Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS),sexta-feira, 29 de maio de 2020.

OAB escolhe conselheiros para integrarem CNJ e CNMP



O Conselho Federal da OAB elegeu ontem (20) representantes da advocacia para o Conselho Nacional de Justiça e para o Conselho Nacional do Ministério Público. Pela primeira vez foram eleitas duas mulheres para integrar o CNMP: Fernanda Marinela, de Alagoas, e Sandra Krieger, de Santa Catarina.

Marinela foi presidente da OAB de Alagoas e conselheira federal. E a ex-conselheira federal da OAB Sandra Krieger Gonçalves defende a importância de ampliar os espaços de atuação das mulheres na Ordem.

O advogado baiano André Godinho foi reconduzido para mais um mandato no CNJ, onde ele ocupa uma cadeira desde setembro de 2017. A outra vaga no CNJ será ocupada pelo advogado Marcos Vinícius Jardim, ex-presidente da OAB do Acre.

Os nomes seguem hoje (21) para a Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Depois, serão votados no Plenário da Casa.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas

Operação do MP contra cinco advogados gaúchos

As investigações apuram se houve uso de atestados médicos falsos em oito processos para obter a soltura de presos. Treze ordens judiciais foram cumpridas ontem (21) em escritórios e residências, em cinco cidades do RS. Um advogado segue preso; um está foragido.

As 13 teses consolidadas do STJ sobre conselhos profissionais

A OAB e os demais conselhos profissionais deverão pagar custas processuais na Justiça Federal. E as dívidas de anuidades só poderão ser ajuizadas quando o total do valor inscrito atingir o montante mínimo correspondente a quatro períodos