Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 19 de setembro de 2019.
https://espacovital.com.br/images/jus_colorada_5.jpg

Os 110 anos de Inter!



Ligados em Futebol - Reprodução do YouTube

Imagem da Matéria

· 110 anos - Podemos afirmar que é a marca da eternidade. Poucas instituições atingem esta idade com a certeza da perenidade. O Internacional é constituído de um conjunto de forças, sendo a dos seus torcedores a principal. É essa torcida que levará infinitamente a sua existência.

O Inter integra as nossas vidas como um valor existencial, como um impulso ao porvir. Não importa pelo que já passamos ou iremos passar, alegrias e tristezas, expectativas atingidas ou frustradas, o certo é que sempre voltamos, com mais desejo e com mais esperança.

Que viva para sempre o glorioso Sport Club Internacional, por nossas vidas, pela vida de nossos filhos, dos nossos netos, bisnetos, tataranetos...

Em um exercício de ficção, imagino o que sentiriam os fundadores do Internacional se lhes fosse possível ver o que somos hoje: um dos estádios mais belos do mundo, campeões de tudo, inclusive do mundial oficial e com a maior torcida do Rio Grande.

· Aprender com os gringos - A cultura do torcedor argentino e uruguaio é muito diferente da nossa, sendo revelada repetidamente em cada embate da Libertadores.

Os ´hermanos´ não se abatem, acreditam no resultado até o último segundo da disputa. Talvez isso seja a síntese do que também ocorre no campo de jogo. Não podemos baixar a guarda diante dos argentinos e dos uruguaios. Possuem uma capacidade de reação incrível, para eles não há zona de conforto. Foi assim com o River, atual campeão da Libertadores.

No Beira-Rio, na quarta (03) um novo recorde de público. Quando levamos o segundo gol, depois de um placar de 2 x 0 favorável, bateu o pânico e o silêncio foi marcante.

Já eles, cantam, pulam e gritam até o apito final - uma energia que contamina o jogador.

· Salto alto - O resultado do jogo me agradou, o nosso time revelou um futebol adequado à competição.

Libertadores é diferente dos demais campeonatos e nela ninguém está por acaso. Lutamos, tratando de definir um placar vantajoso no início da partida e, pelo que vi, não recuamos depois.

Sempre entendi que o resultado é mera circunstância, pois o essencial é demonstrar entrosamento e o desejo de vencer. Pensando com a cabeça de quem joga xadrez e não damas, o empate ocorreu no âmbito das nossas possibilidades de pontuação.

Didaticamente ele serve para sacudir a equipe e com certeza para consolidar a postura.

· O Guerrero do sábado – Amanhã (6) é o dia do seu retorno aos gramados. Há uma enorme expectativa quanto as suas condições, especialmente pela qualidade já demonstrada. Vestindo a camiseta colorada, poderá fazer a diferença, recolocando uma condição que já tivemos e sentimos falta após a saída do Damião.

Sei que se conselho fosse bom, não seria dado de graça. Todavia, me autorizo a sugerir um pouco de paciência. Tudo é possível. Talvez ele retorne com tudo, já reafirmando desde logo a sua capacidade invejável ou talvez seja aos poucos.

É preciso calma, é preciso dar-lhe confiança com o apoio.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Charge de Gerson Kauer

O coronelismo de churrasqueira

 

O coronelismo de churrasqueira

“Logo após a debacle de ontem, o comentarista Mauricio Saraiva, defendeu a manutenção de toda a estrutura do futebol, apontada como concebida pelo ´maior dirigente da história do Internacional, Fernando Carvalho´. Eu penso diferente: deixar o Odair até o final do Brasileirão, quando poderá ser reavaliado, mas mudar o departamento de futebol já!

Pro dia nascer feliz...

 

Pro dia nascer feliz...

“Quarta-feira o Internacional fez o que deveria ter feito: ganhar do Nacional no país, na cidade, e no estádio dele” (...) Mas me ocupo também daquele lamentável fato ocorrido no último Gre-Nal. Um fato que revela a estupidez humana. Chama a atenção que ele tenha ocorrido entre duas mulheres. A agressora, segundo sei, é notória defensora dos direitos femininos”...