Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS),sexta-feira, 29 de maio de 2020.
https://espacovital.com.br/images/mab_123_17.jpg

Marco Aurélio propõe a Toffoli que atos de outros poderes sejam julgados pelo Plenário do STF



Nelson Jr./SCO/STF

Imagem da Matéria

 Autocontenção do Judiciário

Uma boa surpresa no STF, afinal, depois de tantas coisas atravessadas e surpreendentes. O Marco Aurélio Mello encaminhou à presidência da corte um ofício com proposta de alteração no Regimento Interno. Ele sugere que, doravante, as decisões relativas à atuação de outros Poderes sejam tomadas pelo Plenário.

A proposta tem endereço certo: evitar a repetição de decisões como a tomada pelo ministro Alexandre de Moraes, suspendendo a nomeação de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal.

A prerrogativa da indicação é notoriamente do Presidente da República, mas Alexandre (que Bolsonaro chamou de “amigo de Michel Temer”) vislumbrou a possibilidade de dano irreparável. Tal porque o próprio Presidente da República havia anunciado, em entrevista coletiva, que gostaria que o chefe da PF lhe passasse relatórios sobre a atuação do órgão, que é autônomo.

O ministro Marco Aurélio questiona a ocorrência de “vir o Supremo a afastar a eficácia de ato de outro Poder, enquanto Poder" e recomenda "a necessidade de guardar a Lei das Leis, a Constituição Federal".

Sugerindo “a autocontenção do Judiciário”, Marco Aurélio propõe a atuação colegiada, com o objetivo de preservar a harmonia entre os Poderes. A proposta, apresentada ontem (4), é para que o inciso XI do artigo 5º do Regimento Interno, que especifica as competências de julgamento do Plenário, inclua a seguinte previsão: "Apreciar pedido de tutela de urgência, quando envolvido ato do Poder Executivo ou Legislativo, praticado no campo da atuação precípua”.

 Exageros da caneta

A liminar que barrou a nomeação de Alexandre Ramagem é controversa. Até juristas avessos ao bolsonarismo consideram que Alexandre de Moraes usou critérios vagos para anular um ato do Presidente da República.

Dependendo da decisão do Plenário do STF - ao examinar o recurso do Presidente da República - a canetada de Alexandre de Moraes poderá ficar com o jeito de ter sido mais um caso de supremo ativismo judicial. Ou não.

A propósito: quem leu acima, com atenção, o tópico nº 1 acima, pode avaliar se Marco Aurélio Mello já pressentiu, ou não, os efeitos do recado dado por Bolsonaro no domingo: “Não vou cumprir mais nenhum ato que contenha violação à Constituição”.

 Calendário inexorável

Pela rotina litúrgica das cortes superiores, já é possível ter certeza de que Alexandre de Moraes será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral em 2022.

Justamente o ano (previsto) da próxima eleição, em outubro de 2022, para a Presidência da República, Senado, Câmara Federal, etc.

 Um dia depois do outro

O advogado contratado por Sérgio Moro - e que o acompanhou sábado (2) em seu depoimento à PF paranaense - é o curitibano Rodrigo Sánchez Rios. Tem no currículo já ter defendido vários presos célebres da Lava-Jato.

Entre eles, Marcelo Odebrecht e Eduardo Cunha. Foi também advogado da famosa Engevix.

 Trauma no enterro

Notícia típica destes dias pandêmicos - e não é fake. O desembargador Wagner Cinelli, da 17ª Câmara Cível do TJ Rio, manteve a sentença que condenou uma administradora de cemitérios a pagar reparação moral de R$ 15 mil por insólito problema ocorrido em um sepultamento.

A ocorrência: a filha (autora da ação) viu o caixão da mãe se soltar do suporte e despencar na cova, lançando o corpo da falecida para fora. Cruz, credo, com todo o respeito. (O EV não divulga o número do processo para poupar a família enlutada de novos constrangimentos).

 “O doutor está em casa”

Ninguém sabe quando o isolamento vai acabar, mas Dias Toffoli, já se antecipou: servidores do Supremo vão trabalhar de maneira remota até 31 de janeiro de 2021, desde que suas funções possam ser desempenhadas à distância. São nove meses pela frente.

Toffoli considerou “a necessidade de manutenção das medidas de distanciamento, com a redução na circulação de pessoas, e de prevenção ao contágio pelo coronavírus”. Haverá discordâncias.

 Nunca antes...

... na história deste país - como diria Lula - houve tão pouca pesquisa no Google pelos seguintes oito substantivos de busca:

automóvel, casamento, festa, imóvel, resort, roupa, tênis, e viagem. O levantamento é do mês completo de abril.

E, na direção oposta, no mesmo período, nunca houve tanta pesquisa no Google por seis vocábulos: café, desemprego, exercício, insônia, meditação, e saúde pública.

