Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 20 de agosto de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Projeto de lei do deputado Sebastião Melo (MDB) acaba com a “indústria do guincho”.



Chargista Amarildo – Humor Político

Imagem da Matéria

 O fim da indústria do guincho?

O deputado estadual Sebastião Melo (MDB) protocola esta semana, na Assembleia Legislativa do RS, um projeto de lei que – imagina-se - fará a satisfação de pessoas de bem que passam por apertos financeiros. A proposta legislativa regulamentará todas as ´blitzen´ de trânsito nas cidades gaúchas e rodovias estaduais.

As equipes volantes de policiais militares e/ou agentes civis deverão dispor de equipamentos on line para permitir – a quem for flagrado dirigindo com IPVA impago e multas em aberto - a opção de, na hora, pagar seus débitos via cartão de crédito ou débito.

O rendoso negócio paralelo de guinchos e depósitos autorizados abocanha com força, há muitos anos, cada cidadão pilhado em situação tributária irregular. Além do imposto anual e da(s) multa(s) efetivamente devido(s), são cobrados mais R$ 400 ou R$ 500 pela remoção de cada veículo. Além das diárias de R$ 50 que se acumulam por três, quatro ou mais dias até que o dono do carro consiga pôr fim à faina burocrática e arrecadadora.

O EV apoia o projeto de Sebastião Melo. Ele será pressionado por interesses financeiros e corporativos, e atrapalhado por tartarugas legislativas - sabe-se desde já.

Mas saúda-se o deputado que se dispõe a acabar com o “trenzinho financeiro” que já tem 50 anos, ou mais anos, de generosas colheitas.

 Empresa inspirada pela vida”

Os advogados da família de Ricardo Boechat estão preparando uma milionária ação de indenização contra o Laboratório Libbs, que contratou o jornalista para a palestra de 11 de fevereiro em Campinas (SP). O ajuizamento será na primeira semana após o carnaval.

O Libbs foi o responsável pela escolha da RQ Helicópteros, dona da aeronave que se acidentou e que não tinha autorização para realizar transporte remunerado ou gratuito de passageiros. O piloto Ronaldo Quattrucci, também vítima do acidente, era sócio-proprietário da empresa, sediada em Santana de Parnaíba (SP). A autorização da ANAC era para prestar “serviços aéreos especializados de aerofotografia, aero reportagem e aero filmagem”.

Ironia coincidente, o Laboratório Libbs adota, há vários anos o slogan de “uma empresa inspirada pela vida”. O lema segue mantido, duas semanas depois da tragédia.

Em sua página na internet, o Libbs também refere ser “uma indústria farmacêutica que tem o propósito de contribuir para que as pessoas alcancem uma vida plena”.

Seus números: 60 anos de existência; 13ª posição entre os laboratórios mais prescritos pelos médicos; 8ª posição em valor no mercado farmacêutico de varejo; 83.8% de seus produtos presentes em 60.300 farmácias no país; 2.500 empregados; produção anual de 50 milhões de unidades de medicamentos.

Há pouco mais de dois anos o laboratório inaugurou a unidade Biotec, que produz medicamentos biológicos anunciados como “próprios para câncer e doenças autoimunes”.

Nascido em 13 de julho de 1952, Boechat teve sua “vida plena” acabada aos 66 de idade. De definitivo na vida, só a morte.

  O último baile?

Mesmo com o risco de voltar a ser preso em março, José Dirceu está convidando amigos para a festa de seu 73º aniversário, no sábado 16.

Há quem lembre versos de Roberto Carlos e Erasmo Carlos em "A Garota do Baile”. Dizem assim:

“O baile vai terminar /
E a última dança /
A última dança /
Já vai começar”.

Com ou sem festa de Dirceu, o certo é que Lula não comparecerá. É que a cartada que a defesa do ex-presidente vai jogar no Supremo só será decidida 25 dias depois: na quarta-feira 10 de abril.

Entrementes, os pensativos Toffoli, Lewandowski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio não foram convidados para a pretendida festa.

Questão de cautela, para não dar o que falar...

 Disparates no Brasil

Ronaldinho Gaúcho será eternizado (!) no Maracanã, com um espaço dedicado pela concessionária para uma estátua, uma camiseta e uma chuteira.

