Ir para o conteúdo principal

Edição de terça-feira , 13 de agosto de 2019.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Mulheres já são maioria na advocacia gaúcha!



Imagem Freepik – Edição Gerson Kauer

Imagem da Matéria

  Elas à frente no RS !

Entrementes, na sexta passada (12) a advocacia gaúcha estabeleceu uma faceta de gênero. Na OAB-RS, pela primeira vez na sua história de 87 anos e três meses (fundação em 11.4.1932), as mulheres passaram a ser maioria entre os profissionais inscritos.

Elas são 41.967 – exatamente 18 a mais do que os advogados do gênero masculino (41.949). Somadas, as inscrições totalizam 83.916.

Por sua vez, as estagiárias da advocacia gaúcha já são maioria há mais de dois anos: 941 x 782.

A propósito, na Ordem gaúcha as advogadas têm expressiva maioria na faixa das recém admitidas (até 25 de idade) na entidade e também entre as que têm de 27 a 40 anos. O contingente masculino tem maior predominância na faixa etária dos 41 aos 59.

Nacionalmente, as mulheres advogadas já são maioria também em mais sete outros Estados: Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Rio de Janeiro e Rondônia.

Mas, computadas as 27 seccionais, permanece a predominância do gênero masculino: 582.134 x 565.279.

 Aperto nacional de advogados

Segue próspero o faturamento – devidamente tributado – de seleto grupo da advocacia (maciçamente masculina) que defende criminosos (políticos, empresários e outro$$$) enrolados com a Lava-Jato. Mas não está fácil a vida profissional para quem pratica a lide do direito mais formal, sujeita, naturalmente, à morosidade do Judiciário e à diminuição da clientela.

É que, entre março de 2018 e o mesmo mês de 2019, subiu de 20% para 45% o calote dos advogados brasileiros à anuidade das seccionais da OAB.

Ante os números oficiais nacionais – datados de ontem (15) - de 1.147.398 advogados inscritos em todo o país (entre eles, os que estão suspensos), exatamente 516.329 estariam inadimplentes.

 O crime compensa...

Justo dentro de um mês e um dia – isto é em 17 de agosto – Antonio Palocci poderá passar para o regime aberto. Só está faltando ele conseguir trabalho.

Alguém beneficiado, outrora, com sobre preços e aditamentos contratuais se habilita, para dar uma tardia reciprocidade ao ex-médico?

 

 Ficha corrida

Em 26 de setembro de 2016 Palocci foi preso pela Polícia Federal do Brasil, a pedido desta e chancelada pelo juiz Sérgio Moro, na 35ª fase da Lava Jato, batizada de "Omertà".

Nesta mesma operação foi determinado o bloqueio de R$ 128 milhões em contas do ex-ministro, mas foram localizados R$ 61,7 milhões, sendo R$ 30 milhões da empresa Projeto Consultoria Empresarial Financeira, e os outros R$ 31 mi em contas de investimento.

Em 26 de junho de 2017 saiu a sentença condenando o réu a 12 anos de prisão. Em 29 de novembro de 2018, em decorrência de sua delação premiada - que envolveu nomes como Lula e Dilma - Palocci passou a cumprir pena provisória em regime prisional semiaberto domiciliar.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Ação do presidente nacional da OAB contra Bolsonaro no STF

· A interpelação será para que o presidente diga o que sabe "sobre a morte de Fernando Santa Cruz, ocorrida em março de 1974”.
· Justiça nega autorização para que Eduardo Cunha vá ao casamento da filha.
· Por que os árbitros de futebol não estão mais usando o spray no local da barreira?
· EUA vão retomar as execuções da pena de morte.

Arte de Camila Adamoli

“Sem advogado não há justiça”

 

“Sem advogado não há justiça”

 Tal frase, criada pelo advogado Oswaldo Vergara em 1967, é o dístico da medalha que homenageia profissionais com notabilidade de serviços à classe advocatícia.

  Sessão Magna da Advocacia será no dia 9 de agosto.

  Impasse em ação bilionária da Varig. A massa falida cobra R$ 6 bilhões; a União diz que a condenação foi de R$ 3 bilhões.

  A cada semana, o crescimento da superioridade feminina na advocacia gaúcha: elas já são 42.078; eles, 41.997.

  Ataques também contra os telefones de Jair Bolsonaro.

GPS Life Time

Projeto de lei permite que professores usem armas de eletrochoque nas escolas

 

Projeto de lei permite que professores usem armas de eletrochoque nas escolas

 O texto disciplina o uso de equipamentos não letais pelo docente nos estabelecimentos de ensino da rede pública e privada em todo o território nacional. E altera o Estatuto do Desarmamento, para dispor sobre “armas de incapacitação neuromuscular”.

 Rugas de preocupação para quem se cadastrou no FaceApp.

  Advogadas já são 67 a mais do que os advogados na OAB-RS.

  Cabimento de ação autônoma para a definição e cobrança de honorários advocatícios sucumbenciais, caso a decisão transitada em julgado seja omissa.

Arte de Gerson Kauer sobre imagem Freepik

Discrepância estatística sobre o número de advogadas gaúchas

 

Discrepância estatística sobre o número de advogadas gaúchas

 Dados oficiais do CF-OAB revelam que, esta semana, a vantagem do gênero feminino cresceu mais um pouquinho.

 Contagem feita pela OAB-RS revela, porém, supremacia quantitativa masculina: 40.893 x 37.747.

 Condenação da Volkswagen do Brasil por determinar que empregado começasse a jornada indo ao refeitório para jantar.

 Comissão indevida quando negócio imobiliário se desfaz por culpa do corretor.

 Em busca de emprego, 93% das pessoas com diploma de curso superior admitem ganhar menos.

Imagem: Freepik / Edição: Gerson Kauer

Crime de adulteração dentro do próprio Poder Judiciário

 

Crime de adulteração dentro do próprio Poder Judiciário

· Escrevente da Vara de Família de Alvorada (RS) chegou a ser preso preventivamente, foi solto por decisão do STJ e restou exonerado pelo TJ gaúcho.
· Fraude dos alvarás tem mais quatro réus. E uma ação de improbidade administrativa tramita sob sigilo por decisão judicial.
· O novo ataque (ou atraque) de políticos ao bolso dos cidadãos que pagam as contas da Nação.
· E a curiosa possibilidade brasiliense da reencarnação do boi...

Arte de Camila Adamoli sobre caricatura Can Stock (Google Imagens)

Chega ao fim no STF ação rescisória que demorou 39 anos e 10 meses

 

Chega ao fim no STF ação rescisória que demorou 39 anos e 10 meses

· Caso originário é do Rio Grande do Sul, anos 70, envolvendo investigação de paternidade e petição de herança.

· O processo teve, no Supremo, cinco sucessivos relatores, o primeiro dos quais faleceu em 1991.

· O penúltimo capítulo da vida de João Gilberto pode ter sido um aborrecimento judicial, em 14 de junho deste ano.

· Menos palavrório! Os planos de Luiz Fux, futuro presidente do STF, para que as sessões colegiadas sejam “menos longas”.

· Arquivado o inquérito contra advogado que interpelou Ricardo Lewandowski durante voo.

· Licitação de R$ 5,2 milhões para trocar 20 elevadores nos prédios em que moram os deputados federais.