Ir para o conteúdo principal

EV de férias! > Os 15 Romances Mais Lidos de 2019

OAB-RS cobra da Polícia Civil eficiência nas investigações sobre assassinato de advogado



Desde 13 de dezembro do ano passado, um dia após o assassinato do advogado Itomar Espíndola Dória, de 60 anos, que ocorreu (dia 12) no centro da cidade de Taquari (RS), a Polícia trabalha com a hipótese de que ele tenha sido morto por motivos relacionados à atividade profissional. Dória era conhecido no município e também na região por cuidar de causas trabalhistas, principalmente de empregados - e não de empregadores.

“É primordial a solução deste caso, pois o assassinato de um advogado representa uma afronta a toda a advocacia”, ressaltou o presidente da Ordem gaúcha, Ricardo Breier, ao falar sobre a morte de Dória, em reunião, na tarde da quarta-feira (7) com a chefe de polícia, delegada Nadine Anflor, no Palácio da Polícia Civil.

Acompanhado da presidente da Subseção de Taquari, advogada Maricel Lima, e do vice-presidente da seccional, Jorge Fara, o presidente da seccional gaúcha cobrou solução e lembrou a delegada que “o esclarecimento do assassinato é fundamental, pois o exercício do advogado, defensor da cidadania, não pode ser passível de violação com arbítrio, prepotência e violência de nenhum tipo",

A delegada Nadine pontuou: “O caso está em cima da minha mesa, podem ter certeza de que está entre as minhas prioridades”. Ela disse também “entender a visita dos senhores e reforço que estou em contato direto com a delegacia da região”.

Com mesa, ou sem mesa, passados 55 dias, não há pista alguma.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Municipalidade de New York

Charging bull, o touro de New York

 

Charging bull, o touro de New York

É uma estátua de bronze postada no Financial District, próximo à Bolsa de Valores em NYC. Simboliza o mercado pujante, a força e poder do povo estadunidense. Saiba porque o Espaço Vital escolheu tal imagem para ilustrar a matéria sobre os milhões que a OAB-RS envia, todos os anos, ao Conselho Federal da OAB, um arrecadador de R$ 104 milhões anuais.“Quem passa as mãos pelo chifre do touro consegue atrair sorte e riqueza e tem vigor para reagir contra abusos” – dizem operadores financeiros de sucesso.

Arte de Camila Adamoli – Foto Camera Press

Enfrentando uma poderosa elite

 

Enfrentando uma poderosa elite

Reunião de quatro movimentos de advogados que estão insatisfeitos com os rumos tomados pelo Conselho Federal da OAB. Um manifesto à população brasileira adverte que “laborar exclusivamente nas falhas e nulidades processuais, nas brechas da lei, e nas medidas protelatórias que visam atrasar a prestação jurisdicional, desvirtua a lógica jurídica”.