Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 14 de junho de 2019.
https://espacovital.com.br/images/jus_azul_caricatura_2.jpg

A IVI da Ipiranga e o espaço destinado ao Grêmio



A IVI (que não ec-xiste!) voltou a se superar, agora por meio de uma de suas sucursais. Falo do noticiário dos jogos deste final de semana. Meia página para a seleção brasileira, na vitória contra a grande seleção do Honduras. A outra metade para a seleção brasileira feminina de futebol, que ganhou da poderosa seleção da Jamaica por 3x0. A masculina meteu 7 gols no poderoso time dos hondurenhos.

A derrota do Inter já tinha sido noticiada na edição de sábado-domingo porque o jogo foi na sexta, no Rio, onde o Inter perdeu para o Vasco da Gama.

E a vitória do Grêmio contra um time do campeonato brasileiro da série A, o famoso Brasileirão? Levou um cantinho superior esquerdo. E a manchete, negativa, como não poderia deixar de ser, foi: “Vitória aos 44 minutos tira o Grêmio do Z-4”.

Bingo! A IVI se superando. Fico imaginando o modo como essas capas e manchetes são feitas, algo como a combinação Moro-Dallagnol. Você faz por ali, eu faço por aqui e ´pimba´ no Grêmio. Sem qualquer suspeição. Assim como a IVI também não é suspeita quando trata da relação Grêmio-Inter. Isso de IVI não ec-xiste, mesmo.

A IVI nega. Os integrantes da IVI negam. Ninguém assume suspeição. Como na série Arquivo X, a verdade está lá fora.

Pois com relação ao futebol, o Grêmio voltou a jogar mal. Thaciano mal. O time cansa ainda no primeiro tempo. O que dizem os fisiologistas, eles que detêm tanto poder? E por que tanta gente no estaleiro? O Grêmio é patrimônio de sua torcida. Como torcedor, tenho direito a uma accountability, prestação de contas, pública e transparente.

O que há com Luan, efetivamente? E o Paulo Miranda? E por que o Tardelli continua à meia-boca? Questões que devem ser respondidas.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Arte de Camila Adamolli sobre foto Uol Esporte

   Meus aforismos sobre a crise do Grêmio

 

Meus aforismos sobre a crise do Grêmio

“´Tratactus logico-futebolisticus´. Em 16 proposições, os pensamentos sobre o momento do Imortal Tricolor.  Entre estes, quatro perguntas instigantes: 1) São os jogadores que determinam o número de treinos por semana? 2) Quem dá o tom da intensidade dos trabalhos? 3) Quem dispensa determinados jogadores para não viajarem? 4) Diego Tardelli não viajou a Fortaleza (CE) para poder participar de um churrasco em Porto Alegre?

“Só o Grêmio como mandante perdeu” – é a ´flauta” da IVI do centro!

“Diori Vasconcelos é um poço de contradições. No pênalti marcado via VAR no Gre-Nal, ele disse que ´a imagem não pode estar parada, e por isso o VAR errou´. Mas no caso do impedimento do Cortez, domingo, somente se viu um peito projetado (as pernas estavam “legais”) com a imagem...exatamente parada”.