Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 16 de abril de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_15.jpg

American Airlines condenada em R$ 1 milhão por uso abusivo do detector de mentiras



Camera Press

Imagem da Matéria

 Condenação milionária da American Airlines

O uso desautorizado e abusivo de detector de mentiras levou à condenação da American Airlines ao pagamento de indenização de R$ 1 milhão. A decisão é do TST, para quem “a prática invade a intimidade dos empregados”. O julgamento confirmou a existência de dano moral coletivo causado pela “submissão compulsória no Brasil”.

Conforme o acórdão, “o trabalhador não deve ser punido por decorrência da necessária segurança na atividade da aviação civil”. A American é a maior companhia aérea do mundo por passageiros transportados, quantidade de aeronaves, e receitas.

A empresa realizava testes com o aparelho chamado de polígrafo eletrônico, obrigando empregados e prestadores de serviços de áreas consideradas capazes de comprometer a segurança, especialmente embarque e desembarque de cargas e/ou passageiros. Na ação civil pública, o Ministério Público do Trabalho apontou “prática reiterada de submissão ao detector de mentiras, além de perguntas que invadiam a intimidade das pessoas”.

O juízo de primeiro grau julgou improcedente a ação, por entender que - como não há vedação em lei nesse sentido - a utilização do aparelho seria legítima. Considerou também “a prevalência dos interesses de toda a sociedade, sob o aspecto da segurança dos passageiros, sobre os de determinado grupo profissional”.

O TRT da 10ª Região (DF/TO), no entanto, avaliou que “a conduta da empresa violava os direitos fundamentais da dignidade das pessoas, da intimidade e, em especial, do livre acesso ao emprego e à subsistência digna”.

O ministro relator Hugo Carlos Scheuermann, gaúcho, ao confirmar a condenação da empresa destacou que “a utilização de polígrafo viola a intimidade do empregado e não se justifica em razão da necessária segurança na atividade da aviação civil, principalmente ante sua ausência de confiabilidade científica”. (Proc. nº 1897-76.2011.5.10.0001).

 A mais jovem advogada

Aos 19 de idade, a mineira Gabriela Bueno de Oliveira Dias é a advogada mais jovem do país.

Ela recebeu ontem (28), a carteira da OAB, no salão do júri do Fórum da Comarca de Guaxupé (MG).

Parodiando o que cantou Jorge Ben Jor, “elas vêm chegando”.

E felizes estamos esperando.

  Reação da OAB

O Conselho Federal da OAB impetrou mandado de segurança, no STF, questionando acórdão no qual o Tribunal de Contas da União entendeu que a entidade está sob sua jurisdição e deve, portanto, prestar contas para controle e fiscalização.

A Ordem requer liminar para suspender a decisão do TCU e, no mérito, pede que o STF torne o entendimento sem efeito, preservando sua independência e sua autonomia.

A questionada decisão do TCU foi proferida em processo administrativo, com acórdão publicado em novembro do ano passado. Na ocasião, o tribunal de contas considerou que “a OAB é uma autarquia e que a contribuição cobrada dos advogados tem natureza de tributo”. (MS nº 36.376).

  É vida que segue...

O ex-senador Luiz Estevão, com domicílio atual na Papuda – onde está desde março de 2016 - começou ontem (28) vida nova. Passou para o regime semiaberto e vai trabalhar numa imobiliária em Brasília. Tem que voltar à noite para dormir no cárcere.

Cassado no Senado Federal em 28 de junho de 2000, Estevão está condenado a 31 anos de prisão por peculato, estelionato e corrupção ativa, esta em passiva parceria com o então presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), juiz Nicolau dos Santos Neto, o notório Lalau.

 Presença nas redes sociais

O Espaço Vital está, a partir desta semana, mais presente nas redes sociais, sempre com a missão de informar com independência e boa dose de humor.

Estamos com novo perfil do Facebook e Instagram - além do Twitter que já mantemos há alguns anos.

