Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 23 de outubro de 2020.
https://espacovital.com.br/images/metaforense_4.jpg

O advogado irmão de Steve Jobs



Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Na cantina do fórum, estando todas as mesas ocupadas, um jovem advogado pede licença para sentar-se junto a um advogado mais velho que estava sozinho. O senhor, muito simpático, responde:

- Fique à vontade! Meu nome é Thomas Jobs. Muito prazer.

- O prazer é meu. Mas o senhor me lembra alguém famoso - responde o jovem.

- Ah, sim, você deve estar se referindo ao meu irmão mais novo, Steve Jobs.

- O quê? Você é irmão de Steve Jobs? O gênio que revolucionou o mercado da informática? Que revolucionou o mercado da música? Que revolucionou o mercado de telefones celulares? Que criou o mercado dos tablets? Uau! Como é ser irmão de um gênio revolucionário como ele?

A expressão do Doutor Thomas se fecha com esta última pergunta e ele responde:

- Na verdade, eu sou o gênio revolucionário da família. O Steve apenas imitou meu estilo. A diferença é que ele escolheu a informática e eu escolhi a advocacia...

- O senhor é um gênio revolucionário? Mas como nunca ouvi falar no senhor?

- Pois eu venho tentando inovar há décadas, mas ainda não tive sucesso. Primeiro criei a UNIADEVAS. Era como um plano de saúde, só que jurídico. O cliente pagava uma mensalidade e, quando precisasse de advogado, o plano cobria os seus gastos, desde que o advogado escolhido fosse eu. Mas a OAB acabou com essa iniciativa por entender que mercantilizava a profissão.

O idoso advogado, então, explica que também criou o LAWYER’s CLUB, um cartão em que o cliente acumulava pontos pela quantidade e preço dos serviços jurídicos que contratava e, depois, podia trocar os pontos por mais serviços jurídicos.

- Recentemente, criei o 99 CAUSAS, um aplicativo em que você pode chamar um advogado, onde quer que esteja, e também o GET LAWYERS, em que o cliente posta os serviços de que precisa e os advogados quase se matam entre si para fazer o preço mais barato. Mas a OAB vetou todas as minhas iniciativas.

- É, evitando a mercantilização, a Ordem impede que grupos mais poderosos dominem o mercado - arremata o jovem advogado.

O Doutor Thomas Jobs desfia outros argumentos:

- A meu ver, tais iniciativas favorecem os grupos que já dominam o mercado, tolhendo ideias inovadoras. Já tentei mudar essa política, me tornando presidente da OAB. Na época, muitos advogados me apoiavam, especialmente os jovens. Mas como você bem sabe, o presidente da Ordem não é eleito pelo voto direto dos advogados... - desabafa o Dr. Jobs - e, ademais, para chegar lá, você tem que estar alinhado justamente com os grupos dominantes.

- Essa estória é incrível! Mas e agora que todas as suas iniciativas foram cerceadas, como o senhor dá vasão a essa imensa criatividade? – indaga o neófito.

- Ah, como qualquer outro advogado, nas minhas petições, expresso toda a minha rebeldia, mas tudo conforme o Estatuto da Advocacia: um itálico aqui, um sublinhado  acolá e negrito... mas bota negrito nisso!


________________________________________________________________________________________________

Dê a sua opinião!

O Espaço Vital estimula a participação dos leitores. Opine, utilizando o formulário disponível abaixo em A PALAVRA DO LEITOR.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagem: Freepik - Edição EV

Diário de um home-office

 

Diário de um home-office

O retorno do Judiciário aos trabalhos, o surgimento de uma decisão que precisa ser atacada por recurso. A esposa sai para o trabalho presencial. O pai às voltas com todas as rotinas da casa e com as lives escolares dos dois filhos. A elaboração do recurso vai ficando para depois. Fim de tarde, a esposa chega reclamando: “A casa virou uma bagunça”...

Imagem: Freepik - Edição EV

O fim do velho normal

 

O fim do velho normal

A notícia da reabertura do fórum foi música para os ouvidos do Dr. Platão Socrático. Para o primeiro dia, ele caprichou no visual; embonecou-se todo; perfumou-se, e lá se foi, ávido por encontrar as velhas amizades.

Foto: Dom Total - Arte EV

O Advogado 4.0

 

O Advogado 4.0

Um escritório de advocacia que está entre os mais admirados abre as portas para que estudantes conheçam as rotinas do advogado titular. O primeiro visitante impressiona-se com a decoração do lugar e com a equipe. Tudo lá projeta uma imagem de sucesso.

Imagens: Freepik - Montagem: Gerson Kauer

A máscara do desembargador

 

A máscara do desembargador

Fica uma lição depois da “carteirada” na beira-mar de Santos (SP). O magistrado terá parado para pensar quem o rodeia, ultimamente? Como ele trata familiares e vizinhos? Seus amigos o têm procurado? Talvez o douto já estivesse em isolamento social muito antes da pandemia.