Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 21 de maio de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

As supremas especulações sobre dois futuros ministros do STF



Arte de Camila Adamoli sobre fotos do TRF-4/Divulgação (E) e Google Imagens (D)

Imagem da Matéria

 Quem sobe!

Magistrado de carreira desde 1993, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto – um dos integrantes da 8ª Turma do TRF-4 que julga os recursos das ações penais da Lava Jato – entrou ontem (15) em antecipado tititi da “rádio-corredor” do Conselho Federal da OAB.

Locutores jurídicos propagaram que “Gebran será o primeiro escolhido por Jair Bolsonaro na vaga que se abrirá em 1º de novembro de 2020 com a aposentadoria compulsória do paulista Celso de Mello”.

Da mesma fonte: “Só a segunda vaga, que se abrirá em 12 de julho de 2021 com a aposentadoria do carioca Marco Aurélio Mello, é que será destinada a Sérgio Moro – que, terá até então mais dois anos e três meses para caçar corruptos e tratar das mudanças dos arcabouços da legislação penal”.

Sérgio Moro era juiz de carreira desde 1996 – mas em dezembro passado renunciou ao cargo, para assumir o Ministério da Justiça e, oportunamente decidir sobre seu futuro profissional.

Um outro jurisconsulto logo complementou: “A depender do cenário político, Sérgio Moro poderá, porém, desistir do Supremo e ficar ministro da Justiça para em 2022 se candidatar à Presidência da República”.

  “Menino de ouro”

Durante a investigação que culminou no indiciamento do gaúcho Anderson Dornelles, ex-assessor de confiança de Dilma Rousseff durante quase 20 anos, a Polícia Federal descobriu um currículo de gaveta.

Chamado de “bebê” e “menino de ouro” e tido como o auxiliar preferido da ex-presidente da República – mas cansado de viver no Brasil – Anderson havia pedido, a Marcelo Odebrecht, um emprego em Londres. O mega operador da construção civil respondeu, porém, negativamente: “É que a Odebrecht não tem escritório na capital inglesa”.

Em tempo: por força das circunstâncias políticas, Anderson foi nomeado, em fevereiro, para assessorar a liderança do Avante na Câmara dos Deputados. Ele ocupa “cargo de natureza especial-09”, que rende R$ 11,6 mil mensais.

Não dá direito a penduricalhos.

 Onde está?

Supostamente em “lugar incerto e não sabido”, a fortuna pretensamente amealhada por Michel Temer entrou nas buscas do MPF do Rio de Janeiro.

A linha investigativa segue os mesmos preceitos e mandamentos usados para chegar aos US$ 100 milhões que Sérgio Cabral mantinha em paraísos financeiros no exterior.

 

 Anuidade zero na OAB

O Conselho Federal da OAB assinou contrato com a empresa Deloitte (de capital belga, com filiais no Brasil) para criar e implementar o programa Anuidade Zero, que permitirá que advogados troquem pontos de suas compras via cartões de crédito, ou em estabelecimentos credenciados, por descontos em anuidades.

A medida já existe experimentalmente em seccionais, e a expectativa é que a ação nacional comece a funcionar em agosto em todo o país. O presidente nacional Felipe Santa Cruz afirmou que “o programa será uma das prioridades da atual gestão”.

O programa funcionaria como um serviço de pagamento com bonificação. O valor gasto em compras em lojas, aquisição de passagens e pagamento de refeições seria convertido em pontos, depois transformados em descontos ou no abatimento total no valor da anuidade.

__________________________________________________________________________________________
Siga o Espaço Vital no Facebook !

Estamos com perfil novo no Facebook, mais atuante e sempre levando as notícias do meio jurídico, humor e crítica. Aquele anterior perfil a que o leitor se acostumou até 2018, não mais está ativo. Interaja conosco no novo local certo. Siga-nos!

Este é o novo perfil do Espaço Vital no Facebook: clique aqui


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Administradores judiciais disputam a reestruturação de dívidas bilionárias

• Maior dívida é da Oi: são R$ 63 bilhões. Honorários de seus administradores judiciais serão de R$ 99 milhões.

 Câmara Federal prepara mais uma torragem de dinheiro público: contratação de 274 vigilantes particulares.

 Quando solicitados, bancos deverão fornecer a segunda via dos extratos em papeis onde as letras não desapareçam com o tempo.

 Mulheres progridem menos na carreira jurídica em comparação com os homens.

Motorista pode ter desconto em salário, em razão de multas de trânsito

• Decisão do TRT-RS confirma sentença proferida na JT de Canoas: “Legítimos os descontos em questão, por serem correspondentes aos prejuízos causados pelo empregado à empresa”.

•  STJ julga no dia 5 causa de US$ 500 milhões: investidores contra a Ambev

 Os atos de oficiais de justiça podem passar a ser cobrados nos Juizados Especiais.

 Dez integrantes do MPF inscritos como candidatos ao cargo de procurador-geral da República.

 Delegados de polícia, procuradores de Estado e da Assembleia Legislativa e defensores públicos não têm direito ao foro privilegiado.

As três máquinas italianas de café expresso que serviam Lula

  Eram aparelhos grandes e profissionais, para que nas viagens sempre houvesse café bem quente em todas as paradas. No caso de viagens com escalas, a primeira máquina - depois de cumprir sua missão – era embarcada em voo especial para a última parada do então presidente.

  O indeferimento de novo penduricalho para a magistratura gaúcha. A Ajuris queria, via administrativa, que o TJRS instituísse o “auxílio-creche”, livre de imposto de renda. Que feio!

  Nova decisão do TST manda pagar, como horas extras, o tempo de trabalho prestado por advogado, a partir da quarta hora diária e da vigésima semanal, acrescidas do adicional de 100%.

Caso gaúcho de doação de óvulos entre duas irmãs

  Decisão desta semana da Justiça Federal do RS autoriza o descumprimento de resolução do Conselho Federal de Medicina que proíbe que doadores(as) e receptores (as) de gametas e embriões conheçam a identidade um do outro.

  Caso de planejamento familiar semelhante também teve, em 2018, sentença favorável em mandado de segurança julgado pela JF de São Paulo.

  Os espaços em que Bolsonaro investe na imagem pessoal, em canais de tevê de menor audiência. Enquanto isso, Globo e globais continuam de fora.

Consumidora gaúcha obtém sentença que garante a devolução de veículo defeituoso

 A Ford e a Ribeiro Jung reembolsarão a prejudicada com R$ 54 mil (mais correção e juros) e pagarão reparação moral de R$ 5 mil.

 Leia a íntegra da sentença da ação consumerista que expõe defeitos repetitivos numa Eco Sport comprada nova.

 A crise brasileira levará quase um milhão de famílias a engrossar as classes D/E em 2019.

 Juízes federais também querem prestar jurisdição eleitoral. Vale R$ 5.390 mensais, livres de tributação.

 Nos Correios, um chefe a cada dois servidores.

Grampo autorizado judicialmente revela desembargador pedindo “vaga fantasma” para esposa, filho e sogra

 Interceptações telefônicas revelam que o magistrado Alexandre Victor de Carvalho (foto), do TJ-MG, adianta que promotores não fiscalizam.

 Na Assembleia Legislativa mineira a negociação foi feita com o então procurador-geral, Augusto Mário Menezes Paulino, que – numa das ligações grampeadas - alerta o magistrado sobre a possibilidade de a nomeação configurar nepotismo cruzado.

 “Você acha que vale a pena arriscar?” - questiona o desembargador. “Acho que não! Fica com uma bundona na janela danada” - responde a outra voz.