Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 22 de setembro de 2020.
https://espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

Casamento: 72 mais 41 é igual a 113



Charge de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Aos 72 anos de idade, o Doutor Juvenal, aposentado operador do Direito, boa poupança e um contracheque mensal recheado de penduricalhos de incorporações, viúvo, se casa com Lúcia Margarida, advogada de 41. Esta, em consideração ao marido da “melhor idade”, já tinha definido que rotineiramente eles deveriam dormir em quartos separados.

Janeiro de 2020, aí pelas 11 da noite, terminada a festa do casamento realizada no salão de festas de um clube praiano, o casal ruma para o seu apartamento à beira-mar. Cada um em seu quarto.

Margarida se prepara para deitar, quando ouve batidas na porta. Ao abrir, ela se depara com Juvenal, pijama curto de cetim roxo, pronto para a ação. Tudo corre bem, alguns minutos depois o marido despede-se respeitosamente e se retira para a peça ao lado.

Passam duas horas, Margarida ouve novas batidas na porta. É Juvenal pronto para mais um embate de Eros. Ela se surpreende, tudo acontece nos conformes, terminada a relação o experiente homem beija carinhoso a novel esposa, e faz o curto caminho de volta.

Seis e meia da manhã, o sol já espia firme no leste do litoral gaúcho. Eis que Margarida - após insuficientes três horas de sono - escuta de novo crescentes batidas na porta. É Juvenal outra vez, com aspecto vigoroso e renovado, prontíssimo para mais uma ação.

A novel esposa cumprimenta o cônjuge: 

- Estou impressionada que, com tua idade, possas repetir a relação com esta frequência. Já estive com enérgicos homens quarentões e eles se contentavam apenas com uma vez. Tu, excelentíssimo marido Juvenal, és um grande amante!

Feições de surpresa, ele pergunta:

- Eu já estive aqui antes?

Entusiasmada (ou surpreendida?), horas depois Margarida, via WhatsApp, conta a tríplice proeza a uma amiga publicitária que estivera no jantar do casamento. A confidente liga o notebook, pega algumas folhas de papel e produz uma homenagem criativa, que no entardecer é levada ao apartamento de Juvenal e Margarida, festejando em tópicos: “72 mais 41 é igual a 113. Bingo! Alzheimer é melhor do que Viagra!”.

Transitou em julgado no juizado da vida.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Ilustração: Gerson Kauer

O juiz autêntico e a testemunha mentirosa

 

O juiz autêntico e a testemunha mentirosa

No processo-crime em que três policiais civis estavam denunciados por crime de tortura, estava depondo uma testemunha de defesa. Pelo que se percebia, ante as feições do magistrado, tudo indicava que ela estivesse mentindo. “Interrompam tudo!” - determinou o juiz.

Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

O Meretrício Doutor Juiz

 

O Meretrício Doutor Juiz

O volumoso inquérito sobre tráfico de drogas - com prisões, habeas corpus e apreensão feita na zona do meretrício - aportara no fórum. A jovem estagiária Juliana mostrou-se disposta a digitar os termos da audiência, mas ressalvou: “Doutor, eu não sou muito rápida no computador, nem tenho experiência nesses tais de termos de juridiquês”...

Relacionamentos em tempos modernos

 

Relacionamentos em tempos modernos

Peter - nascido e registrado no gênero masculino - durante a infância, nunca se viu como menino. Cresceu e um dia casou com Giuliana. Mas o final feliz foi quando ele - já sendo “a médica Ava” - confirmou núpcias com... Giuliana. As duas agora vivem confortável união homoafetiva, entre duas mulheres. Deu para entender?

Charge de Gerson Kauer

O quarto casamento

 

O quarto casamento

O juiz recém chegado na comarca convoca servidores e convida advogados e autoridades para a solenidade de sua posse. “Pago pontualmente três pensões alimentícias, estou descasado, e pretendo, quem sabe, constituir um novo matrimônio nesta cidade plena de mulheres bonitas” - confidenciou.

Charge de Gerson Kauer

Doces amores grenalizados

 

Doces amores grenalizados

Advogado, bem apessoado, cinquentão, sem preocupações com as contas no fim do mês, coloradíssimo, resolve consultar um saite especializado em buscar doces relacionamentos sem compromisso. Bingo! Depois de algumas semanas de doce convivência eventual, surge um problema “fu-te-bo-lís-ti-co”.  O texto é de Carlos Alberto Bencke.