Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 30 de junho de 2020.
https://espacovital.com.br/images/jusazul.jpg

Delação premiada a favor do Flamengo



ARTE EV SOBRE FOTO DE MATT JEPPSON/SHUTTERSTOCK

Imagem da Matéria

1. Síndrome do Rabo Regenerativo

Ter o rabo preso só não será um problema se você tiver rabo de lagartixa. É o caso da IVI – Imprensa Vermelha Isenta. Ela é algo que não ec-xiste. Nem os chapa-brancas gremistas admitem que ela ec-xista. Porque chapa-branca sempre está de butuca para ganhar alguma coisa... Logo, sempre é oficialista.

Mas não quero falar dos CBs. Quero falar de outra sigla, a IVI. Domingo ela se entregou. Fez delação premiada. Não leu, o pau comeu. Disseram que foi pênalti. E se entregaram.

Explico. O juiz Raphael Claus marcou pênalti claramente contra a nova regra. Decisão ´contra legem´. Tanto é que Sandro Meira Ricci e Sálvio Espíndola disseram na hora: “Não foi pênalti”. Mas o preclaro rábula do ludopedismo, Claus, negou-se a consultar o VAR. Depois teve lance parecido a favor do Grêmio e...”esse-lentíssimo” juiz de novo não consultou o VAR-À M...!

Onde está o busílis, professor Lenio? Respondo. Simples: a imprensa daqui (leia-se, por toda ela, a da Rádio Gaúcha) disse que foi pênalti. Eis aí a prova de que IVI existe, sim. Entregaram-se. Delação premiada! Das duas, uma: ou não leram ou de fato torciam pelo Fla. ´Tertius non datur´.

Sorte da IVI é que ela tem o Gene do Rabo Generativo. Amanhã cresce um novo. E assim por diante. E você, gremista NCB (não chapa-branca) ainda vai recitar o mantra “isso de IVI não ec-xiste”? Cartas para a redação.

2. Jogo deve ser anulado – juridicamente falando

Um jogo de futebol só pode ser anulado quando há erro de direito. Isto é: quando o juiz desconhece a lei. É isso que se chama de erro de direito, não só no futebol como na própria área jurídica. Qualquer advogado formado na UNINada ou UNIZero sabe disso.

No caso do pênalti a favor do Flamengo, nitidamente o rábula ludopédico Claus não sabia da nova instrução. Ou se leu, não entendeu.

Burrice? Os narradores e comentaristas gaúchos também não. Só que esses não necessitam saber. Quem deveria saber da alteração da regra era o tal de Claus. Como ele não consultou o VAR, presume-se (presunção aqui é ´jure et jure´ e não ´juris tantum´) que desconhece.

Consequência: anulação do jogo. Por erro de direito. Simplinho assim. Não há erro de direito mais claro do que esse. E talvez não haja mais explicitação do que seja a IVI do que isso. De novo: a IVI fez delação e se entregou.

3. A manchete “portuguesa”

Manchete do saite do Grêmio dá tese de doutorado: “Com um único gol, Grêmio é superado”. Depois: “Com o resultado, o Grêmio não soma pontos”. Não! Não me diga!

Perdeu e não somou pontos? As palavras são terríveis, pois não?

A linguagem é um pharmacon, diz Platão. Remédio ou veneno. Renato escalou um time ofensivo. Correto. Ofensivo. Eu, particularmente, senti-me muito o-fen-di-do com André (para dizer pouco). Parole, parole!

Em tempo - Sigam meu twitter: @streckgrêmio

 


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Porque a IVI e a CIA deveriam ler Gulliver e “1984”!

“Gostamos tanto de futebol. Conhecemos as regras, podemos xingar o juiz, dizer palavrões e fazemos a nossa guerra particular, torcendo para os artilheiros furarem a defesa a barreira do adversário. Deveríamos aproveitar melhor os espaços nos meios de comunicação para tratar mais de cultura”.

O terraivismo, versão do terraplanismo futebolístico

Manchete de Pedro Ernesto: “Dupla Gre-Nal agoniza financeiramente na pandemia”. Ora, o Grêmio pode não estar tão folgado. Mas, por favor, comparar com as finanças do Inter, só com a tese dos dois demônios. O momento já tem até um slogan da IVI: “Vamos arranjar uma crise gremista”!

Foto: Creative Commons

Escolhida a seleção dos filósofos e o treinador

 

Escolhida a seleção dos filósofos e o treinador

“Quarentena, futebol parado, IVI bocejando, resolvi chatear os leitores com um assunto que é a antítese da linguagem chula, antítese de palavrões. Entre os escolhidos, unanimidade para Aristóteles, relembrado neste busto construído para homenagear o Liceu criado pelo filósofo”.