Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 18 de setembro de 2020.

O poder feminino em dois TRTs e na advocacia gaúcha



A eleição na sexta-feira (4) do novo comando do TRT-RS comprova a pujança das mulheres. No biênio 2020/2021, a presidência do tribunal continuará exercida será por uma mulher: a santanense Carmen Izabel Centena Gonzalez, magistrada de carreira desde 1989. A posse será em 13 de dezembro.

Para notar e anotar: a liderança feminina na corte vem desde 2014, com a posse da desembargadora Cleusa Regina Halfen. Prosseguiu na eleição seguinte, com Beatriz Renck (2016/2017) e foi mantida com Vania Cunha Mattos, a atual presidente (biênio 2018/2019).

A eleição, na qual votam apenas os magistrados da segunda instância, confirmou o resultado da consulta prévia não vinculativa, realizada de 23 a 25 de setembro. A consulta prévia teve a participação de 270 dos 283 juízes e desembargadores em atividade na 4ª Região..

Desde a instituição da consulta prévia, em 2013, o candidato à presidência mais votado no procedimento é eleito pelo Pleno.

Presidente e vice mulheres no TRT-SC

A desembargadora Lourdes Leiria foi eleita ontem (7) presidente do TRT-SC para o próximo biênio. A vice-presidência será ocupada por Teresa Regina Cotosky, que acumulará as funções de diretora da Escola Judicial e ouvidora. A Corregedoria ficará a cargo de Amarildo Carlos de Lima.

A eleição aconteceu durante sessão administrativa do Tribunal Pleno, composto pelos 18 desembargadores da instituição – 17 estavam presentes. Os três magistrados receberam a unanimidade dos votos.

A gestão atual do TRT catarinense também é liderada por uma mulher: a desembargadora Mari Eleda Migliorini.

Aumenta a maioria feminina na advocacia gaúcha

Como o Espaço Vital sempre difunde também a evolução dos números nos quadros da OAB gaúcha, aí vai a tabulação fechada ontem (7).

Há 84.796 inscrições (incluídas as dos que estão suspensos); destas 42.546 (50,17%) são do gênero feminino e 42.250 (49,83%) do gênero masculino.

Na estatística dos 1.613 estagiários ativos a diferença é maior: elas são 903 (55,98%), eles 710 (44,02%).


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Notícias Relacionadas