Ir para o conteúdo principal

Edição Extra, interrompendo, em 11.1.2020, as férias da Equipe Espaço Vital
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Ministro Barroso homenageia as mulheres em evento: “Lute como elas!”



Camera Press (reprodução)

Imagem da Matéria

• O lobby do batom

O ministro Luis Roberto Barroso, do STF, visitou na sexta passada, no Museu da Justiça, no Rio de Janeiro, a exposição “Mulheres, a hora e a voz – Direitos conquistas e desafios”.

O evento é inspirado no aniversário de 30 anos da Constituição de 1988 e na Carta das Mulheres aos Constituintes.

Barroso aproveitou e escreveu, num espelho, com um batom, a mensagem “Lute como uma mulher!”. Algumas vozes femininas que o rodeavam exclamaram exultantes: “O ministro é fofo”.

Em tempo: muitas pessoas se surpreenderam ao saber que – apesar do sobrenome ser de origem portuguesa – Barroso é judeu.

 Com as nádegas...

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) fez um acordo com o juiz Luís Eduardo Scarabelli, da Justiça Estadual de São Paulo, a quem pagará uma indenização de R$ 25 mil, por ter dito que o magistrado julgou uma ação "com a bunda". Além disso, Frota terá até o dia 30 de junho para publicar uma retratação em todas as suas redes sociais e em uma rádio.

Em caso de descumprimento, o deputado sujeita-se à execução de R$ 49.900 (50 salários mínimos. As informações são do jornal Extra, do Rio de Janeiro.

 Para recordar o caso

Em 2017, Frota perdeu uma ação por danos morais movida contra a secretária de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, do então Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, do governo Dilma Rousseff. A demanda cível foi decorrência

de Eleonora ter afirmado que o parlamentar "não só já assumiu ter estuprado, mas também faz apologia ao estupro".

Após a sentença de improcedência, Frota disse que tinha sido julgado por "um juiz ativista, do movimento gay" e que o magistrado "não decidiu com a cabeça, mas julgou com a bunda".

Por conta das declarações, o juiz Scarabelli moveu duas ações contra Frota, uma cível e outra criminal. Na esfera cível, Frota foi condenado no ano passado pela juíza Tonia Yuka Kôroku, da 13ª Vara Cível de São Paulo, a pagar R$ 50 mil ao magistrado.

Nesta segunda-feira (3) foi firmado um acordo entre as partes – envolvendo as duas ações - em que Frota reconheceu o tom ofensivo de suas declarações e disse que não teve a intenção de atingir a conduta profissional do juiz.

"Hoje cheguei a um acordo com o juiz Luís Eduardo Scarabelli, em que reconheço que na época fui desrespeitoso com o juiz. Estamos saindo do Fórum com tudo certo e caso encerrado. Vamos seguindo a vida", escreveu o deputado em seu perfil no Twitter.

 Negócio milionário

Foi de R$ 430 milhões o valor da venda da sede da Odebrecht, na Marginal Pinheiros, em São Paulo (SP). Os compradores são dois: as empresas SDI Gestão e Berzel. Na prática, as duas são entes do GIC, o fundo soberano de Singapura.

Com base inicial em São Paulo, o poderoso grupo foca em investimentos nos setores de imóveis, saúde, serviços corporativos e financeiros, e recursos naturais e infraestrutura. Dinheiro grosso!

 Arbitragem e mediação no Direito Imobiliário

O advogado Sergio Eduardo Martinez é um dos co-autores do livro "Arbitragem, Mediação e Dispute Boards no Mercado Imobiliário",a ser lançado em São Paulo (SP) na próxima quinta-feira (6), às 18h30.

Ele é o único profissional da advocacia gaúcho a integrar a Comissão de Arbitragem e Mediação do Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário, que organizou o lançamento da obra.

O evento ocorre no Hotel Grand Mercure, durante o 2º Congresso IBRADIM de Direito Imobiliário.

O artigo de Martinez é intitulado “Cláusulas escalonadas em matéria imobiliária: Solução ou mais problema?”. O texto aborda procedimentos a realizar antes da instalação do processo de arbitragem, a partir da ação de um mediador, que busca consenso e acordo entre os envolvidos.

O texto difunde os métodos extrajudiciais de solução de conflitos, especificamente a mediação, conciliação e arbitragem.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagens: Freepik - Arte: Gerson Kauer

Testamento mundano

 

Testamento mundano

As originais disposições deixadas por cidadão septuagenário, falecido há poucos dias. Além de repartir a parte disponível de seus bens, ele pediu que - após a cremação - as cinzas fossem levadas a “uma acolhedora casa de prazeres onde a rotina seja a boa companhia de mulheres bonitas”.

Imagem: Freepik - Arte EV

Mãe biológica e avó paterna

 

Mãe biológica e avó paterna

Aos vinte e poucos anos de idade - com a mudança dos costumes e a alteração de conceitos - Jônathas e Alfredo (nomes fictícios) resolveram viver a parceria de uma relação homossexual, sem cirurgia de redesignação sexual ou transgenitalização. E conseguiram ter um filho.

Imagens: Freepik - Arte EV

A autoridade 51

 

A autoridade 51

No município interiorano comemora-se o cinquentenário de sua fundação. O ponto alto dos festejos é um baile. Chegam da capital e participam os filhos ilustres da região, bem como as autoridades locais: o juiz, o prefeito, o padre e o delegado. De repente, um tipo estranho tenta entrar...

Um calhamaço de 56 páginas do DJE para intimar várias centenas de advogados

  • Nota de expediente disponibilizada no dia 26 contém intimação para dezenas de advogados já falecidos. Também para ex-profissionais da advocacia que hoje são desembargadores do TJRS.
  • Dois mil carros, aeronaves, ouro e até ração canina: os itens - que eram de criminosos - leiloados pelo MJ.
  • A maior derrota do PT desde 1980.

Chargista Duke - www.DomTotal.com

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

 

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

  • Matriz francesa referiu que foi o “dia mais triste da história da empresa”....
  • O brasileiro Abilio Diniz, o terceiro maior acionista da rede, disse que ficou “triste e indignado”.
  • A empresa de segurança (?) Vector anuncia, em seu portal, seu “comprometimento, seriedade, profissionalismo, companheirismo, honestidade, idoneidade, perfeccionismo, confiabilidade e superação constante”. Onde?...
  • A queda, ontem (23) das ações da empresa no Brasil.