Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 19 de julho de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Pichação nos muros: “Volte a comer a bola, Neymar!”



Ø Das redes sociais

> Pichação nos muros do centro de treinamento da seleção brasileira, em Teresópolis: “Volte a comer a bola, Neymar!

> A comunidade evangélica do Flamengo está preocupada. O perigo decorrente da contratação do treinador português Jorge Jesus é, após alguma eventual série de derrotas, o nome do senhor ser incentivado em coro no Maracanã: “Oi, Jesus, vai tomar... naquele lugar”.

> “Por causa do Neymar, esta semana no Facebook eu conheci novas palavras do vernáculo: o estrupo, o instrupo e até o ex-tupro”.

Ø Uma dúvida

Tirada do jornalista carioca Nelson Motta, em O Globo, a propósito da novela de Paris: “ Afinal, os dois se encontraram para transar ou para filmar?”.

Ø Planos de saúde argentários

Rezem! O STJ julgará, em breve – mais provavelmente no segundo semestre – com repercussão geral, se os contratos dos planos de saúde coletivos podem, ou não, conter uma cláusula que reajusta o valor da mensalidade, à medida em que o(s) cliente(s) vai/vão envelhecendo.

O que for decidido passará a ser aplicado por todos os juízes e tribunais do país.

Ø De quem a ANS go$ta...

Aliás, sob os olhares contemplativos da Agência Nacional da Saúde (ANS), de cinco anos para cá, as mensalidades dos planos de saúde se transformaram em um dois maiores dramas dos brasileiros, notadamente os mais idosos.

Ø A ANAC também...

Ø Por falar em “olhares contemplativos”, a ANAC segue fazendo a sua parte para pre$tigiar a$ empre$a$ aéreas na cobrança pela$ mala$. A propósito, leiam nesta mesma edição do Espaço Vital, o artigo “Nunca existiu bagagem grátis”. O texto sugere muitas desconfianças. (Clique aqui).

 Suspeição rejeitada

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do TRF-4, rejeitou a exceção de suspeição interposta, contra ele, no dia 30 de maio, pela defesa de Lula. No incidente, os advogados questionaram a imparcialidade do relator dos processos da Operação Lava Jato para atuar no futuro julgamento da ação que apura a propriedade do sítio de Atibaia (SP).

A defesa alegou que Gebran tem “uma relação de amizade íntima com o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro” e que “no julgamento do processo do tríplex do Guarujá (SP) o trâmite foi acelerado para obstar a candidatura do réu à Presidência da República”.

Rejeitada a exceção de suspeição, Gebran Neto remeteu o processo para a 4ª Seção do TRF-4, que julgará o incidente sem a participação do magistrado contra quem formulada a impugnação.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Kauer

Pérola processual e pérolas de corredor

 

Pérola processual e pérolas de corredor

· Advogado que, em causa própria, ganhou ação contra a Qantas Airways, terá que outorgar procuração a ele próprio...
· “Rádio-corredor” da Ordem gaúcha comenta o “ato institucional forense”...
· Agora, sério! Aprimoramento da legislação antitabagista traz quatro novas medidas apreciáveis.

Google Imagens

Quem estiver disposto a viver sem celular e sem internet móvel, levante o dedo!

 

Quem estiver disposto a viver sem celular e sem internet móvel, levante o dedo!

· Pessoas alérgicas a radiações, ou que desejam viver desconectadas, estão se mudando para a calma Green Bank (foto), em Virgínia Ocidental (EUA).

· A crise dos doutores brasileiros: mais 13% de desempregados, no primeiro trimestre de 2019, entre os que possuem diploma de curso superior.

· São 409 advogados a serviço do BNDES. Alguém mais se habilita?

· Sérgio Cabral e Eduardo Cunha agora são bons vizinhos no presídio de Bangu, no Rio.

· Revelar publicamente desperdícios de água é um ilícito civil?

Meme Charge Capital

Sentença na ação penal sobre o apartamento em São Bernardo do Campo pode sair em julho

 

Sentença na ação penal sobre o apartamento em São Bernardo do Campo pode sair em julho

• Os números da Lava-Jato comparados com a Operação Mãos Limpas, na Itália, em 1992.

• A defesa de Lula tem sido tenaz na repetição da alegação de não haver uma única assinatura dele imbricando-o na papelada do tríplex de Guarujá. É um fato.

 Mas o ex-ministro da Justiça José Paulo Cavalcanti Filho questiona: “A ausência de um documento assinado por Hitler seria suficiente para negar ter sido ele responsável pelo Holocausto”.

 Exame do Enem com provas digitais, experimentalmente, a partir de 2020.

 De Sérgio Moro para Gleisi Hoffmann: “Não sou eu o investigado por corrupção”.

Charge de Roque Sponholz – Humor Político

Dias Toffoli diz que “os ministros do Supremo têm que ter couro” para aguentar críticas

 

Dias Toffoli diz que “os ministros do Supremo têm que ter couro” para aguentar críticas

• Procurador do Estado do Rio, preso ontem por receber propina da Odebrecht, é autor de um compêndio jurídico: “O Ato llícito e a Responsabilidade Civil do Estado”.

 O desvio (com ´s´) do trajeto do metrô e o ´de$vio´ (com cifrão) que fez a obra subir de R$ 880 milhões para R$ 4 bilhões.

• Como foi que o Brasil, há nove anos, decidiu doar a Cuba US$ 4,9 bilhões?

Montagem EV

As lentas contas supremas

 

As lentas contas supremas

 O STF desacelera todo o “resto” e dá preferência ao vigor litigante da defesa que transformou os casos judiciais de Lula numa novela judicial, bem patrocinada, que nunca acaba.

 Despedida por justa causa: em caso gaúcho, TST afasta o 13º salário proporcional.

 STJ permite o registro de dupla paternidade sem a inclusão do nome da mãe biológica. O caso é catarinense.