Ir para o conteúdo principal

Edição de sexta-feira ,06 de dezembro de 2019.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

O Brasil dos “juridiqueístas”



Blog E Viva a Farofa - Reprodução

Imagem da Matéria

 Brasil dos endinheirados

O país vive o mais longo ciclo de sua injusta história de desigualdades. Tabulação apresentada pelo economista Marcelo Neri, diretor do FGV Social concluiu – com dados fechados em 30 de setembro – que, nos últimos 18 trimestres seguidos, a renda só cresce para os que estão no topo da pirâmide brasileira.

Conferindo no calendário: a injustiça vem desde abril de 2015. Quarto mês do segundo governo Dilma Rousseff.

 Brasil do ´juridiqueístas´…

Os servidores do Poder Judiciário brasileiro, em todos os Estados e níveis, ganharam em média, no ano passado, um salário mensal de R$ 12.774,02. É uma cifra 420% maior do que a média recebida (R$ 2.456,65) pelos trabalhadores do setor privado do país, mensalmente em 2018.

Os dados foram revelados na sexta-feira (22) pela pesquisadora Thaíus Barcellos, da Consultoria I Dados.

Esses R$ 12 mil e tantos são também o dobro da média salarial dos servidores do Poder Legislativo (R$ 6.371,87). Ambas as categorias são sustentadas pelo seu, pelo nosso, pelo dinheiro dos jornalistas e colaboradores que fazem o Espaço Vital.

 Ressaca da safadeza

A União estima arrecadar R$ 20 bilhões em multas nos primeiros de vigência (a partir de agosto de 2020) da Lei Geral de Proteção de Dados. A confiança é tão grande na safadeza que a equipe criada para cuidar do assunto no Ministério da Economia nem orçamento tem – e conta com o dinheiro das multas para pagar suas contas.

As empresas de telefonia e os bancos talvez sejam os maiores atingidos. É que, principalmente de suas bases de dados, vazam listas de clientes para terceiros. A Previdência também terá de se adaptar: seu banco de dados é um dos mais cobiçados e contrabandeados do país.

 Elas sempre em alta

Leitores assíduos do Espaço Vital têm acompanhado o crescimento das mulheres na advocacia brasileira. Na mesma linha, elas vão dominando o ambiente da tecnologia de atendimento virtual a clientes no Brasil e no mundo. São vozes e nomes femininos que figuram nas máquinas de atendimento de algumas das maiores empresas do planeta.

No Brasil, elas são a ´Bia´ (do Bradesco) a ´Aura´ (da Vivo) e a ´Gal´ (da Gol). Nos EUA, a ´Siri´ é a voz da Apple; a ´Alexa´, da Amazon; e a ´Erica´, do Bank of America.

Uma interessante exceção ocorre na França: o atendente virtual da Citroën é um homem chamado ´Jean´.

Tem gente que impropriamente diz tratar-se de machismo das pessoas que inventam nomes para essas máquinas – por “serem homens que gostam de mandar em mulheres”. É um evidente exagero.

O Espaço Vital sustenta como verdade que as vozes femininas são mais suaves e agradáveis.

 O voto acrobático

Foi constrangedor ver o ministro Dias Toffoli votando na sessão em que, por meio de um longo e quase ininteligível voto com quatro horas de duração, recuou de maneira acrobática da sua vontade de barrar o uso de dados do antigo Coaf em investigações de corrupção.

Pela “rádio-corredor” da OAB de Brasília, ficou sendo “o voto ininteligível do ministro que falava javanês” - idioma da Ilha de Java, na Indonésia).

“Ele ouviu o ronco das ruas. Senti vergonha alheia”, disse um colega do próprio Toffoli a amigos.

 Preparem-se!

A propósito, como Dias Toffoli completa 75 anos em 15 de novembro de 2042, a sociedade tem que levar na devida paciência que ele ainda poderá dispor de 22 anos, 11 meses e 20 dias de poderes de supremo ministro.

