Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de junho de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

American Airlines condenada em R$ 1 milhão por uso abusivo do detector de mentiras



Camera Press

Imagem da Matéria

 Condenação milionária da American Airlines

O uso desautorizado e abusivo de detector de mentiras levou à condenação da American Airlines ao pagamento de indenização de R$ 1 milhão. A decisão é do TST, para quem “a prática invade a intimidade dos empregados”. O julgamento confirmou a existência de dano moral coletivo causado pela “submissão compulsória no Brasil”.

Conforme o acórdão, “o trabalhador não deve ser punido por decorrência da necessária segurança na atividade da aviação civil”. A American é a maior companhia aérea do mundo por passageiros transportados, quantidade de aeronaves, e receitas.

A empresa realizava testes com o aparelho chamado de polígrafo eletrônico, obrigando empregados e prestadores de serviços de áreas consideradas capazes de comprometer a segurança, especialmente embarque e desembarque de cargas e/ou passageiros. Na ação civil pública, o Ministério Público do Trabalho apontou “prática reiterada de submissão ao detector de mentiras, além de perguntas que invadiam a intimidade das pessoas”.

O juízo de primeiro grau julgou improcedente a ação, por entender que - como não há vedação em lei nesse sentido - a utilização do aparelho seria legítima. Considerou também “a prevalência dos interesses de toda a sociedade, sob o aspecto da segurança dos passageiros, sobre os de determinado grupo profissional”.

O TRT da 10ª Região (DF/TO), no entanto, avaliou que “a conduta da empresa violava os direitos fundamentais da dignidade das pessoas, da intimidade e, em especial, do livre acesso ao emprego e à subsistência digna”.

O ministro relator Hugo Carlos Scheuermann, gaúcho, ao confirmar a condenação da empresa destacou que “a utilização de polígrafo viola a intimidade do empregado e não se justifica em razão da necessária segurança na atividade da aviação civil, principalmente ante sua ausência de confiabilidade científica”. (Proc. nº 1897-76.2011.5.10.0001).

 A mais jovem advogada

Aos 19 de idade, a mineira Gabriela Bueno de Oliveira Dias é a advogada mais jovem do país.

Ela recebeu ontem (28), a carteira da OAB, no salão do júri do Fórum da Comarca de Guaxupé (MG).

Parodiando o que cantou Jorge Ben Jor, “elas vêm chegando”.

E felizes estamos esperando.

  Reação da OAB

O Conselho Federal da OAB impetrou mandado de segurança, no STF, questionando acórdão no qual o Tribunal de Contas da União entendeu que a entidade está sob sua jurisdição e deve, portanto, prestar contas para controle e fiscalização.

A Ordem requer liminar para suspender a decisão do TCU e, no mérito, pede que o STF torne o entendimento sem efeito, preservando sua independência e sua autonomia.

A questionada decisão do TCU foi proferida em processo administrativo, com acórdão publicado em novembro do ano passado. Na ocasião, o tribunal de contas considerou que “a OAB é uma autarquia e que a contribuição cobrada dos advogados tem natureza de tributo”. (MS nº 36.376).

  É vida que segue...

O ex-senador Luiz Estevão, com domicílio atual na Papuda – onde está desde março de 2016 - começou ontem (28) vida nova. Passou para o regime semiaberto e vai trabalhar numa imobiliária em Brasília. Tem que voltar à noite para dormir no cárcere.

Cassado no Senado Federal em 28 de junho de 2000, Estevão está condenado a 31 anos de prisão por peculato, estelionato e corrupção ativa, esta em passiva parceria com o então presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), juiz Nicolau dos Santos Neto, o notório Lalau.

 Presença nas redes sociais

O Espaço Vital está, a partir desta semana, mais presente nas redes sociais, sempre com a missão de informar com independência e boa dose de humor.

Estamos com novo perfil do Facebook e Instagram - além do Twitter que já mantemos há alguns anos.

Confira os endereços e acompanhe-nos também, por estes canais:

· Facebook: facebook.com/EVindependente/

https://www.facebook.com/EVindependente/

· Twitter: @espacovital

https://twitter.com/espacovital

· Instagram: @evindependente


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Cartunista Walmir Orlandeli

   Condenação da Gol (R$ 1,2 milhões) por afronta a passageiros

 

Condenação da Gol (R$ 1,2 milhões) por afronta a passageiros

 Ação civil pública ajuizada pela Andep favorece 27 passageiros prejudicados pela empresa aérea em Curitiba, Buenos Aires, Montevidéu e Fernando de Noronha. Há trânsito em julgado e a empresa já pagou. Tramitação processual de dez anos e 41 recursos chegou a ter o oferecimento de uma carta de fiança falsa.

