Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, terça-feira, 26 de fevereiro de 2021.
(Próxima edição: segunda-feira, 1).
https://espacovital.com.br/images/smj.jpg

Um calhamaço de 56 páginas do DJE para intimar várias centenas de advogados



Na edição da última quinta-feira (26) foi disponibilizada no DJE a Nota de Expediente nº 1978/20 do Serviço de Processamento de Precatórios do TJRS. A publicação é de caráter intimatório e destina-se a uma grande quantidade de advogados relacionados por ordem alfabética.

É tão extensa a relação de profissionais da advocacia que os nomes estão distribuídos nas páginas 6 até 62 do DJE. Não obstante a relevância da intimação, a mesma para muitos intimados será inócua: muitos dos advogados ali relacionados já faleceram. Outros já não militam na advocacia por motivos variados.

A título de exemplo, a redação do EV filtrou alguns nomes nas duas primeiras páginas (letras A e B): Altair de Lemos Junior (OAB/RS nº 23.066) e Ana Paula Dalbosco (OAB/RS nº 36.061) há muitos anos não mais exercem a advocacia. Ambos são desembargadores do TJ - tendo assumido na corte em vagas destinadas ao quinto constitucional (advocacia).

Entre os advogados falecidos que estão sendo intimados estão pessoas que tiveram notoriedade na profissão: Arno Uhlein (nº 2.119), Bernardo Dorfmann (nº 1.920) e Adelmo Simas Genro (nº 3.397).

“Está faltando algum controle nas publicações da Corte estadual, havendo assim perda de tempo e gastos desnecessários” - registrou a “rádio-corredor” da OAB-RS ontem à tarde.

E... pode ser.

  • A maior derrota do PT desde 1980

No segundo turno realizado no domingo (29), foi a esquerda quem não obteve resultados expressivos. O outrora maior partido do campo político, o Partido dos Trabalhadores venceu apenas quatro das 15 disputas de que participava.

A realidade: sob a presidência de Gleisi Hoffmann, o PT sofreu sua maior derrota em eleições municipais desde sua criação (1980). O partido de Gleisi e de Lula, pela primeira vez desde 1985, não ganhou em uma única capital. Perdeu em Vitória (ES) e em Recife (PE). Das 15 disputas deste domingo, levou apenas, por pequena margem, Diadema (SP), Mauá (SP), Contagem (MG) e Juiz de Fora (MG).

O PSOL elegeu apenas o ex-prefeito pelo PT Edmilson Rodrigues, em Belém, mas perdeu por quase 20 pontos percentuais a capital paulista para o tucano Bruno Covas.

As mulheres, aliás, tiveram pouco brilho nesta eleição. Apenas Palmas (TO) reelegeu Cinthia Ribeiro (PSDB).

E Manuela d´Ávila (PC do B), vice na chapa de Fernando Haddad (PT) nas últimas eleições presidenciais, foi derrotada por Sebastião Melo (MDB), em Porto Alegre.

  • Muitas abstenções

O país registrou 29,5% de abstenções, o maior índice desde 1996. Houve aumento consecutivo de ausências no segundo turno das eleições municipais desde os anos 2000.

O ranking foi liderado pelo pleito de anteontem (29), seguido pelo de 2016 (21,6%) e com o de 1996 na terceira posição (19,4%). Em 2012, o índice foi de 19,1%.

  • Julgamentos, não são descartes

Acertou o ministro Luiz Fux, ao estabelecer o envio para o Plenário do STF de todas as ações penais e inquéritos que tenham relação com a Lava-Jato. A ideia é a de que tais casos de corrupção e enriquecimento não sejam descartados pela 2ª Turma, mas tenham onze julgadores.

Claro, pode ter até um 6 x 5 final...

A propósito, uma tirada de Fux aos larápios do dinheiro público: “Não adianta tentar esconder; se tiver mala de dinheiro a imprensa vai descobrir”.

Faz sentido!

  • 123, quem dá mais?

O Ministério da Justiça já ultrapassou 100 leilões de bens apreendidos de criminosos em 2020. A meta da pasta para este ano era uma centena de expropriações. Até novembro, foram feitos 107 leilões pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad). Em 2019 foram feitos 11 leilões; em 2018, foram sete.

Foram vendidos mais de três mil itens: cerca de 2 mil veículos, sete aeronaves, mais de 800 cabeças de gado, 15 diamantes e 4,5 kg de ouro. Segundo o secretário da pasta, Luiz Roberto Beggiora, foram arrecadados mais de R$ 125 milhões com os leilões.

Um acordo com a Conab também garantiu a venda imediata de itens como cerca de 30 toneladas de ração canina apreendidas pela Polícia Civil do Estado do Acre. Os alimentos para a cachorrada foram usados na vã tentativa de camuflar o transporte de entorpecentes.


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Freepik

Procuração pelo WhatsApp?

 

Procuração pelo WhatsApp?

O embrulho jurídico da compra e venda de um apartamento residencial, em Porto Alegre, está na 17ª Câmara Cível do TJRS. O relator é o desembargador Gelson Rolim Stocker. Imaginem o precedente (perigoso, ou extensivo) que pode ser aberto, ao considerar uma resposta em rede social como quitação de parcela estabelecida em contrato formal.

Imagens: Freepik - Arte: Gerson Kauer

Testamento mundano

 

Testamento mundano

As originais disposições deixadas por cidadão septuagenário, falecido há poucos dias. Além de repartir a parte disponível de seus bens, ele pediu que - após a cremação - as cinzas fossem levadas a “uma acolhedora casa de prazeres onde a rotina seja a boa companhia de mulheres bonitas”.

Imagem: Freepik - Arte EV

Mãe biológica e avó paterna

 

Mãe biológica e avó paterna

Aos vinte e poucos anos de idade - com a mudança dos costumes e a alteração de conceitos - Jônathas e Alfredo (nomes fictícios) resolveram viver a parceria de uma relação homossexual, sem cirurgia de redesignação sexual ou transgenitalização. E conseguiram ter um filho.

Imagens: Freepik - Arte EV

A autoridade 51

 

A autoridade 51

No município interiorano comemora-se o cinquentenário de sua fundação. O ponto alto dos festejos é um baile. Chegam da capital e participam os filhos ilustres da região, bem como as autoridades locais: o juiz, o prefeito, o padre e o delegado. De repente, um tipo estranho tenta entrar...

Chargista Duke - www.DomTotal.com

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

 

Algumas coisas do que se viu, ouviu e leu sobre o assassinato no Carrefour

  • Matriz francesa referiu que foi o “dia mais triste da história da empresa”....
  • O brasileiro Abilio Diniz, o terceiro maior acionista da rede, disse que ficou “triste e indignado”.
  • A empresa de segurança (?) Vector anuncia, em seu portal, seu “comprometimento, seriedade, profissionalismo, companheirismo, honestidade, idoneidade, perfeccionismo, confiabilidade e superação constante”. Onde?...
  • A queda, ontem (23) das ações da empresa no Brasil.