Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira, 22 de março de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Quem sabe onde fica o fórum da foto?



Arte de Camila Adamoli sobre foto (reprodução) das redes sociais

Imagem da Matéria

 Reconciliação vacum

De repente, a partir da tarde da quarta-feira de cinzas, a foto invadiu as redes sociais no RS. Esquálidos, um boi preto e uma vaca marrom foram fotografados ao sair de um dos fóruns do Interior do RS. As versões foram muitas, mas a prevalente é a de que, durante o feriadão, o portão de acesso à Casa da Justiça teria ficado aberto – por esquecimento. E que assim os animais aproveitaram para pastar a grama verdinha e pastosa.

Depois, um burocrata teria sido o encarregado – com êxito - de enxotar os bichos, para que saíssem.

Antes, um estagiário foi posto a tentar descobrir quem era o dono dos animais. Fracassou, mas pelo menos conseguiu informar ao diretor do fórum foi que se tratavam de “dois animais mamíferos, da família dos bovídeos, ruminantes, de chifres pares, ocos e pontiagudos”.

Madame Tartaruga, que estava de ressaca carnavalesca na não identificada comarca, correu a seu modo até a repartição forense, a tempo de registrar a foto acima e manifestar seu palpite: os dois haviam se reconciliado e saíam juntos de uma audiência na vara de família que tratava de alimentos recíprocos.

Dos 12 dirigentes de subseções da OAB-RS abordados pelo Espaço Vital, nenhum deles conseguiu afirmar qual exatamente fora o fórum (quase uma cacofonia, opa!) competente da inusitada incursão.

Daí o porquê do chamamento aos leitores. Quem conseguir identificar “QUAL FOI O FÓRUM DA HIPOTÉTICA AUDIÊNCIA BOVINA”, fica solicitado pelo Espaço Vital a esclarecer.

Basta enviar um e-mail para 123@espacovital.com.br – clicando aí ao lado. Os leitores podem optar por terem seus nomes divulgados, ou não.

• Loas às mulheres

Um tim-tim para a advogada Karla Meura, primeira mulher negra a integrar o Conselho Pleno da OAB-RS, que enriquecerá o Espaço Vital, quinzenalmente (terças-feiras alternadas), com apropriados textos para a bandeira que ela levanta.

Em reforço às bem lançadas linhas dela na edição de hoje, a equipe do Salvo Melhor Juízo colabora com um potim. E pergunta: O leitor sabe quando a mulher brasileira estará ganhando igual ao homem no trabalho?

Só em 2050 – ou no 50º ano do terceiro milênio!

Em bem lançadas contas, o pesquisador Marcelo Neri, da FGV Social, aponta textualmente que “embora continuem ganhando 41,6% menos do que os homens, as mulheres tiveram um crescimento de renda 7,2% maior nos últimos quatro anos”. Nesse passo, o equilíbrio virá só daqui a 31 anos.

A conferir!

 Política perpétua (1)

Lembram da loquaz catarinense Vanessa Grazziotin, ex-senadora de esquerda (PCdoB-AM), defenestrada pelas urnas? Pois ela está, desde a semana passada, em outra “vibe”.

Foi contratada como assessora no gabinete da deputada acreana e sua correligionária Perpétua Almeida. Salário de R$ 11,7 mil mensais, fora os presumíveis penduricalhos a que fazem jus os(as) amigos(as) da casa.

 Política perpétua (2)

Vanessa é formada em Farmácia pela Universidade Federal de Manaus. É casada com Eron Bezerra, ex-deputado estadual do Amazonas.

Também não reeleito, o marido de Vanessa, a convite do governador Wilson Miranda Lima (PSC), atualmente é o titular da Secretaria de Estado de Produção Rural do Amazonas.

 O campeão Michel...

Campeão às avessas, claro! Saiu a tabulação completa da pesquisa do Instituto Gallup sobre o índice de aprovação em 2018 dos líderes políticos de 120 países. O pior índice foi de Michel Temer, que ficou só com 7%.

Comparando: o arrogante Donald Trump recebeu 37% de aprovação.

 Mau conceito

Foi realizada na quinta passada uma reunião na Casa Civil do Planalto, em Brasília, para tratar da Copa América que será disputada no Brasil, a partir de 14 de junho.

O presidente Jair Bolsonaro deu uma passadinha no encontro, dele saindo com uma recomendação: “Evitar vincular sua imagem à Conmebol e à CBF, delas mantendo distância, pois ambas não gozam de bom conceito moral”.

Sobre a Conmebol, o Grêmio que o diga. Basta lembrar a semifinal da Libertadores de 2018.

