 Um acordo internacional que permita ao Brasil – sem a necessidade de pedido judicial - acessar dados de pessoas investigadas que têm cadastros nas redes sociais.

• A nova verdade jurídica brasileira: o dinheiro mal havido sempre vem das sobras de campanha.

 STJ decide que diárias de hotéis podem ter 21 horas.

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo pensando: vão, ou não, entregar o Judiciário?...

 Quando Madame Tartaruga Jurisdicional se interessa por ações contra bancos poderosos...

A “flauta” colorada direcionada contra o Grêmio nas redes sociais

•  Clube tricolor estaria oferecendo “bicho extra” de R$ 15 mil a cada jogador, por uma vitória no Gre-Nal.

•  Ementa de Marco Aurélio será curta e grossa: "Compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos".

•  Precedente do STJ, em caso gaúcho, proporciona cobrança mais eficaz de cotas condominiais.

•  Duas penalidades de censura a promotora de justiça por ofensas a quatro ministros do STF.

•  Reação nacional contra a “taxa de conveniência” começou no RS em 2013, quando o grupo Red Hot Chili Peppers veio ao Brasil.

•  Decisão judicial breca aumento de 70% aplicado pela Amil.

•  Eduardo Cunha começa a sonhar com a saída próxima.

•  STF autoriza que juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas volte ao trabalho.

Quem sabe onde fica o fórum da foto?

• Nas redes sociais gaúchas, uma pergunta repetitiva: qual o “foro competente” onde o boi e a vaca se reconciliaram?

 Mulheres ganharão mais do que os homens somente a partir do ano 2050.

 Senadora que não se reelegeu vira assessora de deputada. É a política perpétua...

• Michel Temer: campeão de impopularidade.

• Bolsonaro é recomendado a manter distância da CBF e da Conmebol.

• A folga da tornozeleira do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE).

Ataque de sapo no banheiro feminino de casa noturna gaúcha!

• O insólito acontecimento, que causou alergia a uma frequentadora , motivou registro de ocorrência policial.

 Filas em bancos: um problema detectado por estudioso da Dinamarca em 1909.

 Em ação por dano moral contra o Banco do Brasil (por 1 hora e 13 minutos de espera), advogado viu o STJ decidir que se trata de “mero aborrecimento diário”.

• Centroavante gremista foi vendido para o futebol chinês, mas perdeu o voo...