Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 22 de março de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

A primeira advogada negra no Conselho Seccional da OAB gaúcha



Arte de Camila Adamoli sobre foto de Lucas Pfeuffer

Imagem da Matéria

• O conhecimento como herança

Nos seus 86 anos de história, a OAB-RS tem, pela primeira vez, uma negra como integrante de seu Conselho Seccional: é a advogada Karla Meura, 37 anos, solteira. Ela é a filha de mais idade de Regina Helena Meura e Carlos Roberto da Silva. Nasceu em Porto Alegre, no Bairro Restinga, onde morou até os 6 de idade.

Meus pais sempre se preocuparam em garantir a minha formação escolar, pois não tiveram as mesmas oportunidades educacionais que me proporcionaram. Cresci ouvindo deles que a única herança que poderiam me deixar é o conhecimento. Com este valor básico estou construindo a minha trajetória de vida” – contou ela ao Espaço Vital.

No órgão de classe em que, desde sexta passada (22) também está trabalhando pelo fortalecimento da advocacia, Karla terá uma prioridade: “Convidar o Sistema de Justiça do Brasil a debater com profundidade os temas concernentes às questões raciais”.

O fato de ser a primeira mulher negra a compor o Conselho Seccional da Ordem gaúcha é – segundo Karla – “fruto de um trabalho coletivo”. Ela admite não ter chegado sozinha ao novo cargo: “Trago comigo a construção de muitas advogadas negras que me antecederam e abriram espaços, dignificando a advocacia e trabalhando em prol de toda a classe”.

Avante! Anotem o nome!

• ´Saliência´ nos vagões

Amanhã (27) o STJ decide, em recurso repetitivo, se cabe às concessionárias de metrô e trens indenizarem passageiras (os) vítimas de assédio sexual nos vagões – ou se as pessoas lesadas devem acionar diretamente os assediadores.

O maior número de casos ocorre em São Paulo: um assédio a cada dois dias.

•  Das redes sociais

Uma advogada gaúcha, 50 de idade, vai a um dermatologista em busca de uma melhora visual. “Como faço para retardar meu processo de envelhecimento?” – pergunta.

O médico responde rápido, com pertinente ironia: “Faça com que seu processo de envelhecimento seja julgado pelo Supremo Tribunal Federal”.

• ´Dano moral´ ...

Sabe o notório Lucio Funaro, beneficiado pela prisão domiciliar até o próximo 20 de dezembro de 2019?

Pois o doleiro que ajudou Eduardo Cunha a assaltar o Brasil encomendou a seus advogados o ajuizamento de uma ação por dano moral contra o Banco Regional de Brasília, titulado pelo Governo do Distrito Federal. Tudo porque o BRB, de uma hora para a outra, encerrou a conta do argentário cliente.

Pelo acordo premiado, Funaro não poderá sair de casa em Vargem Grande do Sul, a 240 quilômetros ao norte da capital de São Paulo, exceto se receber autorização judicial para atividades específicas, como ir ao médico ou estudar em uma instituição de ensino.

Depois desse período inicial, Funaro cumprirá mais dois anos em regime domiciliar semiaberto, podendo sair durante o dia para trabalhar; a partir de dezembro de 2021 serão outros dois “penosos” anos, em regime domiciliar aberto, com restrições mínimas.

•  Saiu da pilha!

Lembram da ação penal que sacudiu São Lourenço do Sul (RS), com condenação de primeiro grau de um ex-juiz gaúcho, o pai dele (advogado), o ex-assessor do magistrado (agora advogado) e mais um casal de advogados?

Pois o bolo judicial - que já tem mais de nove anos, muito papel (50 volumes) e algumas chicanas - voltou a andar.

Após uma modorrenta estadia dos autos num escaninho da secretaria da 4ª Câmara Criminal, o desembargador relator Rogério Gesta Leal indeferiu o último requerimento da defesa de um dos recorrentes. O relator logo determinou que as partes fossem intimadas. Em seguida, os autos deveriam “voltar conclusos para julgamento”.

