Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira,
31 de março de 2020.
https://espacovital.com.br/images/leitores.jpg

As muitas reclamações de advogados sobre a greve do Judiciário



Arte EV sobre imagem Google

Imagem da Matéria

 Gilberto Cesar Vieira de Rezende, servidor federal aposentado, sobre Jus Azul - Crônica de uma derrota anunciada:

"É de destacar a OUTRA goleada que o Grêmio levou do Flamengo, ainda mais acachapante, a do Departamento Médico, preparação física e fisiologia. Perdemos o Jean Pierre num rachão muito antes do Arrascaeta (que jogou a primeira partida) ter de fazer uma artroscopia de menisco e ligamento. Embora não tenha jogado quase nada, ele estava lá na hora da decisão. Por causa da blindagem do chapabranquismo nunca saberemos, com certeza, o que se deu com Jean Pierre... Se foi o Renato ou o DM que o tirou..."

 Fernando Maciel Ramos, advogado, sobre Um processo que teve início, meio e fim em 30 dias úteis:

“Fico esperançoso com a notícia. Tive processo no vizinho Estado de Santa Catarina, Comarca de Gaspar, que durou de 2001 a 2019, considerando a execução do julgado. Longos 18 anos, em ação de singela complexidade!”

 Fabio André Adams dos Santos, advogado, sobre A greve do Judiciário e os prejuízos que causa à advocacia gaúcha:

"Muito importante a manifestação da colega Viviane. Pensando além dos alvarás eu já fico imaginando como vai ser quando acabar a manifestação (greve) no que refere aos processos que ficaram paralisados... se já andavam como tartarugas reumáticas antes. Diante do acúmulo, como será a partir de então? Prevejo o caos... se é que já não estamos nele. Se observarem os andamentos atuais vemos apenas decisões sem nenhum cumprimento pelas serventias. Então, preparemo-nos para dias (mais ainda) difíceis!"

 Simone Maria Serafini, advogada, sobre A greve do Judiciário e os prejuízos que causa à advocacia gaúcha”:

“Vergonha. Pior é não termos como nos defender disso. Clientes indignados, advogados sem receber honorários ... Triste carreira”.

 Daniel Halfen, advogado, sobre A greve do Judiciário e os prejuízos que causa à advocacia gaúcha:

A OAB deveria instruir os advogados a processar o SINDJUS pelos danos que forem causados e registrar boletim de ocorrência por prevaricação”.

• Daniel Forrestier, empresário, sobre A greve do Judiciário e os prejuízos que causa à advocacia gaúcha:

“Estejamos preparados para, como partes - quando a greve terminar – nos equilibrarmos na barafunda forense. Para enfrentar o descompasso, o meu advogado não conta com o apoio da OAB, nem com fiscalização do tribunal para garantir um mínimo de funcionamento”.

 José Augusto de Villela, professor, sobre “Município de Xangri-lá em lugar incerto e não sabido”:

“Ué, a juíza de Capão da Canoa não leu, antes de assinar, o estúpido edital elaborado pela servidora forense? Não teria sido melhor se esta estivesse em greve?”

 Giovani Fuhr, advogado, sobre A greve do Judiciário e os prejuízos que causa à advocacia gaúcha:

"Parabéns, Dra. Viviane Andrade Machado! Nova na profissão, mas com um sentimento que já nos acompanha há muitos anos. O Judiciário gaúcho de primeiro grau entrou em colapso há bastante tempo. Uma paralisação neste momento terá consequências negativas durante muitos meses. Imaginem se os advogados começassem a exigir dos magistrados o cumprimento do art. 226 do CPC, e dos serventuários o cumprimento do art. 228 do CPC?"

• Irno Biasibetti, advogado, sobre O atraente contracheque de R$ 104 mil do presidente do TJRS:

“Nosso presidente é cidadão de muita sorte. Os demais devem suar seus pequenos vencimentos sem penduricalhos”.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Reprodução de www.oab.org.br em 06.3.2020, às 8h30

CF-OAB oficialmente só publica o quanto arrecadou até setembro do ano passado

 

CF-OAB oficialmente só publica o quanto arrecadou até setembro do ano passado

 Já estamos no terceiro mês de 2020 e as contas oficiais publicadas estão com cinco meses de atraso.