Confira os endereços e acompanhe-nos também, por estes canais:

· Facebook: facebook.com/EVindependente/

https://www.facebook.com/EVindependente/

· Twitter: @espacovital

https://twitter.com/espacovital

· Instagram: @evindependente


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

As supremas especulações sobre dois futuros ministros do STF

  Antecipadas conjeturas para as vagas que se abrirão com as aposentadorias compulsórias de Celso de Mello (1º.11.2020) e Marco Aurélio Mello (12.7.2021).

  O “menino de ouro” de Dilma Rousseff queria ir para Londres, via Odebrecht, mas se conformou com o Avante, na Câmara dos Deputados.

  O MPF atrás da suposta fortuna amealhada por Michel Temer.

  Pagamento da anuidade da OAB com o uso de pontos amealhados em compras no comércio e em operações com cartões de crédito.

No TRF-4 uma eleição, uma futura posse festiva e uma mexida na jurisdição

 O catarinense Victor Luiz dos Santos Laus (foto), oriundo do MPF, foi eleito ontem (11) para presidir a corte. Ele deixa em junho a 8ª Turma que tem jurisdição criminal. Será um alívio para os réus da Lava-Jato?

 Quem se habilitará para completar o trio junto a João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen?

 Administradora de consórcio deve liberar imediatamente o crédito ao beneficiário, em caso de morte do contratante, quando houver seguro prestamista.

 STJ anuncia para 8 de maio o julgamento de quatro recursos especiais que vão balizar a punição financeira, ou não, das construtoras por demora na entrega de imóveis.

 Reforma da Previdência cria trava para obter remédio por decisão judicial 

  Danilo Gentili novamente condenado: agora por ataques a Marcelo Freixo

 Aumenta a supremacia do gênero feminino na advocacia do Rio de Janeiro: já há 2.360 mulheres mais do que homens.

Condenação da Pepsi à reparação moral por demitir executivo acometido de câncer

· O trabalhador foi empregado da reclamada durante 28 anos, e seria promovido a diretor.

· A tese argentária da Pepsi: “Necessidade de cortar gastos e alcançar mais lucros, procedimento típico no sistema capitalista”.

· “Se o STF mudar o entendimento sobre a prisão após a condenação em segunda instância, o Brasil vai incendiar”.

· Taxista poderá recusar o transporte de clientes, se o local de destino for reconhecimento perigoso (Campo da Tuca, em Porto Alegre).

· Iesa Veículos condenada a fornecer carro reserva, até que Renault Kwid seja completamente consertado. Veículo novo teve dez panes em poucas semanas.

Financeira ingressa com apelação e depois, ela própria, pede que seu recurso seja improvido

· Engano, estresse, distração, ou “tilt” advocatício no antagonismo das duas petições da mesma parte?

· Saiba como foi o primeiro “tilt” forense, nos anos 90, no Foro de Porto Alegre.

· Uma ação judicial de R$ 327 milhões é a maior do ano, até agora. Esta não é “tilt”...

· Com o advento das “fake news”, o Primeiro de Abril está perdendo a sua graça.

Justiça feita com proventos e penduricalhos

· Nos TJs do Pará e da Bahia, generosidade para avaro nenhum botar defeito.

· CF-OAB pede que Supremo adie o julgamento da prisão após segunda instância.

· Política judiciária prepara a desidratação de Marcelo Bretas.

· O milionário Luiz Estevão aceita um salário de R$ 1.800 mensais.

· Ex-senador Edison Lobão vai ficando pelo Senado. Agora é o editorialista da Casa.

· Em nove anos, 1,1 milhão de bacharéis em Direito – saídos das centenas de faculdades brasileiras - não conseguiram aprovação no Exame de Ordem.

Olhares políticos interesseiros contra a OAB

 A líder do governo Joice Hasselmann (PSL-SP) anuncia um projeto de lei para acabar com a contribuição anual obrigatória dos advogados.

 Mais: o governo começa a alinhavar nova tentativa para acabar com o Exame de Ordem.

 Os 70 incêndios dos automóveis Tipo, da Fiat, numa ação civil pública que durou 23 anos.

 Onde estão as imagens das câmeras que podem ter flagrado as malas que levariam R$ 20 milhões para uma conta do coronel Lima?