Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 22 de março de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Ataque de sapo no banheiro feminino de casa noturna gaúcha!



Montagem EV sobre arte Clipart

Imagem da Matéria

 A ofensiva do sapo

Nas “rádios-corredores” da Subseções da OAB-RS, de Santa Vitória do Palmar (extremo sul) até a de Torres (ponto norte do litoral gaúcho), só se fala num original registro de ocorrência, feito num destes fins-de-semana caniculares, numa das delegacias de polícia praianas.

Após divertir-se numa das casas noturnas mais badaladas, uma jovem frequentadora – devidamente identificada - procurou o plantão policial, às 3h23 das madrugada, para fazer o seguinte registro:

“Que nesta data estava na boate XXX e que foi ao banheiro, quando no vaso sanitário um sapo que estava no interior do local saltou, atingindo a vagina da vítima, causando lesão e ardência no local. Que foi ao Posto de Saúde e realizou exame, sendo receitada uma injeção antialérgica. Manifesta o desejo de representar contra o acusado (dono do estabelecimento)”.

Às voltas com o registro, cadastrado como “lesão corporal leve consumada”, o delegado está pensando o que fazer.

 Teoria sobre filas

Seguramente, o leitor já teve que desperdiçar seu tempo em filas de bancos, só para pagar uma conta atrasada. Nessas horas dá para pensar em qualquer coisa, inclusive no próximo Gre-Nal, ou na vontade de rever os filhos, ou se encontrar logo com a namorada.

Pois deve ter sido num momento desses que o dinamarquês Agner Krarup Erlang pensou em como agilizar as filas. Em 1909, ele publicou a primeira teoria sobre o assunto.

Hoje pesquisadores estão empenhados – sem êxito, por enquanto - em aprimorar esse sistema de atendimento e a teoria das filas é tema de sérias pesquisas matemáticas. Mas os bancos brasileiros estão nem aí, ainda mais depois da recente decisão do STJ, comentada no tópico seguinte.

 Filas legítimas...

Por unanimidade, a 4ª Turma do STJ entendeu, na quarta-feira (27), que a demora em fila para atendimento bancário não gera dano moral. A decisão proveu o recurso do Banco do Brasil, em ação promovida pelo advogado Maycon Jhonatan Sales Vieira.

Ele padeceu atendimento demorado (1h13 de espera) numa agência do BB em Rondônia. A decisão do tribunal estadual foi de procedência da indenização. O STJ reverteu.

O relator, ministro Luis Felipe Salomão – que provavelmente não frequenta casas bancárias comuns, mas só as vips, expressas e reservadas - avalia que a espera em uma fila pode ser classificada como “desconforto”.

A decisão superior foi assim: “A longa espera em fila de banco é irregularidade administrativa, comum na relação entre a instituição e o cliente, que não passa de mero aborrecimento diário”.

Punições contra bancos lentos, só as previstas em legislações municipais... (REsp nº 1647452).

 Gol perdido

Flauta colorada nesta quinta (28) nas redes sociais: “O centroavante André, do Grêmio, aquele muito bem pago que joga mal e não faz gols, foi vendido para o futebol da China. Mas o voo era da Gol e ele perdeu”...

Como validamente diz o jurista Lenio Streck, em sua apreciada Jus Azul, às terças-feiras, “o Grêmio não é uma casa de caridade e, por isso, deve mandar embora jogadores que não têm condições de vestir a camisa do tricolor – entre eles o irritante André”.

O problema é que o atleta está com contrato em vigor, salários sempre em dia, e nenhum clube quer tê-lo. Nem mesmo por empréstimo...


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Quem se habilita a adivinhar?

· Redes sociais lançam o “Bolão da Mala”...

· Skype, já! Juiz inova no contato com advogados.

· Adjetivos qualificativos na moda: “ministro sócio de políticos”; “gangsters”; “gentalha”... Quem dá mais?.

· Se Temer pedir um habeas corpus, quem será o relator?

· Horas antes de ser preso, Moreira Franco estava hospedado na casa de Rodrigo Maia.

· Acredite se quiser! Assembleia Legislativa do Rio dá posse a cinco deputados presos.

Marido canalha: o dentista que, sabendo ser portador de HIV, contaminou a própria esposa

· No primeiro caso dramático desse tipo de drama de família que chega ao STJ, indenização confirmada de R$ 120 mil.

· Cárcere e poder: Rodrigo Maia, presidente da Câmara, é casado com a filha de Clara, mulher de Moreira Franco, preso ontem.

· Refeições de Temer: depois do restaurante caro, as “quentinhas” da Polícia Federal.

· Presidente da Câmara destrata Sérgio Moro: “funcionário do presidente Bolsonaro”.

· Os dois celulares que o coronel Lima tentou esconder.

Sérgio Moro e Polícia Federal miram no Facebook e no Whatsapp

 Um acordo internacional que permita ao Brasil – sem a necessidade de pedido judicial - acessar dados de pessoas investigadas que têm cadastros nas redes sociais.

• A nova verdade jurídica brasileira: o dinheiro mal havido sempre vem das sobras de campanha.

 STJ decide que diárias de hotéis podem ter 21 horas.

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo pensando: vão, ou não, entregar o Judiciário?...

 Quando Madame Tartaruga Jurisdicional se interessa por ações contra bancos poderosos...

A “flauta” colorada direcionada contra o Grêmio nas redes sociais

•  Clube tricolor estaria oferecendo “bicho extra” de R$ 15 mil a cada jogador, por uma vitória no Gre-Nal.

•  Ementa de Marco Aurélio será curta e grossa: "Compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos".

•  Precedente do STJ, em caso gaúcho, proporciona cobrança mais eficaz de cotas condominiais.

•  Duas penalidades de censura a promotora de justiça por ofensas a quatro ministros do STF.

•  Reação nacional contra a “taxa de conveniência” começou no RS em 2013, quando o grupo Red Hot Chili Peppers veio ao Brasil.

•  Decisão judicial breca aumento de 70% aplicado pela Amil.

•  Eduardo Cunha começa a sonhar com a saída próxima.

•  STF autoriza que juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas volte ao trabalho.

Quem sabe onde fica o fórum da foto?

• Nas redes sociais gaúchas, uma pergunta repetitiva: qual o “foro competente” onde o boi e a vaca se reconciliaram?

 Mulheres ganharão mais do que os homens somente a partir do ano 2050.

 Senadora que não se reelegeu vira assessora de deputada. É a política perpétua...

• Michel Temer: campeão de impopularidade.

• Bolsonaro é recomendado a manter distância da CBF e da Conmebol.

• A folga da tornozeleira do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE).

A primeira advogada negra no Conselho Seccional da OAB gaúcha

• Uma bem-vinda novidade na história de 86 anos da entidade. “Cresci ouvindo deles que a única herança que poderiam me deixar é o conhecimento” – diz Karla Meura.

• STJ decide amanhã quem deve indenizar mulheres vítimas de assédios em metrôs e trens.

• A vontade de retardar o envelhecimento...

• O notório doleiro Lucio Funaro quer reparação por dano moral.

•  Ação penal que condenou juiz gaúcho em primeiro grau, sai da pilha no TJ.