Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS),sexta-feira, 29 de maio de 2020.
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Juiz nega prisão domiciliar a condenado e evoca a luta de Churchill contra Hitler



Banco de imagens do Espaço Vital

Imagem da Matéria

Decisão do juiz Atis de Araujo Oliveira, da 1ª Vara de Execuções Criminais da comarca de Presidente Prudente (SP), indeferiu a concessão de prisão domiciliar a um detento, sob o argumento de que “é falacioso o argumento de que o sistema penitenciário não tem estrutura - pois há falhas estruturais em todos os serviços estatais”. O magistrado ainda dispôs que, em tempos como os atuais, devemos recorrer ao exemplo de Churchill enfrentando Hitler e o nazismo.

O julgado monocrático evoca que, durante os anos de 1920/1930, diversos países adotaram uma "postura politicamente correta" de complacência com relação ao líder nazista, firmando acordos para que a Alemanha apaziguasse seu ímpeto de expansão territorial. Naquela conjunção, uma das vozes dissonantes - escreve o magistrado paulista - foi a do ex-primeiro ministro britânico Winston Churchill.

O julgado discorre lembrando o início da guerra e recordando que Winston Churchill teimosamente - e ainda em dissonância com alguns de seus próprios partidários - manteve a Grã-Bretanha lutando sozinha neste momento. Para o magistrado, aprende-se que, “mesmo nas situações mais dramáticas e desfavoráveis, não se pode perder a perseverança nem abandonar a capacidade de luta".

Winston Churchill viveu durante 90 anos (* Woodstock, 30.11.1874; + Londres, 24.01.1965). Ficou conhecido como político conservador e pelos feitos na Segunda Guerra Mundial. Primeiro-ministro inglês duas vezes consecutivas no Reino Unido, além dos cargos políticos, Churchill também exerceu a profissão de jornalista e escritor.

Pelos seus escritos, recebeu ainda um dos prêmios mais aclamados da literatura, o Nobel de Literatura. Além disso, teve concedido pelos Estados Unidos a cidadania honorária no país.

“A lição que se pode extrair é de que posturas estabelecidas em circunstâncias como estas - pandemia e guerra - não são os melhores conselheiros para se enfrentar situações adversas" - arremata o juiz Atis Araújo, depois de comparar que "as deficiências do sistema penitenciário não são discrepantes ou mesmo anômalas aos demais serviços estatais e, portanto, não podem servir de argumento para desencarcerar quem ainda, por determinação de lei, deve estar recolhido em estabelecimento penal". (Proc. nº 1005171-32.2020.8.26.0482 - com informações do TJ-SP e da redação do Espaço Vital).

LEIA A ÍNTEGRA DO JULGADO


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Foto: Associated Press (1969)

Afinal, quem disse em 1962 que “o Brasil não é um país sério” ?

 

Afinal, quem disse em 1962 que “o Brasil não é um país sério” ?

•  A frase foi erradamente atribuída a Charles de Gaulle. O ex-editor do Jornal Nacional, Luiz Edgar de Andrade, falecido na semana passada, foi personagem involuntário de uma das primeiras fake news internacionais.

•  O termômetro judicial da Covid-19: são 10 mil novas ações trabalhistas.

•  Decisão judicial concede 45 dias de licença remunerada para auxiliar de enfermagem.

•  As liminares que estão criando novas modas.

•  Projeto de lei quer disciplinar abertura de novas contas nas redes sociais.

Geraldo Bubniak / Fotoarena

Brasil é o país em que mais se mata tendo o futebol como motivação

 

Brasil é o país em que mais se mata tendo o futebol como motivação

  A primeira contagem - faltando dados de alguns países menos ligados - já passa de 1.500 vítimas.

  Tribunais estimam cerca de 2.200 recuperações judiciais até final de 2020.

  TJRS elege Armínio Abreu Lima da Rosa como novo integrante do TRE-RS.

  A mudança do regime conjugal de bens do casal Odebrecht.

  STF decide que procuradores da Fazenda Nacional não têm direito a férias de 60 dias. E os outros?

  Importação de sementes de cânhamos fica suspensa. Seria psicotrpopico?

Fux alerta juízes sobre os efeitos da Recomendação nº 62 do CNJ

• A dose dos remédios jurídicos recomendados por Toffoli “não pode matar a sociedade doente e gerar uma crise sem precedentes na segurança pública nacional”.

• STF julga dia 17 a ação direta de inconstitucionalidade da AMB contra parte do artigo 144 do CPC.

• O leitor sabe o que significa comorbidade? Está na moda.

• Melhores sinais na Europa na evolução do coronavírus.

• Piores sinais em residências brasileiras durante a quarentena.