Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 13 de agosto de 2019.

Antes de ser demitido, ministro abriu as comportas para futuros bacharéis



Afinal ficou-se sabendo o que de mais notável o ministro da Educação Ricardo Vélez fez nos 97 dias em que esteve no governo, até ser defenestrado ontem.

Ele abriu as comportas do país para futuros novos bacharéis: de janeiro a março, Velez autorizou o funcionamento de 61 novos cursos de Direito. Foram exatamente 7.182 novas vagas.

País dos bacharéis

Os números do CF-OAB são oficiais até esta segunda-feira (8) ao meio-dia. O Brasil já tem 1.132.390 advogados inscritos – sendo 576.990 do gênero masculino e 555.400 do feminino. No RS, a classe tem 82.785 pessoas; destas, 41.525 são homens e 41.260 são mulheres – uma diferença de apenas 265.

O crescimento do número de advogadas é gradativo. Elas já são maioria em seis estados: Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará, Rio de Janeiro e Rondônia.

Números parelhos no RS

A advocacia gaúcha tem seu maior efetivo atual na faixa dos 26 aos 40 anos – são 35.179 profissionais. Nesse grupo etário, são 20.365 mulheres (58%) sobrepujando quantitativamente os 14.814 homens (42%). Uma diferença numérica de 5.551

Entrementes, estudo do IBGE mostra que, à medida que a idade avança, aumenta a desigualdade salarial das mulheres em relação aos homens. Dos 25 aos 29 anos, elas ganham 87% do rendimento médio deles, proporção que cai entre os 40 e os 49 anos.

_________________________________________________________________________________________________________________________
Siga o Espaço Vital no Facebook !

Estamos com perfil novo no Facebook, mais atuante e sempre levando as notícias do meio jurídico, humor e crítica. Aquele anterior perfil a que o leitor se acostumou até 2018, não mais está ativo. Interaja conosco no novo local certo. Siga-nos!

Este é o novo perfil do Espaço Vital no Facebook: clique aqui


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

Diário da Manhã (Passo Fundo)

Por 85 votos x zero, declarada a inidoneidade de Mauricio Dal Agnol para a advocacia

 

Por 85 votos x zero, declarada a inidoneidade de Mauricio Dal Agnol para a advocacia

Decisão unânime do Conselho Pleno da OAB-RS, tomada na sexta-feira (28), resulta na exclusão do advogado acusado de lesar cerca de 30 mil clientes. Mas ele ainda pode recorrer ao Conselho Federal. Caso já tem cinco anos e quatro meses de duração. Réu em diversas ações penais, Mauricio Dal Agnol (foto) está em liberdade desde 23 de fevereiro de 2015, graças a uma liminar em habeas corpus, concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello.

Foto: Reprodução/RBS TV

Declarada a inidoneidade de Mauricio Dal Agnol para o exercício da profissão

 

Declarada a inidoneidade de Mauricio Dal Agnol para o exercício da profissão

Decisão do Conselho Pleno da OAB-RS, tomada nesta sexta-feira (28), resulta na exclusão do advogado acusado de lesar cerca de 30 mil clientes. Mas ele ainda pode recorrer ao Conselho Federal. Caso já tem cinco anos e quatro meses de duração. Réu em diversas ações penais, Mauricio Dal Agnol (foto) está em liberdade desde 23 de fevereiro de 2015, graças a uma decisão do STF.