Isso foi no dia 14 de fevereiro. Hoje já é 26. Na sexta (1º.3) é véspera de carnaval, depois vem o reinado de Momo.

Madame Tartaruga, preocupada, está acompanhando. (Proc. nº 70079034575).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Quem se habilita a adivinhar?

· Redes sociais lançam o “Bolão da Mala”...

· Skype, já! Juiz inova no contato com advogados.

· Adjetivos qualificativos na moda: “ministro sócio de políticos”; “gangsters”; “gentalha”... Quem dá mais?.

· Se Temer pedir um habeas corpus, quem será o relator?

· Horas antes de ser preso, Moreira Franco estava hospedado na casa de Rodrigo Maia.

· Acredite se quiser! Assembleia Legislativa do Rio dá posse a cinco deputados presos.

Marido canalha: o dentista que, sabendo ser portador de HIV, contaminou a própria esposa

· No primeiro caso dramático desse tipo de drama de família que chega ao STJ, indenização confirmada de R$ 120 mil.

· Cárcere e poder: Rodrigo Maia, presidente da Câmara, é casado com a filha de Clara, mulher de Moreira Franco, preso ontem.

· Refeições de Temer: depois do restaurante caro, as “quentinhas” da Polícia Federal.

· Presidente da Câmara destrata Sérgio Moro: “funcionário do presidente Bolsonaro”.

· Os dois celulares que o coronel Lima tentou esconder.

Sérgio Moro e Polícia Federal miram no Facebook e no Whatsapp

 Um acordo internacional que permita ao Brasil – sem a necessidade de pedido judicial - acessar dados de pessoas investigadas que têm cadastros nas redes sociais.

• A nova verdade jurídica brasileira: o dinheiro mal havido sempre vem das sobras de campanha.

 STJ decide que diárias de hotéis podem ter 21 horas.

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo pensando: vão, ou não, entregar o Judiciário?...

 Quando Madame Tartaruga Jurisdicional se interessa por ações contra bancos poderosos...

A “flauta” colorada direcionada contra o Grêmio nas redes sociais

•  Clube tricolor estaria oferecendo “bicho extra” de R$ 15 mil a cada jogador, por uma vitória no Gre-Nal.

•  Ementa de Marco Aurélio será curta e grossa: "Compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos".

•  Precedente do STJ, em caso gaúcho, proporciona cobrança mais eficaz de cotas condominiais.

•  Duas penalidades de censura a promotora de justiça por ofensas a quatro ministros do STF.

•  Reação nacional contra a “taxa de conveniência” começou no RS em 2013, quando o grupo Red Hot Chili Peppers veio ao Brasil.

•  Decisão judicial breca aumento de 70% aplicado pela Amil.

•  Eduardo Cunha começa a sonhar com a saída próxima.

•  STF autoriza que juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas volte ao trabalho.

Quem sabe onde fica o fórum da foto?

• Nas redes sociais gaúchas, uma pergunta repetitiva: qual o “foro competente” onde o boi e a vaca se reconciliaram?

 Mulheres ganharão mais do que os homens somente a partir do ano 2050.

 Senadora que não se reelegeu vira assessora de deputada. É a política perpétua...

• Michel Temer: campeão de impopularidade.

• Bolsonaro é recomendado a manter distância da CBF e da Conmebol.

• A folga da tornozeleira do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE).

Ataque de sapo no banheiro feminino de casa noturna gaúcha!

• O insólito acontecimento, que causou alergia a uma frequentadora , motivou registro de ocorrência policial.

 Filas em bancos: um problema detectado por estudioso da Dinamarca em 1909.

 Em ação por dano moral contra o Banco do Brasil (por 1 hora e 13 minutos de espera), advogado viu o STJ decidir que se trata de “mero aborrecimento diário”.

• Centroavante gremista foi vendido para o futebol chinês, mas perdeu o voo...