• A folga da tornozeleira

O ex-deputado e delator Pedro Correa (PP-PE), ora em prisão domiciliar em Recife (PE), pediu autorização judicial para submeter-se a uma cirurgia de correção de deformidade na lombar.

Só que... – conforme atestado médico - durante a operação e nas primeiras horas de recuperação hospitalar, a tornozeleira eletrônica teria que ser retirada. A Justiça Federal autorizou.

Médico de formação, mas desde 1978 político - por rendosa opção - ao sair do cárcere para a prisão domiciliar, Pedro Correa disse no ano passado que “no Brasil sempre se fez política com corrupção e compra de votos”.

E mais: ele “só se arrepende do que não fez”.

Desde 2013, Pedro está condenado a 9 anos e 5 meses de prisão e multa de R$ 1,08 milhão no julgamento do mensalão. Cada vez mais há quem diga que o crime (político) compensa. (Ação Penal nº 470).


Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Quem se habilita a adivinhar?

· Redes sociais lançam o “Bolão da Mala”...

· Skype, já! Juiz inova no contato com advogados.

· Adjetivos qualificativos na moda: “ministro sócio de políticos”; “gangsters”; “gentalha”... Quem dá mais?.

· Se Temer pedir um habeas corpus, quem será o relator?

· Horas antes de ser preso, Moreira Franco estava hospedado na casa de Rodrigo Maia.

· Acredite se quiser! Assembleia Legislativa do Rio dá posse a cinco deputados presos.

Marido canalha: o dentista que, sabendo ser portador de HIV, contaminou a própria esposa

· No primeiro caso dramático desse tipo de drama de família que chega ao STJ, indenização confirmada de R$ 120 mil.

· Cárcere e poder: Rodrigo Maia, presidente da Câmara, é casado com a filha de Clara, mulher de Moreira Franco, preso ontem.

· Refeições de Temer: depois do restaurante caro, as “quentinhas” da Polícia Federal.

· Presidente da Câmara destrata Sérgio Moro: “funcionário do presidente Bolsonaro”.

· Os dois celulares que o coronel Lima tentou esconder.

Sérgio Moro e Polícia Federal miram no Facebook e no Whatsapp

 Um acordo internacional que permita ao Brasil – sem a necessidade de pedido judicial - acessar dados de pessoas investigadas que têm cadastros nas redes sociais.

• A nova verdade jurídica brasileira: o dinheiro mal havido sempre vem das sobras de campanha.

 STJ decide que diárias de hotéis podem ter 21 horas.

Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo pensando: vão, ou não, entregar o Judiciário?...

 Quando Madame Tartaruga Jurisdicional se interessa por ações contra bancos poderosos...

A “flauta” colorada direcionada contra o Grêmio nas redes sociais

•  Clube tricolor estaria oferecendo “bicho extra” de R$ 15 mil a cada jogador, por uma vitória no Gre-Nal.

•  Ementa de Marco Aurélio será curta e grossa: "Compete à Justiça Eleitoral julgar os crimes eleitorais e os comuns que lhe forem conexos".

•  Precedente do STJ, em caso gaúcho, proporciona cobrança mais eficaz de cotas condominiais.

•  Duas penalidades de censura a promotora de justiça por ofensas a quatro ministros do STF.

•  Reação nacional contra a “taxa de conveniência” começou no RS em 2013, quando o grupo Red Hot Chili Peppers veio ao Brasil.

•  Decisão judicial breca aumento de 70% aplicado pela Amil.

•  Eduardo Cunha começa a sonhar com a saída próxima.

•  STF autoriza que juiz Eduardo Luiz Rocha Cubas volte ao trabalho.

Ataque de sapo no banheiro feminino de casa noturna gaúcha!

• O insólito acontecimento, que causou alergia a uma frequentadora , motivou registro de ocorrência policial.

 Filas em bancos: um problema detectado por estudioso da Dinamarca em 1909.

 Em ação por dano moral contra o Banco do Brasil (por 1 hora e 13 minutos de espera), advogado viu o STJ decidir que se trata de “mero aborrecimento diário”.

• Centroavante gremista foi vendido para o futebol chinês, mas perdeu o voo...

A primeira advogada negra no Conselho Seccional da OAB gaúcha

• Uma bem-vinda novidade na história de 86 anos da entidade. “Cresci ouvindo deles que a única herança que poderiam me deixar é o conhecimento” – diz Karla Meura.

• STJ decide amanhã quem deve indenizar mulheres vítimas de assédios em metrôs e trens.

• A vontade de retardar o envelhecimento...

• O notório doleiro Lucio Funaro quer reparação por dano moral.

•  Ação penal que condenou juiz gaúcho em primeiro grau, sai da pilha no TJ.