Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira,
03 de abril de 2020.
https://espacovital.com.br/images/jusazul.jpg

Pedidos do Jus Azul ao Papai Noel



Arquivo pessoal do colunista

Imagem da Matéria

Sempre gostei de futebol. Tenho diploma de comentarista de futebol. Não por menos, quando criança, na minha Agudo — terra do Bagualossauro —, pedia ao Weihnachtsmann, o bom velhinho, que me trouxesse uma bola e uma camiseta de goleiro. Um cético daria de ombros: Papai Noel não existe; não para uma criança que, de tão pobre, odiava férias (férias significa ficar em casa; ficar em casa significa trabalhar). É óbvio que ele não vem, diziam.

Ou será que vem? Não sei. Fato é que eu fui goleiro. Com a bola, a camisa, e até as luvas, que nem imaginava à época. Acima, duas fotos: a primeira, de 2017, no Prerrogativas F.C, time de advogados no jogo contra o Politeama, do Chico Buarque (olha eu aí, com a bola não mão); a segunda, de 1974, jogando no Avenida de Agudo.

Pois é. Será que foi o velho Santa quem me deu a camiseta e a bola? Coincidência ou espírito de Natal?

Pois hoje quero fazer novos pedidos ao Papai Noel. Pedidos do Jus Azul. Papai Noel, que o Grêmio dispute todas as competições. Se o jogador fizer mimimi, faça-o ajoelhar no milho. Papai Noel: presenteie Renato com uma faixa “jogador joga”, não folga”!

Pai Natal, faça com que Renato ponha os jogadores para treinar. Rachão só uma vez por semana. Outro pedido: não deixe que Renato deixe no banco jovens craques em detrimento de bruxinhos; aliás, querido Papai Noel, bruxinhos só existem por causa de torcedores chapas-brancas. Bom, a vara de marmelo deve ter a sua função social, certo, bom velhinho?

Mais um pedido: não permita que em 2020 o Grêmio faça negócios como o do André, do Marinho, do Tardeli, do Galhardo e quejandos. E que o Grêmio possa fazer um negócio da china outra vez, como esse do Luan. Acho que teve dedo seu nisso, Papai Noel. Negócio bom demais. O cara não jogou nesses dois anos, custaria mais 15 milhões em 2020 e ainda conseguimos 22 milhões? Papai Noel, não deixe o Corinthians voltar atrás.

Por último, ponha a IVI de castigo. Ajoelhar no milho. Varinha de marmelo neles. A única coisa que não entendi bem “nisso da IVI” é eles terem apoiado a venda de Luan. Nessa coincidimos, IVI e eu. Pai Natal, me tire essa dúvida atroz.

De todo modo, vou fazer a reza que eu fazia de pequeno ao Papai Noel: “Ich bin Klein, mein Herz ist rein, Darf niemand drin wohnen als Jesus allein” (“sou pequeno, meu coração é puro, nele não deve morar ninguém, a não ser Jesus”). Com isso, ganhei a bola e as luvas.

Feliz Natal antecipado a todos os gremistas. E aos colorados também. E também para a IVI. Afinal, é Natal!

Siga-me no twitter @streckgremio.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Arte EV sobre foto Visual Hunt

Faltou vontade ao Grêmio

 

Faltou vontade ao Grêmio

“Jogar no time gremista é - ou parece ser - algo como uma colônia de férias. Aqui mesmo no Jus Azul já pedi ao Papai Noel que proibisse Renato de fazer ´rachão´ e que pusesse a rapaziada a treinar. Como o Jesus faz no Rio de Janeiro”.