Ir para o conteúdo principal

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de abril de 2021.
(Próxima edição: terça-feira, 20).
https://espacovital.com.br/images/romance_forense.jpg

Descontos promocionais & justa causa



Ilustração de Gerson Kauer

Imagem da Matéria

Início do ano letivo de 2020 na faculdade - antes da decretação da pandemia - o professor de Direito do Trabalho explica seus métodos de ensino. Diz que exige respeito, silêncio enquanto ele fala, e assiduidade em suas aulas. E promete que – pelo menos uma vez por mês – para descontrair contará “algum caso curioso, às vezes extraído do Espaço Vital, mas sempre relacionado com questões trabalhistas”.   

Segunda semana de março, o mestre conta uma história espirituosa, não extraída daqui, mas que – pelas gargalhadas universitárias que arranca – tem hoje guarida nesta página.

* * * *   

Era uma noite quente do verão porto-alegrense, um homem entra num bar da moda, senta-se e pede a sua cerveja favorita.   

- Certamente, senhor, aqui está! Isso vai lhe custar sete reais, em dinheiro. Preço promocional. Não aceitamos cartões!   

         - Só isto? – pergunta o cliente surpreso.

         O garçom confirma, dizendo ser “a oferta do dia”. E logo traz a bebida e um impecável copo de cristal, gelado. O cliente toma a cerveja e pergunta:   

         - Algum preço promocional para um filé com fritas?   

         - Certamente, senhor. Uma refeição preciosa por apenas trinta reais, pagamento somente em espécie.

         Quinze minutos depois, o quitute vem à mesa. Jantar saboreado, o cliente pergunta:

         - Onde está o dono deste estabelecimento? Gostaria de conhecê-lo.   

         - Impossível! Ele está na administração, no andar de cima, com a minha mulher.   

         - O que ele está fazendo com ela?

         - O mesmo que estou fazendo com o negócio dele!... – arremata o atendente.   


A PALAVRA DO LEITOR

Se você quiser esclarecer, comentar, detalhar, solicitar correção e/ou acréscimo, etc. sobre alguma publicação feita pelo Espaço Vital, envie sua manifestação.

Mais artigos do autor

Charge de Gerson Kauer

A cola que reprovou o estudante

 

A cola que reprovou o estudante

O estudante de Educação Física era destacado nas aulas práticas, mas sem brilho nas provas teóricas. Certo dia, foi pilhado “colando”: levara em minúsculas tirinhas, alguns resumos que sorrateiramente poderiam ajudá-lo a responder as questões.

Charge de Gerson Kauer

Prestação jurisdicional célere?

 

Prestação jurisdicional célere?

Num evento do meio empresarial estão presentes alguns conselheiros da OAB. Representa a corte estadual um desembargador afável e que tem por hábito receber os advogados. Há uma conversa informal e franca:  “Atualmente, não há mais jurisdição artesanal – ela é talvez 99 por cento industrial”...

Charge de Gerson Kauer

O juiz ladrão...

 

O juiz ladrão...

Era uma tarde quente, numa segunda-feira. No fórum local: pilhas de processos; estagiário e assessor em pleno trabalho; advogados esperando alvarás. De forma solene, realizava-se uma audiência. Ao fundo, escutava-se, em aproximação - o som de um pistom, alguns tambores e gritos: “Não tem conversa não; o juiz é um ladrão”.

Ilustração de Gerson Kauer

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

 

O TRT-4 tem rosas. Mas não tem Rosa

A corte trabalhista gaúcha desconversa quando se lhe pedem informações sobre a existência, ou não, de uma ação trabalhista contra a ministra do STF Rosa Weber. A reclamante seria uma cuidadora de idosos que teria prestado serviços à mãe da suprema magistrada.

Charge de Gerson Kauer

O canal preferido

 

O canal preferido

Na audiência de tentativa de conciliação num divórcio litigioso, a causa da ruptura conjugal: flechadas recíprocas em relação às preferências do casal. O futebol na Fox Sports, ou as “saliências” do Sexy Hot.