Para evitar ferir paixões, o polêmico ex-atleta pediu que não fossem expostos os uniformes de nenhum dos times em que ele atuou: Grêmio, Flamengo, Atlético Mineiro e Fluminense.

A escolha dele foi pela camiseta do Barcelona.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Ação do presidente nacional da OAB contra Bolsonaro no STF

· A interpelação será para que o presidente diga o que sabe "sobre a morte de Fernando Santa Cruz, ocorrida em março de 1974”.
· Justiça nega autorização para que Eduardo Cunha vá ao casamento da filha.
· Por que os árbitros de futebol não estão mais usando o spray no local da barreira?
· EUA vão retomar as execuções da pena de morte.

Arte de Camila Adamoli

“Sem advogado não há justiça”

 

“Sem advogado não há justiça”

 Tal frase, criada pelo advogado Oswaldo Vergara em 1967, é o dístico da medalha que homenageia profissionais com notabilidade de serviços à classe advocatícia.

  Sessão Magna da Advocacia será no dia 9 de agosto.

  Impasse em ação bilionária da Varig. A massa falida cobra R$ 6 bilhões; a União diz que a condenação foi de R$ 3 bilhões.

  A cada semana, o crescimento da superioridade feminina na advocacia gaúcha: elas já são 42.078; eles, 41.997.

  Ataques também contra os telefones de Jair Bolsonaro.

GPS Life Time

Projeto de lei permite que professores usem armas de eletrochoque nas escolas

 

Projeto de lei permite que professores usem armas de eletrochoque nas escolas

 O texto disciplina o uso de equipamentos não letais pelo docente nos estabelecimentos de ensino da rede pública e privada em todo o território nacional. E altera o Estatuto do Desarmamento, para dispor sobre “armas de incapacitação neuromuscular”.

 Rugas de preocupação para quem se cadastrou no FaceApp.

  Advogadas já são 67 a mais do que os advogados na OAB-RS.

  Cabimento de ação autônoma para a definição e cobrança de honorários advocatícios sucumbenciais, caso a decisão transitada em julgado seja omissa.

Arte de Gerson Kauer sobre imagem Freepik

Discrepância estatística sobre o número de advogadas gaúchas

 

Discrepância estatística sobre o número de advogadas gaúchas

 Dados oficiais do CF-OAB revelam que, esta semana, a vantagem do gênero feminino cresceu mais um pouquinho.

 Contagem feita pela OAB-RS revela, porém, supremacia quantitativa masculina: 40.893 x 37.747.

 Condenação da Volkswagen do Brasil por determinar que empregado começasse a jornada indo ao refeitório para jantar.

 Comissão indevida quando negócio imobiliário se desfaz por culpa do corretor.

 Em busca de emprego, 93% das pessoas com diploma de curso superior admitem ganhar menos.

Imagem Freepik – Edição Gerson Kauer

   Mulheres já são maioria na advocacia gaúcha!

 

Mulheres já são maioria na advocacia gaúcha!

• Na sexta passada (12) elas passaram à frente na estatística do RS: são 41.967 a 41.949.

 Nacionalmente, o aperto financeiro da advocacia: número de profissionais inadimplentes com a anuidade à OAB é de 516 mil.

• O crime compensa: Antonio Palocci passa, em setembro, para o regime aberto.

 Do bloqueio judicial de R$ 128 milhões do ex-ministro, só R$ 61 milhões foram constritos.

Imagem: Freepik / Edição: Gerson Kauer

Crime de adulteração dentro do próprio Poder Judiciário

 

Crime de adulteração dentro do próprio Poder Judiciário

· Escrevente da Vara de Família de Alvorada (RS) chegou a ser preso preventivamente, foi solto por decisão do STJ e restou exonerado pelo TJ gaúcho.
· Fraude dos alvarás tem mais quatro réus. E uma ação de improbidade administrativa tramita sob sigilo por decisão judicial.
· O novo ataque (ou atraque) de políticos ao bolso dos cidadãos que pagam as contas da Nação.
· E a curiosa possibilidade brasiliense da reencarnação do boi...