 O que Eduardo Cunha pode ter aprendido ao ler o livro “O Príncipe”, de Maquiavel.

 Um bode jurídico e a perda de sêmens de caprinos, na pauta da 6ª Câmara Cível do TJRS.

Arte EV sobre foto de Paul Nelhams

O avião enganoso e o julgamento enganado

 

O avião enganoso e o julgamento enganado

  Arquiteta porto-alegrense, ludibriada pela TAP Air Portugal, ganha indenização moral de R$ 1.500! Juiz leigo e juíza togada levaram em consideração “a condição da vítima e da empresa ofensora”...

 Corregedoria-Geral da Justiça do RS publica provimento que modifica as regras de registro de nascituros com “anomalia de diferenciação sexual”.

  Treze contratos publicitários sofrerão o “efeito ressaca” da atuação de Neymar no hotel parisiense.

 Duas chapas concorrem às eleições de dezembro no TJRS

Procedência de ação rescisória porque recurso foi decidido por desembargador impedido

 O advogado da multinacional reclamada era filho do magistrado-relator. Ele negou provimento a recurso ordinário em ação trabalhista que desacolheu pedidos de trabalhador

• Desembargador Thompson Flores passará a integrar a 8ª Turma do TRF-4 que julga recursos da Lava-Jato.

• Tartaruga suprema: julgamento pelo STF de ação direta de inconstitucionalidade que tramita há 24 anos.

 A moeda da Venezuela vai terminar como “pobre bolívar”?

• Passou a fase da prosperidade dos escritórios de advocacia que defendem os enrolados com a corrupção.

Arte de Camila Adamoli sobre imagem do TCU

   A tecnologia no controle das licitações

 

A tecnologia no controle das licitações

 Alice, Sofia e Monica: as três robôs que auxiliam o trabalho do Tribunal de Contas da União. Saiba por que elas têm esses nomes.

 A recuperação judicial da Atvos: débitos de R$ 11 bilhões e 900 milhões.

 BNDES, Banco do Brasil e Caixa Federal: as “mães” da Odebrecht.

 Mais dois deputados federais - que não se reelegeram em outubro - garantiram aposentadoria na Câmara. Um deles é gaúcho.

 A Braskem começa a devolver R$ 2,87 bilhões para a União.

Advogado condenado criminalmente pelo TJRS escapa no julgamento ético da OAB gaúcha

 

Advogado condenado criminalmente pelo TJRS escapa no julgamento ético da OAB gaúcha

  Denunciado por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o profissional da advocacia teve também desencadeado contra si, em 2012, processo ético-disciplinar. Mas – surpresa!... – prescreveu.

  Cultura geral: um alerta para que o príncipe Hamlet perceba a situação de perigo em que se encontra, principalmente por ações causadas por pessoas próximas a ele.

  Esposa de conselheiro cassado do Tribunal de Contas receberá aposentadoria de R$ 35 mil pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

  Casas Bahia e Ponto Frio pagam R$ 4,5 milhões para colocar fim a duas ações trabalhistas.

  Leilões de patrimônio da bandidagem: 33 embarcações, 12 aeronaves, 300 joias, 6.708 veículos, 9.679 eletrônicos.

  A paciência do Bradesco que está ajudando a Odebrecht.

Caricatura de Carlinhos Müller - https://www.carlinhosmuller.com/

“Eduardo Cunha, cupim da República”

 

“Eduardo Cunha, cupim da República”

  TJ do Rio de Janeiro considera que as “críticas foram ácidas e contundentes”, mas julga improcedente ação, por dano moral, do notório ex-deputado contra O Globo.

  Ficção: eficiência das tartarugas gaúchas em visita estratégica sobre processo que já dura seis anos e meio de idas, vindas e voltas...

  Juiz dos EUA é suspenso por seis meses - sem remuneração - por criticar Trump.

  STJ decide hoje se condôminos inadimplentes podem usar piscinas, churrasqueiras etc.