• Opiniões de advogados sobre as comparações entre OAB (Brasil) e ABA (EUA).

 Leia o que dizem os advogados Léo Ricardo Petry, Taciana Martins Faria Neves, Eduardo Dorfman Aranovich, Simone Maria Serafini e o bacharel Nelson Carmo Pedro Gonzaga.

Arte EV

Os R$ 8,5 milhões da advocacia gaúcha que vão anualmente para o CF-OAB

 

Os R$ 8,5 milhões da advocacia gaúcha que vão anualmente para o CF-OAB

 Advogado Roberson Azambuja deplora que esse dinheiro é retirado de jovens profissionais da advocacia.

 Contador Peter H. Grunewald se diz impressionado com a vazão da dinheirama.

 Advogado Fernando Maciel Ramos diz que os colegas devem se negar a prestar serviços como dativos.

 Advogado Cicero Barcellos Ahrends elogia a 8ª Câmara Cível do TJRS.

 Advogados Jarbas Manoel da Silva e Luiz Carlos Kremer comentam sobre terrenos da União à beira-mar.

Arte de Camila Adamoli

Críticas da classe advocatícia sobre a utilização do CF-OAB para fins político-partidários

 

Críticas da classe advocatícia sobre a utilização do CF-OAB para fins político-partidários

· “O presidente nacional, eleito por um colegiado (nada democrático) não representa o entendimento da grande maioria dos advogados”.

· Considerações sobre a “farra das lagostas” e as “altas autoridades”.

· Advogado promete passar a mão no touro de New York, para tê-lo como símbolo da reação contra o CF-OAB.

· As instituições soltas, sem qualquer freio.

· Manifestações dos leitores Patricia Alovisi, Róberson Azambuja, Alceu Giorgi, João de Oliveira Menezes, Afonso Saraiva Moraes, Péricles Silva Monteiro, Plinio Paulo Bing, Leandro Esper Castro e Amilcar Ricardo Zabaletta.

www.BlogdoAFTM.com.br

Críticas à posição da OAB contra a PEC da Segunda Instância

 

Críticas à posição da OAB contra a PEC da Segunda Instância

 Manifestações de advogados qualificam de “inadmissível e vergonhosa” a postura do Conselho Federal da Ordem dos Advogados.

 “O presidente é eleito por um colegiado, como na época da ditadura militar e defende ideais próprios que não representam a maioria dos advogados brasileiros”.

• O futebol jurídico numa causa de R$ 15 milhões.

 Renato Portaluppi ainda é o melhor treinador na era recente do Grêmio.

 As opiniões dos leitores Cícero Barcellos Ahrends, Luiz Victor Santos de Moraes, Roberson Azambuja, José Mario De Boni, Alceu Georgi, Sérgio Drebes, Rodrigo Christini, Rodrigo Severino e Abrahão Finkelstein.

Fotos de Iúri Barcellos /Agência Pública (E) e João Miranda / Vai Dá Pé.com.br (D)

   “Como reagiria um membro do Supremo se um familiar experimentasse situações inarráveis?”

 

“Como reagiria um membro do Supremo se um familiar experimentasse situações inarráveis?”

  E se um dia a máquina do tempo levar ministros do STF de volta ao Século 19...

 Muitos ´anjinhos´, graças a seus causídicos, empurram com a barriga os processos para as calendas, até prescrever.

 O ócio remunerado de 90 dias anuais no Judiciário.

 Manifestações dos advogados Cícero Barcellos Ahrends, Edgar Granatta, Paulo H. Mattos, Valdivino Jacobbo Baruffi e Rodrigo Borges Rodrigues. E do cientista político Bolívar Lamounier.

Uns podem alugar via Airbnb, outros não! Por que?

Manifestação de Monica Dutczak, a gaúcha que é recorrente no STJ no caso paradigmático do aplicativo de locação de imóveis. A opinião do procurador municipal João de Almeida Neto. E as tiradas de humor de um advogado e de um estagiário que estão penando na comarca de Ibirubá.