Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira , 19 de setembro de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

CBF indenizará Coca-Cola com R$ 80 milhões por rescisão de contrato



Arte EV – Foto de Carlos Fenerich - reprodução da Revista Placar

Imagem da Matéria

 Goleada milionária: Coca Cola 80 x CBF 0

Em jogo jurídico, no campo do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a Coca-Cola bateu novamente a CBF.

A 13ª Câmara Cível da corte estadual manteve a sentença que determina que a CBF pague à Coca-Cola uma multa milionária pela rescisão do contrato de patrocínio da seleção, em 2001. Na ocasião, a Coca foi trocada pela Ambev.

Em 2006, data da primeira condenação da CBF, o valor a ser pago era de R$ 10 milhões. Hoje, a multa atualizada monetariamente, aproxima-se dos R$ 80 milhões. (Proc. nº 0001420-89.2010.8.19.0000).

Ainda há o pedido de perdas e danos feito pela Coca. Mas, neste caso, caberá ao STJ arbitrar o valor a ser pago. A goleada financeira vai aumentar.

 Das redes sociais

Ligam do gabinete de Aécio Neves (PSDB-MG) para o telefone (61) 3364.800. O diálogo é rápido.

- Bom dia, aqui é da Base Aérea de Brasília. Em que podemos ajudar?

- Bom dia, o deputado gostaria de saber, por favor, quando é que sai o próximo avião da FAB para o exterior, se há limite de peso de bagagem e se as malas de parlamentares ficam sujeitas à revista, por ocasião do embarque.

Cai a ligação. E não se fala mais nisso.

 Nova súmula

O STJ publicou na quarta-feira (26) um novo verbete. Ele tem o nº 636.

Dispõe assim: “A folha de antecedentes criminais é documento suficiente a comprovar os maus antecedentes e a reincidência”.

Leia todas as súmulas do STJ na base de dados do Espaço Vital. Clique aqui.

  Bloqueio consistente

O juiz federal Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, ordenou o bloqueio de R$ 77,9 milhões em bens do ex-presidente Lula.

A decisão refere que tal valor estimativo tem como base "o montante atribuído a propinas pagas por empreiteiras em oito contratos da Petrobras, que estariam relacionados ao processo".

O magistrado atendeu a um pedido do Ministério Público Federal em ação penal a que o ex-presidente responde pela acusação de receber propina de cerca de R$ 12 milhões da Odebrecht por meio da compra de dois imóveis. (Proc. nº 5020607- 19.2018.4.04.7000/PR).

Leia a íntegra da decisão que bloqueou bens do ex-presidente.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Rede Tv! (reprodução)

Salário-base de R$ 24 mil mensais é “uma miséria” para procurador de justiça...

 

Salário-base de R$ 24 mil mensais é “uma miséria” para procurador de justiça...

•  Levantamento da Câmara dos Deputados mostra que 71% dos magistrados brasileiros têm ganhos que superam o teto constitucional (R$ 39,2 mil), por meio do renitente auxílio-moradia, auxílio-alimentação, viagens, gratificações e variados penduricalhos.

•  Na semana passada, o CNJ abriu a porteira para o pagamento em pecúnia do “auxílio-saúde” (10% do salário base de desembargador).

•  Há três anos o Senado aprovou um projeto para limitar os supersalários. Recebido na Câmara, o texto parou em alguma gaveta burocrática. Rodrigo Maia sabe.

•  O senador Romário e um calote locatício de R$ 408 mil.

•  O Carrefour quer comprar as operações do Makro no Brasil.

•  Paulo Pimenta (PT-RS) líder do PT na Câmara, usou dinheiro da cota parlamentar para visitar o ex-presidente Lula na prisão

Arte de Gerson Kauer

As consequências de uma madrugada de pavor na serra gaúcha

 

As consequências de uma madrugada de pavor na serra gaúcha

 Roubo e estupro praticados por um montador de móveis. A Todeschini S.A. Indústria e Comércio depositou R$ 722 mil após o trânsito em julgado do acórdão que a condenou juntamente com a loja TDT Móveis Planejados. Mas o pagamento não apagará o ultraje indelével.

 Montagem dos móveis da moradia de uma família gaúcha durou dez dias. Durante o período, o montador apropriou-se de uma das chaves da casa, por meio da qual conseguiu o acesso sorrateiro à morada, durante uma madrugada.

 Facínora condenado a 15 anos já cumpre pena. E um menor também envolvido nos crimes desapareceu.

Arte de Gerson Kauer

OAB-RS deplora “o senso de normalidade que se instaurou em processos que se arrastam por anos”

 

OAB-RS deplora “o senso de normalidade que se instaurou em processos que se arrastam por anos”

 Em manifestação no saite da Ordem gaúcha, o presidente Ricardo Breier lembra que “quando um alvará não é expedido dentro de um tempo razoável, significa que o advogado e a parte não receberão seus direitos e, consequentemente, não contribuirão para a circulação no sistema econômico local”.

 Ação penal sobre o assassinato (2006) do escrivão de Novo Hamburgo pode ter um avanço em outubro.

 Ação popular sobre problema ambiental (2006) em Canela terá que passar por nova perícia de engenharia.

 Mas nenhuma demora talvez incomode tanto a cidadania gaúcha como a ação penal contra o ex-advogado Mauricio Dal Agnol.

Arte de Camila Adamoli sobre foto Visual Hunt

Eventos festivos da advocacia devem ser compatíveis com o decoro da profissão, mas...

 

Eventos festivos da advocacia devem ser compatíveis com o decoro da profissão, mas...

 A “festa” que encerrou o Mês do Advogado em Nova Iguaçu (RJ) instiga o pensar: para onde estão caminhando as instituições?

 TRF-4 mantém o bloqueio dos bens do espólio de Maria Letícia Lula da Silva.

 45% dos jogadores brasileiros que atuam no futebol do nosso país ganham apenas um salário mínimo.

 Suspeita de sarampo fecha, até o dia 9, a 18ª Vara Cível de Porto Alegre.

Blog do AFR

Três dos muitos casos que fazem o jeito da Justiça lenta

 

Três dos muitos casos que fazem o jeito da Justiça lenta

 Responsabilidade objetiva do Conselho Regional de Medicina em abuso sexual contra uma adolescente durante consulta médica.

 Escrivão de Novo Hamburgo foi assassinado em 2006, mas o júri popular da acusada ainda não tem data agendada.

 Ação popular por ilícito cível ambiental em Canela (RS) já dura mais de 13 anos.

 ´Entre...mentes´, o TJRS anuncia sua “liderança em eficiência no país entre os tribunais de grande porte”. E a OAB-RS promete reagir em outubro contra “a morosidade do Judiciário”.