O calendário é longo e cheio de surpresas.

 Volumosa e oca

Deu em nada a tentativa de Eduardo Cunha em fazer delação premiada. Após analisar 108 anexos apresentados pela defesa do notório ex-deputado, a PGR foi concisa na conclusão.

Diz mais ou menos assim: “Conta o que já se sabe e oculta o que ainda falta saber”.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser comentar ou esclarecer alguma notícia, disponha deste espaço.
Sua manifestação será veiculada em nossa próxima edição.

Comentários

Banner publicitário

Mais artigos do autor

Foto Getty Images

   Barulho na madrugada cria rota de choque de artista famosa com vizinhos endinheirados

 

Barulho na madrugada cria rota de choque de artista famosa com vizinhos endinheirados

  O Condomínio Mansões, no Rio, notifica a rica proprietária Larissa de Macedo Machado, 26 de idade, “para que tal fato não se repita, a fim de evitarmos multas e ações judiciais”.

 Quatro perguntas sobre o mercado jurídico brasileiro

  Revista Exame sai da Editora Abril e fica sob o comando do banqueiro André Esteves.

  Veja quem será o representante do Partido Podemos para debater e votar sobre a PEC da prisão em segunda instância.

  Há 25 deputados que mandam na Câmara Federal. Os outros só apertam os botões de votações...

Charge de Jota A / Portal O Dia

Compensação financeira para Dilma pela prisão e tortura sofridas durante a ditadura

 

Compensação financeira para Dilma pela prisão e tortura sofridas durante a ditadura

 Ela busca perante a Comissão de Anistia uma reparação de R$ 11 mil mensais.

 O lodo no Judiciário baiano: afastamento do presidente do tribunal e prisões são apenas o começo do “pepino apimentado”.

 Os dois momentos diferentes de Adriana Ancelmo.

 Ação do Diadema contra o Grêmio tem julgamento antecipado para amanhã: “reserva mental”.

 Porque os mais bem pagos executivos brasileiros estão desistindo do Natal em New York

Ilustração Felipe Franco Rodrigues

Está chegando a hora de o Grêmio se despedir de Renato

 

Está chegando a hora de o Grêmio se despedir de Renato

 Só o “chapabranquismo” gremista sustenta o favorecimento a Galhardo, Tardelli, André e Luciano – todos contas do treinador gremista.

 Aumenta a expectativa de vida para as crianças brasileiras nascidas em 2017 e 2018.

 As seguradoras se unem para tentar derrubar a medida provisória que acaba com o DPVAT.

 Hoje (29) lançamento de livro em homenagem ao professor Alexandre Wunderlich.

 Como os desembargadores do Trabalho reagiriram se a União começasse a atrasar seus salários?

Arte EV sobre fotos de Lucas Pfeuffer

Dois anos antes da eleição de 2021, os primeiros movimentos para a sucessão na OAB-RS

 

Dois anos antes da eleição de 2021, os primeiros movimentos para a sucessão na OAB-RS

• A procuradora do Estado Fabiana Azevedo da Cunha Barth vai somando pontos para ser a candidata da situação.

• Mensalmente aumenta a predominância feminina na advocacia gaúcha; elas são 43.004; eles, 42.487.

• A oposição ainda não se articulou, mas o advogado criminalista Aury Lopes Júnior começa a ser lembrado.

 A ressaca das pilhas, depois dos 52 dias de greve no Judiciário estadual.

No Rio, dos 204 que foram presos pela Lava-Jato, 196 já estão soltos

 Vem aí a segunda edição de “A Verdade Vencerá”, o livro de Lula.

 A obra que exalta o ex-presidente não se reporta à frase épica de janeiro de 2016: “Não existe uma viva alma mais honesta do que eu”.

• Prefeito de Cuiabá (MT) só recebe visitas femininas se houver um assessor na sala.

 Em loja de grife, cliente vai ao provador e tem a camisa... furtada