Ir para o conteúdo principal

Edição Extra, interrompendo, em 11.1.2020, as férias da Equipe Espaço Vital
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

O neto adotado pelos avós



Imagem: Freepik - Arte EV

Imagem da Matéria

Mesmo que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) proíba expressamente a adoção pelos avós, é possível admitir sua ocorrência em hipóteses excepcionais que envolvam crianças e adolescentes. Antes deve ser verificado, concretamente, que tal é a medida que mais atende ao princípio do melhor interesse do menor, assegurando-lhe reais vantagens.

Foi este o entendimento da 4ª Turma do STJ, mitigando a norma do parágrafo 1º do artigo 42 do ECA, e assim negando

recurso especial do Ministério Público. Este visava impedir a adoção de uma criança de atuais sete anos pelos avós maternos. No contexto do caso, a medida serviu para desvincular o infante do lastro criminal dos pais biológicos.

O julgamento enumerou os critérios utilizados para admitir a excepcionalidade da adoção:

1) O pretenso adotando deve ser menor de idade;

2) Os avós adotantes precisam estar exercendo, com exclusividade, as funções de mãe e pai da criança, desde o seu nascimento;

3) A parentalidade socioafetiva deve ser atestada por estudo psicossocial;

4) O adotando deve reconhecer os adotantes como seus genitores;

5) Não pode haver conflito familiar a respeito da adoção;

5) Devem inexistir evidências de perigo que possam gerar confusão mental e emocional no adotando;

6) A adoção deve gerar expectativa de reais vantagens para o adotando.

No caso concreto, a criança adotada tem 7 anos de idade  e está sob guarda avoenga (avó materna e seu companheiro, considerado avô por afinidade) desde os dez dias de idade. Eles são os únicos a exercer a função de pai e mãe, e há estudo psicossocial atestando a parentalidade socioafetiva. A criança os reconhece como seus pais.

E, dois fatores decisivos finais.

Primeiro: a mãe biológica - que concordou com a adoção - é viciada em drogas e está presa por tráfico.  

Segundo: a família tem histórico de problemas, com a marca trágica de que um irmão da criança - agora adotada - foi assassinado aos 9 anos de idade por delinquentes rivais de seus parentes maternos.

“A adoção funda-se em motivo mais do que legítimo, desvinculando a criança da família materna, notoriamente envolvida em criminalidade” - resumiu o acórdão que formalizou a nova situação agora já consumada.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Imagens: Freepik - Arte: Gerson Kauer

Testamento mundano

 

Testamento mundano

As originais disposições deixadas por cidadão septuagenário, falecido há poucos dias. Além de repartir a parte disponível de seus bens, ele pediu que - após a cremação - as cinzas fossem levadas a “uma acolhedora casa de prazeres onde a rotina seja a boa companhia de mulheres bonitas”.

Imagem: Freepik - Arte EV

Mãe biológica e avó paterna

 

Mãe biológica e avó paterna

Aos vinte e poucos anos de idade - com a mudança dos costumes e a alteração de conceitos - Jônathas e Alfredo (nomes fictícios) resolveram viver a parceria de uma relação homossexual, sem cirurgia de redesignação sexual ou transgenitalização. E conseguiram ter um filho.

Imagens: Freepik - Arte EV

A autoridade 51

 

A autoridade 51

No município interiorano comemora-se o cinquentenário de sua fundação. O ponto alto dos festejos é um baile. Chegam da capital e participam os filhos ilustres da região, bem como as autoridades locais: o juiz, o prefeito, o padre e o delegado. De repente, um tipo estranho tenta entrar...

Um calhamaço de 56 páginas do DJE para intimar várias centenas de advogados

  • Nota de expediente disponibilizada no dia 26 contém intimação para dezenas de advogados já falecidos. Também para ex-profissionais da advocacia que hoje são desembargadores do TJRS.
  • Dois mil carros, aeronaves, ouro e até ração canina: os itens - que eram de criminosos - leiloados pelo MJ.
  • A maior derrota do PT desde 1980.

Chargista Duke - www.DomTotal.com

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

 

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

  • Matriz francesa referiu que foi o “dia mais triste da história da empresa”....
  • O brasileiro Abilio Diniz, o terceiro maior acionista da rede, disse que ficou “triste e indignado”.
  • A empresa de segurança (?) Vector anuncia, em seu portal, seu “comprometimento, seriedade, profissionalismo, companheirismo, honestidade, idoneidade, perfeccionismo, confiabilidade e superação constante”. Onde?...
  • A queda, ontem (23) das ações da empresa no Brasil.