Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre (RS), sexta-feira, 27 de novembro de 2020.
https://espacovital.com.br/images/on_off_3.jpg

Dicas sobre privacidade, senhas e LGPD



Imagem: Freepik

Imagem da Matéria

On/Off

O mercado anda alvoroçado com as questões de privacidade, Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD e cuidados na internet, redes sociais e computadores, riscos, precauções e afins. Neste sentido, vamos abordar algumas dicas práticas sobre privacidade, LGPD e senhas, para que você leitor possa estabelecer uma maior segurança e conhecimento do tema.

Privacidade

❏     Revise as autenticações automáticas (normalmente Facebook e Google) nos navegadores; isto é uma brecha para invasões.

❏     Estabeleça o uso de navegadores na internet mais focados em privacidade, como Brave ou Firefox. Evite navegadores que coletam dados o tempo todo, como o Chrome.

❏     Somente informe os dados pessoais imprescindíveis para o uso; não preencha formulários com todos seus dados.

❏     Use cartão de crédito virtual ao invés do físico (cria-se nos aplicativos dos bancos; é gratuito).

❏     Sei que é difícil, chato e quase impossível, mas leia as cláusulas de contratos eletrônicos para ver o que os aplicativos e saites pegam de dados de você e como eles podem usar isto. (Você vai repensar em usar muitos serviços, tenho certeza).

Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD

❏     Procure compreender fluxos de trabalho, visando a ideia de privacidade.

❏     Entenda o quê, quem, como, quando e porquê usam dados dentro da empresa.

❏     Como você cuida do seu banco de dados (softwares, arquivos, backups, etc.)? Faz toda diferença esta análise.

❏     Lembre que dados físicos (papéis, pastas, contratos, títulos, etc.) estão no rol da LGPD e podem ser objeto de vazamento de dados.

❏     Como você trata o BYOD (Bring your own device) - quando o colaborador traz seu celular ou computador para a empresa? Ele acessa, copia, trabalha? E a segurança, como fica?

Senhas

❏     Troque periodicamente suas senhas (pelo menos duas vezes ao ano).

❏     Use senhas diferentes para cada serviço (redes sociais, e-mail, bancos, etc.)

❏     Não informe suas senhas a ninguém; mesmo que alguém ligue, se identifique, ou que você não desconfia.

Enfim, ideias para serem pensadas, analisadas, projetadas e principalmente colocadas em prática para se tornarem efetivas!

A tecnologia exige esta adaptação urgente!

-----

gustavo@gustavorocha.com


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Invadiram o STJ e apagaram 1.200 servidores...

“O que temos a aprender com isto? Nenhum servidor é impenetrável. O ponto crítico - além do ataque em si -  foi o fato de não existirem backups off line”.

Montagem EV sobre foto Visual Hunt

Juízo 100% Digital: algoritmos julgando vidas?

 

Juízo 100% Digital: algoritmos julgando vidas?

“Aprovado pelo CNJ vem aí um sistema onde tudo funcionará de forma digital: o trâmite processual, as audiências, o atendimento aos demandantes, etc. Mas precisamos de advogados como administradores da paz social; servidores como elo de garantia ao acesso jurisdicional; juízes como decisores dos fatos dentro dos processos.”

LGPD: já temos a primeira sentença. E agora?

“Parceiros” da Cyrella obtiveram os dados do comprador do imóvel, para que pudessem assediá-lo na tentativa de fornecer a ele serviços estranhos aos prestados pela própria empresa vendedora do imóvel. Reparação moral será de R$ 10 mil.