Ir para o conteúdo principal

Edição de quinta-feira , 27 de fevereiro de 2020.

“A volta do Brasil à escória do mundo, pátria da impunidade e do vale-tudo das elites delinquentes”



Foto Locus Online

Imagem da Matéria

Está rodando nas redes sociais um vídeo – com pouco mais de cinco minutos de duração – em que o procurador do Estado do RS Rodinei Candeia, comenta o julgamento de quinta-feira passada. Inicialmente ele elogia quatro dos cinco votos minoritários.

E é crítico em relação aos seis que formaram a maioria.

Algumas de suas frases:

a) “O ministro Marco Aurélio disse que ninguém poderá receber de volta a liberdade perdida. Mas, e as vidas perdidas, por atos dos assassinos que serão soltos, e o horror das crianças e vítimas de estupro e o suor dos trabalhadores que foram roubados por políticos criminosos... ah, isto não foi maior que o ego do ministro”.

b) “No Brasil sempre foi de mau gosto prender ricos e poderosos. É de mau uso a prisão dos criminosos de colarinho branco, como aqueles que o ministro Gilmar soltou ao longo dos últimos tempos”

c) “A vergonha passou longe do STF neste triste 7 de novembro de 2019”.

Veja as imagens e escute o áudio da manifestação crítica.

Para ler a íntegra da crítica, clique aqui.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação, clicando aqui.

Comentários

Banner publicitário

Notícias Relacionadas

STF define a possibilidade de pena da suspensão da CNH

O Plenário da Corte estabeleceu tese unânime: “É constitucional a imposição da pena de suspensão de habilitação para dirigir veículo automotor ao motorista profissional condenado por homicídio culposo no trânsito”.