 Nota do editor

O texto do ofício enviado por Marco Aurélio, propondo alterações no Regimento Interno do STF, pode ser acessado via link direto.

É ler, e depois acompanhar a tramitação. Clique aqui.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem SGP - Edição EV

Prestação de contas para fiscalizar os gastos da pensão paga a filho menor

 

Prestação de contas para fiscalizar os gastos da pensão paga a filho menor

•   Divergências entre o pai alimentante (advogado) e a mãe (advogada), em caso gaúcho, recebe mudança na jurisprudência do STJ.

•   O tribunal superior, por maioria (3x2), reforma sentença da comarca de Gramado (RS) e acórdão da 7ª Câmara do TJRS.

•   Prevalência da tese de que o devedor da obrigação tem o direito de acompanhar o dispêndio da pensão de 30 salários mínimos mensais.

Arte ev sobre foto meramente ilustrativa (camera press)

Racismo em escola pública em município gaúcho de 17 mil habitantes

 

Racismo em escola pública em município gaúcho de 17 mil habitantes

•   Fato ocorrido há seis anos (maio de 2014) gerou ação por dano moral ajuizada cinco meses depois. Sentença de improcedência demorou cinco anos. E rápida decisão do TJRS, condenando os pais da adolescente ofensora, foi em abril deste ano.

•   Acórdão deplora a conduta discriminatória no ambiente escolar: “Num país de mestiços, é fato grave, que atinge e envergonha a nossa comunidade”.

•   Casal gaúcho retido desde 6 de abril na Austrália volta ao Brasil 47 dias depois.

•   Indenização moral de R$ 60 mil para Dilma Rousseff: uso desautorizado da imagem da ex-presidente, associando-a à oferta com técnicas para “deixar de ser burro e vencer as dificuldades nos estudos”.

Arte EV sobre

Justiça gaúcha intima ex-deputado Jean Wyllys por edital

 

Justiça gaúcha intima ex-deputado Jean Wyllys por edital

•  Ele é acionado por uma empresa de Porto Alegre (RS) que obteve decisão judicial que obriga o ex-político a publicar retratação.

•  Marco Aurélio decide que ação contra Onyx Lorenzoni deve continuar no TRE-RS.

• Quinze clubes - incluindo a dupla Gre-Nal - realizaram 1.000 testes para saber se atletas e comissões técnicas estão infectados pela Covid-19. Resultado: 76 testes positivos.

• Acordo no dissídio da Casa da Moeda garante: não faltarão cédulas.

Visual Hunt - Imagem meramente ilustrativa

A controvérsia dos anúncios discriminatórios oferecendo emprego e estágio

 

A controvérsia dos anúncios discriminatórios oferecendo emprego e estágio

• Ação que tramitou na Justiça do Trabalho desde fevereiro de 2007 vai agora - 13 anos depois - para uma vara cível.

 Provimento do TST ao recurso da Folha de S. Paulo que tinha sido condenada a pagar R$ 1,5 milhão.

 De quem é a marca iPhone? A briga judicial entre Gradiente e Apple chega ao STF.

Difini: o desembargador gaúcho que alertou sobre o “uso indiscriminado dos depósitos judiciais desde 2005”.

YouTube / reprodução

A sátira a um sepultamento: um acontecimento divino, ou profano?

 

A sátira a um sepultamento: um acontecimento divino, ou profano?

A repercussão nas redes sociais sobre insólito acontecimento - regado a champanha e dança - num restaurante de Gramado (RS).

 Senado vai votar projetos que miram nos lucros dos bancos.

 A notória Andrade Gutierrez escolhida em Portugal para obras no metrô lisboense.

 Não cheguem perto dos senadores: 296 seguranças para proteger as Excelências.

 Futebol jurídico: o novo filão que cobra adicional noturno e pagamento diferenciado pelos jogos aos domingos e feriados.

 Rosângela Moro pede dispensa do Conselho Nacional de Incentivo ao Voluntariado.

Seat Maestro

Antecipação de tutela obriga Latam a repatriar idosos gaúchos retidos na Austrália

 

Antecipação de tutela obriga Latam a repatriar idosos gaúchos retidos na Austrália

• Claudio e Cleonice Weiand estão confinados em Perth, na Austrália, desde 8 de abril.

 A prevalência de interesses superiores: Rodrigo Maia não fala mais na votação da PEC da prisão em segunda instância.

• STF julga na sexta-feira (15) mandado de segurança envolvendo uma obra de Monteiro Lobato: “Referências ao negro com estereótipos fortemente carregados de elementos racistas”.

• Condenação penal de promotor gaúcho que adquiriu bens de massa falida em ação falimentar em que atuou.