Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), terça-feira, 22 de setembro de 2020.
https://espacovital.com.br/images/sala_audiencias.jpg

Juiz com muita, ou pouca experiência?



Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Era domingo à noite, eu preparava a mala para a substituição - que me fora comunicada dois dias antes - e prevendo a viagem para Caxias do Sul para as 6h da segunda-feira. De repente, toca o celular. Do outro lado, uma voz desconhecida:

- Tu não me conheces, pois sou do último concurso. Também vou para Caxias e preciso de uma carona.

         Manhã fria, anunciando que a semana na Serra não seria fácil. No portão da casa do caroneiro, um jovem colega vestido como quem vai para o Alasca. Arrematando o visual, um estranho boné com abas que cobriam as orelhas que estavam soltas lembrando um dog - da raça cocker spaniel.

         Feitas as apresentações, o novel relata a sua ansiedade pelo début, pois iniciaria as suas atividades em audiências pouco depois da chegada no destino.

         Passando o município de Portão, o jovem juiz exige a parada do carro para que possa ir ao banheiro, desconsiderando as várias ultrapassagens a caminhões que, naquela hora, lotavam a rodovia e a longa subida à frente. Após uma demorada espera, retorna o carona tendo às mãos um saco de papel pardo recheado de chocolates, waffles e balas, desconsiderando o mau humor do condutor.

         No horário designado, cada um na respectiva vara, tem início a primeira audiência do recém empossado. Na mesa, defendendo o empregador - e certamente apreensivo por não conhecer o juiz - um advogado experiente e reconhecido pelas costumeiras rasgadas homenagens aos magistrados. Era um tal de “excelência para cá” e de “meritíssimo para lá” que não acabava mais.

         Tudo corre bem na rápida audiência e, não perdendo a oportunidade, o veterano causídico aproveita para enaltecer:

         - Doutor, o senhor lembra muito o ministro Falcão, não só fisicamente como também pela serenidade com que conduziu a nossa audiência.

         O juiz debutante abre um sorriso e agradece, ao mesmo tempo em que é provocado por um elogio e uma pergunta:

         - O senhor revelou uma grande experiência. Apesar de jovem, já tem uns doze ou quinze anos na carreira?...

         O magistrado respira fundo, aponta ao relógio na parede, e responde:

         - Doutor, tirando o tempo da viagem de Porto Alegre a Caxias e a ida ao banheiro, sou juiz há exatos quinze. Sim, quinze minutos...


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem: Freepik - Edição EV

As divindades

 

As divindades

A fala do psiquiatra: “Aqui comparece um representante da segunda divindade em importância, a dos médicos, perante os representantes da primeira divindade, a dos juízes”.

Imagem: Freepik - Edição EV

O talk show do juiz

 

O talk show do juiz

O magistrado cumpria obstinadamente os horários previstos para as audiências pautadas. Mas gostava de adentrar em intimidades perigosas das partes e dos advogados, promovendo enquetes e até colhendo opiniões sobre adultérios.

Montagem EV sobre imagem Camera Press

Sabem o que é carma?

 

Sabem o que é carma?

A solução encontrada pelo promotor de justiça para acalmar o estigma das mulheres de trabalhadores da construção civil, em promissora cidade balneária de Santa Catarina. É que elas costumavam apanhar dos maridos (pedreiros e/ou serventes), quase todos os domingos.